O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Bayern 7-1 Salzburgo (total: 8-2): "Hat-trick" de Lewandowski ajuda a destroçar austríacos

Robert Lewandowski marcou por três vezes no espaço de 11 minutos na primeira parte e, depois do empate da primeira mão, o Bayern passeou rumo aos quartos-de-final.

Veja como o Bayern se apurou para os quartos-de-final graças a um "hat-trick" de Robert Lewandowski e um "bis" de Thomas Müller.
Resumo: Bayern 7-1 Salzburgo

O Bayern mostrou eficácia e exibiu-se ao seu melhor nível para golear o Salzburgo na segunda mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League, com Robert Lewandowski a marcar três dos quatro golos do gigante bávaro na primeira parte.

Momentos-chave


12': Lewandowski abre o marcador na conversão de um penálti
21':
Avançado polaco volta a marcar de penálti, após nova falta de Wöber sobre si
23':
Lewandowski completa o seu velocíssimo "hat-trick"
31':
Gnabry dilata ainda mais a vantagem do Bayern antes do intervalo
54':
Müller marca o quinto com um disparo colocado
70':
Jovem Kjærgaard assina o tento de honra do Salzburgo
83':
Müller bisa na sequência de uma bonita jogada
86':
Sané fecha a contagem após passe de calcanhar de Lewandowski

O jogo em poucas palavras: Anfitriões implacáveis foram avolumando resultado

 Robert Lewandowski depois de marcar o seu terceiro golo no jogo
Robert Lewandowski depois de marcar o seu terceiro golo no jogoGetty Images

Se o Bayern tinha estado um pouco abaixo daquilo a que nos habituou no empate 1-1 da primeira mão, na Áustria, foi agora avassalador em Munique, na segunda mão. Lewandowski, mais uma vez, liderou o ataque de um conjunto de Julian Nagelsmann que se mostrou sedento de golos e converteu dois penáltis nos primeiros 20 minutos depois de ser derrubado por duas vezes por Maximilian Wöber. Depois, aos 22 minutos, chegou ao "hat-trick", marcando assim por três vezes no espaço de apenas 11 minutos.

Se dúvidas ainda restavam em relação ao apuramento para os quartos-de-final, Serge Gnabry dissipou-as de vez ao fazer o quarto golo do Bayern ainda antes do intervalo. Mas os bávaros não desaceleraram nos segundos 45 minutos. Thomas Müller bisou, com o jovem Maurits Kjærgaard a marcar pelo meio o golo de consolação do Salzburgo, e Leroy Sané fechou a contagem nos 7-1 a passe de Lewandovski, fixando mais um recorde para o Bayern: foi a sétima vez que a formação bávara marcou sete num jogo na competição.

Leroy Sané fechou a contagem
Leroy Sané fechou a contagemGetty Images

Melhor em Campo PlayStation®: Lewandowski(Bayern)

Melhor em Campo: Robert Lewandowski
Melhor em Campo: Robert Lewandowski

"Três golos, uma assistência - ele é sempre muito importante. Os seus três golos ditaram por completo o rumo do jogo. O Salzburg tentou atacar, mas viu-se a perder por 3-0 por causa da classe individual de Lewandowski e da sua habilidade técnica. O polaco mostrou-se demasiado forte no um contra um face aos defesas contrários durante todo o jogo."
Painel de observadores técnicos da UEFA

Como tudo aconteceu: Bayern 7-1 Salzburgo

Reacções

Thomas Müller, avançado do Bayern: "Não havia incerteza antes do jogo. Apenas alguma tensão, claro. Todos sabiam da sua importância deste jogo e as coisas correram bem. Tivemos a sorte que faltou em Salzburgo, porque podíamos ter ficado a perder por 1-0 aos cinco minutos. E o rumo de um jogo depende sempre um pouco de situações como essa. Mas no geral fomos melhores."

Manuel Neuer, guarda-redes do Bayern: "Foi uma vitória categórica. Acho que começámos bem, conquistámos os penáltis e a partir daí tudo foi mais fácil. Estamos muito felizes com o desempenho de hoje. Acho que mostrámos um lado diferente e não concedemos muitas oportunidades em contra-ataque."

Rasmus Kristensen, defesa do Salzburgo: "Hoje eles foram um adversário de outro nível. Tivemos algumas oportunidades e quando não se aproveita essas oportunidades é difícil. Demos tudo, mas não foi o suficiente. Não teve nada a ver com atitude, foco ou plano de jogo. Eles simplesmente foram melhores em todos os aspectos."

Joe Cole, BT Sport

"Quando se joga frente ao Bayern com as linhas assim subidas, pode ser-se punido por jogadores como Gnabry, Sané ou Lewandowski. O Salzburgo aprendeu essa lição da forma mais dura, frente à elite do futebol europeu. Uma lição que certamente não esquecerá".

Principais estatísticas

 Thomas Mueller bisou no encontro
Thomas Mueller bisou no encontroAFP via Getty Images
  • O "hat-trick" de Lewandowski foi seu quinto na competição. Apenas Lionel Messi e Cristiano Ronaldo (ambos com oito) têm mais.
  • O atacante polonês chegou a 85 golos na Champions League ao fim de 104 jogos, mais depressa do que qualquer outro jogador; Messi é o segundo na lista (107 jogos).
  • O "hat-trick" de Lewandowski é o mais rápido a contar desde o apito inicial alguma vez marcado na história da Liga dos Campeões (da fase de grupos à final), superando o registo de Marco Simone pelo AC Milan frente ao Rosenborg em setembro de 1996 (24 minutos).
  • O Bayern perdeu apenas um de seus últimos 18 jogos em oitavos-de-final da UEFA Champions League (12 vitórias e 5 empates).
  • O Salzburgo venceu apenas três dos seus últimos 13 jogos da UEFA Champions League fora da Áustria (3 empates e 7 derrotas)..
  • A formação austríaca só não sofreu golos num dos últimos 23 jogos que disputou na UEFA Champions League.

Melhores do Fantasy

"Hat-tricks" de Lewandowski na Champions League
"Hat-tricks" de Lewandowski na Champions League

Robert Lewandowski – 24
Leroy Sané – 14
Thomas Müller – 11

Equipas

Bayern: Neuer; Pavard, Süle (Nianzou 66), Hernández (Upamecano 60); Gnabry (Sarr 46), Kimmich, Musiala (Roca 66), Coman (Choupo-Moting 66); Sané, Müller; Lewandowski

Salzburgo: Köhn; Kristensen, Solet (Piątkowski 46), Wöber, Ulmer; Camara (Tijani 67); Capaldo, Aaronson, Seiwald (Sučić 46); Adamu (Kjærgaard 61), Adeyemi (Šeško 62)