O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Factos do Benfica - Barcelona

O Benfica tem como objectivo vencer o Barcelona pela primeira vez em 60 anos quando ambas as equipas se reencontrarem em Lisboa na segunda jornada do Grupo E.

Luisão (Benfica) e Ronadinho (Barcelona) quando as duas equipas se defrontaram em Lisboa nos quartos-de-final da UEFA Champions League de 2005/06 e Ronald Koeman era o treinador das Águias
Luisão (Benfica) e Ronadinho (Barcelona) quando as duas equipas se defrontaram em Lisboa nos quartos-de-final da UEFA Champions League de 2005/06 e Ronald Koeman era o treinador das Águias PA Images via Getty Images

O Benfica tem como objectivo vencer o Barcelona pela primeira vez em 60 anos quando ambas as equipas se reencontrarem em Lisboa na segunda jornada do Grupo E.

• O Benfica levou um ponto para Portugal no seu jogo de abertura graças ao empate 0-0 no terreno do Dínamo Kiev, enquanto o Barcelona perdeu por 3-0 diante do Bayern em Camp Nou, registando assim três derrotas seguidas em casa na Europa pela primeira vez na sua história.

Cobertura em directo: Benfica - Barcelona


Confrontos anteriores

• Os caminhos das equipas cruzaram-se pela última vez na fase de grupos da UEFA Champions League de 2012/13. Alexis Sánchez e Cesc Fàbregas marcaram na vitória do Barcelona, por 2-0, em Lisboa, na segunda jornada. O regresso a Camp Nou, na sexta ronda, terminou sem golos; os catalães terminar no primeiro lugar do grupo e o Benfica em terceiro.

• Essa foi a primeira época em que o vencedor entre Barcelona e Benfica não acabou a erguer a Taça dos Campeões Europeus, pois o Benfica de Bela Guttmann derrotou o Barça por 3-2 na final de 1961, em Berna. Apesar de Sándor Kocsis (21) ter adiantado os Blaugrana, o Benfica respondeu através de José Águas (31), de um autogolo de Antoni Ramallets (32) e de Mário Coluna (55), antes do tento de Zoltán Czibor (75).

Resumo: Dínamo Kiev 0-0 Benfica
Resumo: Dínamo Kiev 0-0 Benfica

• O Barcelona garantiu um lugar na final de 1992 com uma vitória por 2-1 sobre o Benfica de Sven-Göran Eriksson na fase de grupos inaugural, a 14 de Abril de 1992. Hristo Stoichkov (12) e José María Bakero (23) marcaram para a equipa de Johan Cruyff antes de César Brito (27) reduzir a desvantagem. As duas equipas empataram depois 0-0 em Lisboa a 11 de Dezembro de 1991. O Benfica terminou em terceiro no grupo, enquanto o Barcelona acabou a conquistar a sua primeira Taça dos Campeões Europeus à custa da Sampdoria.

• A caminhada do Barcelona rumo ao segundo triunfo na Taça dos Campeões Europeus incluiu a eliminação, nos quartos-de-final, de uma equipa do Benfica treinada pelo actual técnico do Barça, Ronald Koeman, em 2005/06. Mais uma vez, as duas equipas empataram a zero em Lisboa, antes de Ronaldinho (19) e Samuel Eto'o (89) confirmarem a presença dos homens de Frank Rijkaard nas meias-finais.

Guia de forma
Benfica

• Terceiro classificado no campeonato português em 2020/21, a nove pontos do campeão Sporting CP, a mais recente das 15 participações do Benfica na fase de grupos da UEFA Champions League aconteceu em 2019/20 e foi a décima consecutiva.

• Há duas temporadas, o Benfica foi eliminado na fase de grupos pela terceira época seguida, terminando no terceiro lugar, atrás de Leipzig e Lyon, com sete pontos, levando a melhor sobre o Zenit no confronto directo. Após transitar para a UEFA Europa League, foi eliminado pelo Shakhtar Donetsk nos oitavos-de-final, com um resultado total de 5-4.

• Foi a décima vez em 15 campanhas que o Benfica não conseguiu atingir a fase a eliminar da UEFA Champions League.

Cinco grandes golos do Benfica
Cinco grandes golos do Benfica

• O Benfica iniciou a campanha europeia de 2021/22 na terceira pré-eliminatória, onde ganhou por 2-0 frente ao Spartak Moscovo fora e em casa. Em seguida, afastou o PSV Eindhoven no “play-off” (2-1 em casa e 0-0 fora), numa reedição da final da Taça dos Campeões Europeus de 1988.

• A campanha 2020/21 do Benfica na UEFA Champions League durou um único jogo, fruto da derrota por 2-1 no terreno do PAOK, na terceira pré-eliminatória. Terminou em segundo lugar na fase de grupos da UEFA Europa League, atrás do Rangers, antes de ser eliminado pelo Arsenal nos oitavos-de-final, com um resultado total de por 4-3, após empate a um golo em Roma e derrota por 3-2 no Pireu, jogos realizados em terreno neutro devido às restrições da pandemia.

• A equipa portuguesa não perde há oito jogos europeus em casa (V6 E2), tendo vencido os últimos três. Uma derrota por 2-1 ante o Leipzig, na primeira jornada da UEFA Champions League 2019/20, é a única derrota em 14 jogos europeus caseiros (V9 E4).

• O colosso lisboeta disputou sete finais da Taça dos Campeões Europeus, tendo conquistado o troféu em 1961 e 1962 mas perdendo os cinco jogos seguintes, o mais recente frente ao AC Milan, em 1990.

• O Benfica enfrentou adversários espanhóis pela última vez na fase de grupos da UEFA Champions League 2015/16, quando venceu por 2-1 no terreno do Atlético de Madrid, antes de uma derrota caseira pelo mesmo resultado frente aos “colchoneros”. Essa vitória em Madrid é o seu único sucesso nos últimos 17 jogos (E7 D9) frente a clubes espanhóis desde um triunfo por 2-1 no terreno do Real Betis a 29 de Setembro de 1982.

• As “águias” perderam nas últimas três recepções a equipas espanholas e não vencem há sete jogos (E3 D4).

• As duas vitórias na Taça dos Campeões Europeus, em 1961 e 1962, foram frente a equipas espanholas: Barcelona e Real Madrid (3-2 e 5-3, respectivamente). Mais recentemente, o Benfica perdeu por 4-2 após penalties frente ao Sevilha, depois de um empate sem golos na final da UEFA Europa League 2013/14, em Turim.

Barcelona

Resumo: Barcelona 0-3 Bayern
Resumo: Barcelona 0-3 Bayern

• O Barcelona foi terceiro classificado no campeonato espanhol em 2020/21, atrás de Atlético e Real Madrid, a primeira vez que terminou fora dos dois primeiros lugares desde 2007/08, altura em que também foi terceiro.

• Na época passada o Barcelona não atingiu os quartos-de-final da UEFA Champions League pela primeira vez desde 2006/07, sendo afastado pelo Paris Saint-Germain nos oitavos-de-final (1-4 c, 1-1 f). Isso colocou um ponto final na série de 13 presenças consecutivas nessa fase, um recorde.

• O clube catalão terminou em segundo no Grupo G, atrás da Juventus, com ambos a somarem 15 pontos: uma vitória por 3-0 na sexta jornada, em Camp Nou, deu à equipa italiana vantagem no confronto direto. Foi a primeira vez que o Barcelona não venceu o seu grupo desde 2006/07, quando também foi eliminado nos oitavos-de-final.

• A derrota com a Juve foi a primeira do Barcelona na fase de grupos da UEFA Champions League desde o desaire por 3-1 no terreno do Manchester City, na quarta jornada da campanha de 2016/17. O seu registo nos 25 jogos anteriores na fase de grupo é: V19 E6.

• A derrota frente ao Bayern na primeira jornada foi a primeira vez que o Barcelona sofreu derrotas consecutivas na fase de grupos desde Setembro de 2000.

• O Barcelona não perdia o jogo de estreia na UEFA Champions League desde a derrota por 3-2 no terreno do Newcastle, na primeira jornada de 1997/98.

• A última vez que o clube catalão não venceu quatro jogos na UEFA Champions League aconteceu em 2013 (E2 D2).

• O Barça venceu apenas nove dos últimos 21 jogos fora nas competições europeias (E8 D4), embora esteja invicto nos últimos oito (V5 E3).

• O Barcelona venceu por 1-0 fora e por 2-0 em casa frente ao Sporting CP, rival lisboeta do Benfica, na fase de grupos da UEFA Champions League 2017/18, naqueles que foram os seus últimos duelos frente a um clube português. O seu registo na visita a clubes portugueses é: V5 E3 D4.

• Os “blaugrana” estão invictos nos últimos 16 jogos frente a adversários portugueses, em casa e fora (V13 E3), desde a derrota por 1-0 no terreno do Belenenses, na primeira eliminatória da Taça UEFA de 1987/88.

Ligações e curiosidades 

Grandes golos do Barcelona na Champions League
Grandes golos do Barcelona na Champions League

• Koeman treinou o Benfica em 2005/06, conduzindo o clube até aos quartos-de-final da UEFA Champions League na sua única época ao serviço das “águias”.

• Alex Grimaldo passou pelos escalões de formação do Barcelona antes de assinar pelo Benfica em 2016. Chegou à formação catalã em 2008 e marcou seis golos em 92 jogos pela equipa B no campeonato entre 2011 e 2015. A sua estreia a 4 de Setembro de 2011, numa vitória por 4-0 em Cartagena, com apenas 15 anos e 349 dias, fez dele o jogador mais jovem de sempre a disputar um jogo do segundo escalão espanhol.

• Também jogaram em Espanha:
Pizzi (Atlético de Madrid 2011–13, Deportivo La Coruña 2012/13 empréstimo, Espanyol 2013/14 empréstimo)
Nicolás Otamendi (Valência 2014/15)
Darwin Núñez (Almería 2019/20)
Ferro (Valência 2021 empréstimo)

• Pizzi perdeu os três jogos realizados frente ao Barcelona, ao serviço de Deportivo e Espanhol, embora tenha marcado duas vezes pelo primeiro numa derrota caseira por 5-4 no campeonato, a 20 de Outubro de 2012.

• O registo de Otamendi frente ao Barcelona com as camisolas de Porto, Valência e Manchester City é de uma vitória e quatro derrotas.

Colegas na selecção:
Everton e Philippe Coutinho (Brasil)

• Jan Vertonghen fez parte da equipa do Tottenham que empatou 1-1 em Barcelona na sexta jornada da UEFA Champions League de 2018/19.

• Com Valentino Lázaro em campo, o Inter foi eliminado na UEFA Champions League de 2019/20 após perder por 2-1 na recepção ao Barcelona, na sexta jornada.

Últimas notícias

Benfica
Transferências de Verão
Entradas: Rodrigo Pinho (Marítimo), Gil Dias* (Mónaco), João Mário (Inter), Soualiho Meïté (Torino), Roman Yaremchuk (Gent), Nemanja Radonjić (Marselha, empréstimo), Valentino Lázaro (Inter, empréstimo)
*Não está inscrito na UEFA Champions League
Saídas: Jardel (fim de contrato), Pedrinho (Shakhtar), Franco Cervi (Celta), Caio Lucas (Sharjah), Tiago Dantas (Tondela, empréstimo), Nuno Tavares (Arsenal), Nuno Santos (Paços Ferreira, empréstimo), Filip Krovinović (Hajduk Split), Alfa Semedo (Vitória SC), Luca Waldschmidt (Wolfsburgo), Florentino (Getafe, empréstimo), Tomás Tavares (Basileia, empréstimo), Carlos Vinícius (PSV, empréstimo), Andreas Samaris (resolução de contrato), Chiquinho (Braga, empréstimo)

• O Benfica venceu os sete jogos do campeonato esta época e não perde há 12 em todas as competições em 2021/22 (V10 E2).

• Roman Yaremchuk marcou dois golos na vitória de sábado, por 3-1, na Liga portuguesa, no terreno do Vitória SC, com João Mário a apontar o terceiro, naquele que foi o seu primeiro golo pelo clube no campeonato.

• As Águias venceram por 3-1 em casa o Boavista a 20 de Setembro e têm quatro pontos de vantagem no topo da Liga portuguesa, confirmada no passado fim-de-semana.

• A série de sete vitórias consecutivas do Benfica nos primeiros sete jogos do campeonato igualou o melhor arranque, depois do feito da equipa comandada por Sven-Goran Eriksson, em 1982/83.

• Darwin Núñez fez dois golos contra o Boavista e é o melhor marcador do Benfica esta época na Liga, a par de Yaremchuk, ambos com quatro tentos.

Barcelona
Transferências de Verão
Entradas: Sergio Agüero (Manchester City), Eric García (Manchester City), Emerson Royal (Betis), Memphis Depay (Lyon), Luuk de Jong (Sevilla, empréstimo)
Saídas: Lionel Messi (Paris Saint-Germain), Juan Miranda (Real Betis), Jean-Clair Todibo (Nice), Konrad de la Fuente (Marselha), Matheus Fernandes (dispensado), Francisco Trincão (Wolves, empréstimo), Junior Firpo (Leeds), Carles Aleñá (Getafe), Monchu (Granada), Ilaix Moriba (Leipzig), Rey Manaj (Spezia, empréstimo), Emerson Royal (Tottenham), Antoine Griezmann (Atlético, empréstimo), Miralem Pjanić (Beşiktaş, empréstimo)

• O Barcelona colocou um ponto final a uma série de três jogos sem vencer em todas as competições no domingo (E2 D1) ao bater o Levante por 3-0 em Camp Nou. Foi apenas a terceira vitória em sete jogos em 2021/22 (E3 D1).

• O tento do empate marcado por Ronald Araújo, aos 90 minutos, a resgatar um empate 1-1 em casa com o Granada, a 20 de Setembro, foi o único golo do Barcelona até ao passado fim-de-semana.

• Três dias depois, a equipa de Ronald Koeman empatou a zero em Cádiz, tendo jogado os últimos 25 minutos com dez jogadores após a expulsão de Frenkie de Jong.

• Memphis Depay (6' de grande penalidade) e Luuk de Jong (14'), com o seu primeiro golo pelo Barcelona, marcaram no início do encontro com o Levante. Foi a primeira vez que o Barça marcou duas vezes nos primeiros 15 minutos num jogo sob o comando de Koeman.

• Gavi estreou-se na equipa principal do Barcelona em Cádiz. Com 17 anos e 49 dias, foi o segundo jogador mais jovem a ser titular num jogo da Liga pelo clube no Século XXI, depois de Ansu Fati (16 anos e 318 dias).

• Depay apontou oito golos em dez jogos pelo clube e pela selecção esta época, embora o golo do fim-de-semana tenho sido o único desde o “hat-trick” na vitória dos Países Baixos em casa contra a Turquia, por 6-1, a 7 de Setembro.

• Martin Braithwaite sofreu uma lesão num joelho na vitória por 2-1 em casa sobre o Getafe, a 29 de Agosto. O jogador foi operado e deverá falhar o resto da fase de grupos.

• Jordi Alba e Pedri estão ambos afastados desde a primeira jornada devido a lesões musculares.

• Sergio Agüero, uma das novas contratações, ainda não jogou esta época devido a um problema nos gémeos, enquanto Ousmane Dembélé está afastado de competição devido a uma lesão semelhante.

• Ansu entrou no domingo, depois de recuperar de uma lesão num joelho, contraída a 7 de Novembro de 2020, tendo apontado o terceiro golo do Barcelona.

• Philippe Coutinho fez o primeiro jogo pelo Barcelona desde 29 de Dezembro de 2020 na jornada inaugural, após recuperar de uma lesão num joelho.