O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Thomas Tuchel vence prémio Treinador do Ano do Futebol Masculino

O técnico alemão do Chelsea venceu o prémio de Treinador do Ano do Futebol Masculino da UEFA 2020/21.

Thomas Tuchel, do Chelsea, foi eleito Treinador do Ano do Futebol Masculino da UEFA para 2020/21.

Tuchel bateu a concorrência de Roberto Mancini e de Josep Guardiola para se tornar o segundo vencedor germânico, isto depois de Hansi Flick ter conquistado o prémio inaugural em 2019/20. O vencedor do prémio foi anunciado durante a cerimónia do sorteio da fase de grupos da UEFA Champions League 2021/22, em Istambul.

Thomas Tuchel recebe o prémio das mãos do Presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, antes do Chelsea - Zenit)
Thomas Tuchel recebe o prémio das mãos do Presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, antes do Chelsea - Zenit)Chelsea FC via Getty Images

Os dez melhores

1 Thomas Tuchel (Chelsea) – 378 pontos
2 Roberto Mancini (Itália) – 292 pontos
3 Josep Guardiola (Man. City) – 198 pontos
4
Unai Emery (Villarreal) – 64 pontos
5 Diego Simeone (Atlético de Madrid) – 29 pontos
6 Antonio Conte (Inter, agora sem clube) – 19 pontos
7 Gareth Southgate (Inglaterra) – 18 pontos
8 Christophe Galtier (LOSC Lille, agora no Nice) – 16 pontos
9 Ole Gunnar Solskjær (Manchester United) – 14 pontos
10 Kasper Hjulmand (Dinamarca) – 11 pontos

Teste as suas capacidades de treinador: jogue o Fantasy!

Por que é que Tuchel venceu o prémio?

Tuchel orquestrou uma sensacional reviravolta no Chelsea após render Frank Lampard a 26 de Janeiro, conduzindo o clube londrino ao seu segundo título da UEFA Champions League. Também se tornou o primeiro treinador a disputar duas finais seguidas da prova com clubes diferentes, depois de ter sido finalista vencido com o Paris Saint-Germain em 2019/20.

Treinador do Ano do Futebol Masculino - Thomas Tuchel
Treinador do Ano do Futebol Masculino - Thomas Tuchel

O que é o prémio Treinador do Ano do Futebol Masculino da UEFA?

Para este prémio, os treinadores na Europa, independentemente da sua nacionalidade, foram avaliados pelo seu desempenho ao longo de toda a temporada em todas as competições– tanto a nível doméstico como internacional – de clubes ou de selecções nacionais.

Como foi escolhido

Um júri composto por treinadores e jornalistas escolheu os seus três melhores treinadores, com o primeiro a receber cinco pontos, o segundo três e o terceiro um. Não foi permitido aos treinadores votarem em si próprios.

O júri foi composto da seguinte forma:

  • 24 seleccionadores das equipas que participaram no UEFA EURO 2020
  • 80 treinadores dos clubes que participaram nas fases de grupos da UEFA Champions League 2020/21 (32) e da UEFA Europa League (48)
  • 55 jornalistas escolhidos pelo grupo European Sports Media (ESM), sendo um de cada uma das federações-membro da UEFA.
Thomas Tuchel beija o troféu da UEFA Champions League conquistado com o Chelsea
Thomas Tuchel beija o troféu da UEFA Champions League conquistado com o ChelseaUEFA via Getty Images

Os outros vencedores de prémios

Jogador do Ano da UEFA: Jorginho (Chelsea e Itália)
Jogadora do Ano da UEFA: Alexia Putellas (Barcelona e Espanha)
Treinador do Ano do futebol feminino: Lluís Cortés (Barcelona)

Guarda-redes da Época masculino: Edouard Mendy (Chelsea)
Defesa da Época masculino: Rúben Dias (Man. City)
Médio da Época masculino: N'Golo Kanté (Chelsea)
Avançado da Época masculino: Erling Haaland (Dortmund)

Guarda-redes da Época feminina: Sandra Paños (Barcelona)
Defesa da Época feminina: Irene Paredes (Barcelona)
Centrocampista da Época feminina: Alexia Putellas (Barcelona)
Avançada da Época feminina: Jenni Hermoso (Barcelona)

Prémio Presidente da UEFA: Equipa médica da Dinamarca, Simon Kjær

Vencedor do último ano

Hansi Flick venceu o prémio Treinador do Ano 2019/20. O Bayern estava no quarto lugar do campeonato alemão quando Flick assumiu interinamente o comando técnico da equipa, em Novembro de 2019. Uma sequência de 20 vitórias seguidas levou à conquista da UEFA Champions League, da Bundesliga e da Taça da Alemanha.