O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Final da Champions League de 2021 em Portugal

A final desta época vai realizar-se no Porto devido a dificuldades com viagens para os adeptos ingleses rumo a Istambul, visto a Turquia integrar a "lista vermelha" do Reino Unido.

O Estádio do Dragão, no Porto, vai receber a final de 2021
O Estádio do Dragão, no Porto, vai receber a final de 2021 Getty Images

A final da UEFA Champions League, entre Manchester City FC e Chelsea FC, vai realizar-se no Estádio do Dragão, no Porto, a 29 de Maio de 2021, com início às 20h00 GMT, após a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e as autoridades portuguesas se terem oferecido para receber o jogo.

A final estava originalmente marcada para o Estádio Atatürk, em Istambul, mas após uma decisão do governo do Reino Unido, que colocou a Turquia numa "lista vermelha" de países com restrições nas viagens devido à COVID-19, significaria que nenhuns dos adeptos nacionais dos dois finalistas se poderiam deslocar para assistir ao jogo. Após um ano sem adeptos nos estádios em jogos das provas europeias, a UEFA pensou que tudo precisaria de ser feito para permitir que adeptos das duas equipas pudessem estar presentes.

A UEFA debateu a mudança do local da final para Inglaterra, mas apesar de esforços exaustivos da Federação Inglesa de Futebol e das autoridades, não foi possível alcançar as excepções necessárias à quarentena em vigor no Reino Unido.

Finais da Champions League entre compatriotas
Finais da Champions League entre compatriotas

As autoridades portuguesas e a FPF entraram em campo e trabalharam rapidamente e de forma eficaz com a UEFA para oferecer um local adequado à ocasião que é a final, e como Portugal integra a "lista verde" de Inglaterra no que toca a viagens, jogadores e adeptos que estejam presentes na final não estarão sujeitos a quarentena aquando do regresso a casa.

Esta decisão não acontece sem grande lamento pelo árduo trabalho efectuado pelas autoridades futebolísticas turcas ao longo de dois anos para garantir um evento de sucesso em Istambul. A UEFA também está grata pela parceria continuada e espírito cooperativo, bem como a compreensão demonstrada dadas as circunstâncias particulares. Assim, e de forma urgente, vai olhar para oportunidades futuras para a cidade de Istambul.

Bilhetes

A capacidade do estádio para o jogo será finalizada e confirmada em tempo oportuno em cooperação com as autoridades portuguesas e a FPF. No entanto, os adeptos das equipas participantes poderão comprar bilhetes através dos clubes e da forma habitual, com os 6.000 bilhetes atribuídos a cada clube a serem colocados à venda assim que possível a partir de hoje. A venda de bilhetes para o público em geral começa no dia 24 de Maio de 2021, às 13h00 GMT.

O número de adeptos de cada equipa que podem assistir ao jogo será o mesmo que estava previsto para Istambul.

Finais anteriores em Portugal
Finais anteriores em Portugal

Declaração do Presidente da UEFA

No anúncio da decisão, Aleksander Čeferin, Presidente da UEFA, disse: "Penso que todos podemos concordar que esperamos nunca mais viver um ano como este último que passou. Os adeptos tiveram de sofrer mais de 12 meses sem terem a possibilidade de ver futebol europeu ao vivo, e a presença na final da Champions League é o ponto alto para os finalistas. Privar os adeptos dessas equipas de verem o jogo ao vivo não era uma opção e estou satisfeito por termos chegado a um entendimento.

Após este ano doloroso que os adeptos viveram, não é justo que não possam ver a equipa que apoiam no jogo mais importante da época. Mais uma vez podemos contar com a ajuda dos nossos amigos portugueses, que ajudaram tanto a UEFA como a Champions League. Eu, como sempre, estou muito grato à FPF e ao governo português por aceitarem receber o jogo com tão pouco tempo de antecedência.

Todos os golos do Man. City a caminho da final
Todos os golos do Man. City a caminho da final

Trabalharam de forma incansável num curto espaço de tempo para encontrar soluções aos inúmeros desafios apresentados por um jogo desta magnitude. Sempre que houve um obstáculo, foram criativos nas soluções apresentadas e o sucesso da organização da final desta época deve-se inteiramente ao seu trabalho árduo e persistência.

Aceitamos que a decisão do governo britânico em colocar a Turquia numa lista vermelha para viagens foi tomada de boa fé e nos melhores interesses de proteger os cidadãos britânicos da disseminação do vírus, mas também nos colocou um enorme desafio para organizar uma final que conta com dois clubes ingleses.

As dificuldades de mudar a final de local são muitas e a federação inglesa e as autoridades fizeram tudo o que estava ao seu alcance para tentar realizar o jogo em Inglaterra. Por isso agradeço o esforço que fizeram para que isso fosse possível.

Veja todos os golos do Chelsea até ao momento
Veja todos os golos do Chelsea até ao momento

A Federação Turca de Futebol e as autoridades turcas reconheceram os esforços da UEFA para dar aos adeptos das equipas participantes a possibilidade de verem o jogo. Federação Turca de Futebol e as autoridades foram sempre parceiros fiáveis da UEFA e a Turquia recebeu vários eventos da UEFA ao longo dos anos e com enorme sucesso. Espero estar na Turquia e em Istambul num futuro próximo para assistir a uma final da Champions League e muitos outros eventos.

Espero que a final seja um símbolo de esperança na reemergência da Europa após um período difícil, e que os adeptos que vão viajar para assistir ao jogo possam mais uma vez mostrar o seu apoio e continuar a fazer desta final um dos melhores momentos no futebol de clubes".