O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Dortmund 1-2 Man. City: Ingleses resistem a pequeno susto e seguem em frente

Um fantástico remate de Jude Bellingham ainda na primeira parte não chegou para os anfitriões, com o Man. City a virar o resultado no segundo tempo e a garantir um lugar nas meias-finais pela primeira vez desde 2015/16.

Veja o Manchester City dar a volta ao resultado e voltar a bater o Dortmund para atingir as meias-finais pela segunda vez na sua história.
Resumo: Dortmund 1-2 Man. City

Jude Bellingham tornou-se no mais jovem jogador inglês de sempre a marcar em fases a eliminar da prova, mas o City respondeu depois do intervalo, com golos de Riyad Mahrez e Phil Foden na segunda parte, confirmando assim o apuramento.

Como tudo aconteceu, reacções

O jogo em poucas palavras

Depois de um primeiro quarto-de-hora dividio, Erling Haaland recebeu um passe longo e a bola acabou por sobrar para outro jovem prodígio, Bellingham, que de pé direito rematou em arco para o fundo da baliza à guarda de Ederson.

Kevin De Bruyne, na resposta, rematou à barra, antes de Bellingham, o mais jovem de sempre a marcar pelo Dortmund na Champions League, cortar uma bola sobre a linha de golo.

Em desvantagem na eliminatória graças aos golos fora à saída para o intervalo, o City restabeleceu a igualdade no jogo logo após o intervalo, com Riyad Mahrez a marcar de penálti. Depois, Phil Foden colocou o City a vencer por 2-1 no jogo e por 4-2 na eliminatória, com um forte remate de longe e ditou em definitivo o desfecho do embate.

Melhor em Campo: İlkay Gündoğan (Man.City)

"Foi o melhor jogador com a bola nos pés, com uma leitura de jogo perfeita. Mesmo sempre muito pressionado, nunca perdeu a bola. Sabe onde estão os seus colegas e toma sempre as decisões certas."
Steffen Freund, Observador Técnico da UEFA

Confira os Melhores em Campo de todos os jogos da presente edição da UEFA Champions League.

A festa do City depois de se apurar com 4-2 no conjunto das duas mãos
A festa do City depois de se apurar com 4-2 no conjunto das duas mãosAFP via Getty Images

Reacções

Pep Guardiola, treinador do Man. City: "É uma sensação incrível. É a segunda vez que chegamos às meias-finais, por isso este clube não tem grande história neste patamar, mas é altura de a começarmos a construir. Estamos extremamente felizes por estarmos nas meias-finais, entre as quatro melhores equipas da Europa. A forma como jogámos nos últimos 30 minutos da primeira parte e na segunda foi brilhante. Mostrámos personalidade, trocámos a bola e conseguimos."

Jude Bellingham, médio do Dortmund: "Não penso que a nossa exibição sirva de consolo, porque acabámos eliminados. Perdemos os dois jogos. O Manchester City foi a melhor equipa. Parabéns a eles, foram brilhantes. Não podemos ficar felizes só por os termos levado ao limite, mas ainda assim podemos estar orgulhosos pelo que fizemos."

Haaland (à esquerda) festeja com Bellingham o golo que abriu o marcador para o Dortmund
Haaland (à esquerda) festeja com Bellingham o golo que abriu o marcador para o DortmundAFP via Getty Images

Principais estatísticas

• O treinador do City, Pep Guardiola, atinge pela oitava vez as meias-finais da UEFA Champions League como treinador, igualando o recorde de José Mourinho.

• O Man. City venceu os últimos 16 jogos que disputou fora – um novo recorde do clube – e não perdeu nenhum dos últimos 19, tendo empatado dois.

• Com 17 anos e 289 dias, Bellingham tornou-se no jogador inglês mais jovem de sempre a marcar num jogo de uma fase a eliminar da UEFA Champions League e o oitavo mais novo de sempre a marcar na competição.

• O Dortmund marca há 40 jogos consecutivos no conjunto de todas as competições e marcou também em todos os 18 que disputou em casa esta época.

Equipas

Dortmund: Hitz; Morey (Tigges 81), Akanji, Hummels, Guerreiro; Bellingham (Brandt 81), Emre Can, Dahoud (T Hazard 76); Knauff (Reyna 68), Haaland, Reus

Man. City: Ederson; Walker, Stones, Rúben Dias, Zinchenko; De Bruyne, Rodri, Gündoğan; Mahrez (Sterling 88), Bernardo Silva, Foden

O que se segue?

O City vai tentar um lugar na final da Taça de Inglaterra frente ao Chelsea, no sábado, antes de voltar à acção na Premier League com uma visita ao Aston Villa (a 21 de Abril). As meias-finais da UEFA Champions League estão marcadas para 27/28 de Abril e 4/5 de Maio.