O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Hansi Flick vence prémio de Treinador do Ano da UEFA

Hansi Flick, do Bayern, venceu o prémio de Treinador do Ano da UEFA 2019/20.

Hansi Flick, do Bayern, foi eleito Treinador do Ano da UEFA de 2019/20.

O alemão Flick bateu a concorrência dos compatriotas Jürgen Klopp e Julian Nagelsmann para conquistar a edição inaugural do prémio. O técnico do Bayern recebeu o prémio durante a cerimónia do sorteio da fase de grupos da UEFA Champions League 2020/21, que decorreu em Genebra, na Suíça.

Os dez melhores

Flick com o troféu da UEFA Champions League em Lisboa
Flick com o troféu da UEFA Champions League em LisboaFC Bayern via Getty Images

1 Hansi Flick (Bayern) – 476 pontos
2 Jürgen Klopp (Liverpool – 212 pontos
3 Julian Nagelsmann (Leipzig) – 76 pontos*
4 Thomas Tuchel (Paris Saint-Germain) – 76 pontos
5 Gian Piero Gasperini (Atalanta) – 68 pontos
6 Julen Lopetegui (Sevilha) – 57 pontos
7 Rudi Garcia (Lyon) – 32 pontos
8 Zinédine Zidane (Real Madrid) – 25 pontos
9 Josep Guardiola (Manchester City) – 11 pontos
10 Antonio Conte (Inter) – 9 pontos

Como foi escolhido Flick

Resumo da final do 2020: Paris 0-1 Bayern
Resumo da final do 2020: Paris 0-1 Bayern

O júri foi composto pelos 80 treinadores dos clubes que participaram na fase de grupos da UEFA Champions League (32) e da UEFA Europa League (48) 2019/20, em conjunto com 55 jornalistas escolhidos pelo grupo European Sports Media (ESM), representando cada uma das federações-membro da UEFA.

Os membros do júri escolheram uma lista de três jogadores para cada posição, com o primeiro a receber cinco pontos, o segundo três e o terceiro um. Não foi permitido aos treinadores votarem em si próprios.

O que é o prémio Treinador do Ano da UEFA?

Para este prémio, os treinadores na Europa, independentemente da sua nacionalidade, foram avaliados pelo seu desempenho ao longo de toda a temporada em todas as competições– tanto a nível doméstico como internacional – de clubes ou de selecções nacionais.

* Nagelsmann terminou em terceiro lugar, acima de Tuchel, por ter recebido mais votos de cinco pontos