Meias-finais da Champions League: Marquinhos e a missão de conquista do Paris

"Temos este sonho", diz o defesa do Paris, com a sua equipa a tentar dar frente ao Leipzig mais um passo rumo a um título muito desejado.

Marquinhos: "Queremos este troféu; temos este sonho".
Marquinhos: "Queremos este troféu; temos este sonho". UEFA via Getty Images

Peça importante do esquema defensivo do Paris Saint-Germain desde que chegou, em 2013, Marquinhos pode falar com propriedade sobre a evolução da equipa nos últimos anos, apesar de várias desilusões na UEFA Champions League.

A fatídica barreira dos quartos-de-final foi finalmente ultrapassada, com o jogador brasileiro a ajudar à reviravolta frente à Atalanta. Agora, o versátil defesa aguarda com entusiasmo pelo desafio com o Leipzig e a hipótese de ficar mais perto de um título que o clube há muito cobiça.

Sobre o desenvolvimento do Paris como equipa

Resumo: Atalanta 1-2 Paris
Resumo: Atalanta 1-2 Paris

Mudámos bastante e, depois de sofrermos algumas desilusões, aprendemos lições e isso fez com que chegássemos aonde estamos hoje. O clube cresceu imenso e contratou excelentes jogadores, como por exemplo Neymar e [Kylian] Mbappé.

Tivemos alguns percalços com lesões, mas fomos capazes de manter o mesmo nível exibicional com os jogadores disponíveis. Penso que essa tem sido a nossa força esta época e criou um ambiente na equipa muito bom.

Sobre marcar à Atalanta

Marquinhos mostra a sua felicidade após marcar à Atalanta
Marquinhos mostra a sua felicidade após marcar à AtalantaGetty Images

Foi uma explosão de sentimentos e emoções. Assim que marquei, virei-me e olhei para os meus colegas no banco e nas bancadas. A forma eufórica como festejaram ficou-me no pensamento e foi um dos momentos mais intensos que vivi no PSG.

Sobre o duelo com o Leipzig

É uma equipa jovem e destemida, com um futebol ofensivo e atractivo. Não é qualquer um que domina o Atlético Madrid, como eles fizeram na eliminatória anterior. Por tudo isso, sabemos que temos de dar o nosso melhor, pois as camisolas não ganham jogos.

Vimos que jogar como equipa e ter uma estratégia fazem verdadeiramente a diferença em campo. Simplesmente temos de estar ao mais alto nível, mas temos jogadores de qualidade e talentosos que permitem enfrentar qualquer desafio com confiança.

Sobre o desejo de conquistar o troféu

Queremos vencer este título porque somos ambiciosos e é um sonho que temos. Mas estamos cientes que o caminho para lá chegar é logo e difícil. A luta vai ser intensa e não teremos facilidades, por isso não basta sonhar, é preciso lutar para termos o que queremos.