Resumo da Champions League: Teste para Chelsea em crescimento

O Chelsea vai precisar do seu melhor poder de fogo para dar a volta a um destino quase traçado.

Veja todos os golos do Chelsea na Champions League esta época
Veja todos os golos do Chelsea na Champions League esta época

Apesar de uma impressionante fase de grupos, o Chelsea terá de fazer o jogo de uma vida na casa do Bayern para continuar na competição.

10 de Julho: Sorteio dos quartos e meias-finais


Época até agora

Resumo: Chelsea 4-4 Ajax
Resumo: Chelsea 4-4 Ajax

Guia de forma: 3V 2E 2D GM11 GS12
Melhor marcador: Tammy Abraham, César Azpilicueta, Jorginho (2)

Campanha em poucas palavras: Inconsistentes mas a história mostrou que os londrinos sabem como escrevê-la.

Segundo classificado do Grupo H
Chelsea 0-1 Valência (Rodrigo 74)
LOSC 1-2 Chelsea (Osimhen 33; Abraham 22, Willian 78)
Ajax 0-1 Chelsea (Batshuayi 86)
Chelsea 4-4 Ajax (Jorginho 5gp 71gp, Azpilicueta 63, James 74; Abraham 2ag, Promes 20, Kepa 35ag, Van de Beek 55)
Valência 2-2 Chelsea (Soler 40, Wass 82; Kovačić 41, Pulišić 50)
Chelsea 2-1 LOSC (Abraham 19, Azpilicueta 35; Rémy 78)

Oitavos-de-final

Primeira mão (25 Fevereiro): Chelsea 0-3 Bayern (Gnabry 51 54, Lewandowski 76)

Competitivo na primeira parte, o Chelsea foi literalmente atropelado pelo Bayern após o intervalo, inspirado por um imparável Serge Gnabry e ninguém ficou surpreendido por ver Robert Lewandowski fazer também o gosto ao pé. O cartão vermelho visto por Marcos Alonso a que se junta a suspensão de Jorginho para a segunda mão agravam ainda mais os problemas dos ingleses.

Opinião do perito: Jon Phipps, repórter do UEFA.com junto do Chelsea

Muitos membros desta jovem equipa do Chelsea estão em constante aprendizagem esta época, com jogadores como Tammy Abraham, Mason Mount, Fikayo Tomori e Reece James a estrearem-se na UEFA Champions League, depois de terem passado a época anterior a jogar no segundo escalão.

Com efeito, isso foi visto em várias situações; foram inconsistentes, em especial em casa, na fase de grupos, onde lhes faltou a experiência para garantir o resultado que a exibição justificava. Os Blues foram derrotados pelo Bayern na primeira mão e têm uma montanha bem alta para escalar, mas a tarimba já conquistada pode dar-lhes uma pequena esperança - apesar de terem que ter muito cuidado com o espaço atrás da sua defesa.

Quem é o treinador?

Frank Lampard foi uma figura venerada em Stamford Bridge como jogador - autor de mais de 200 golos em 13 temporadas - e a sua reputação foi aprimorada durante o seu primeiro ano no comando, com o lançamento de jovens que se estão a destacar nas cada vez melhores exibições.

Frase marcante: "Não estamos neste nível há muito tempo e precisamos de tirar o que de bom nos está a dar. Os jogadores precisam de entender os níveis de são exigidos quando se chega às rondas a eliminar".

Abordagem táctica

César Azpilicueta é o comandante da defesa do Chelsea esta temporada
César Azpilicueta é o comandante da defesa do Chelsea esta temporadaGetty Images

Lampard mudou o paradigma do Chelsea nos últimos tempos, quando lançou vários produtos da sua formação esta temporada, formando a equipa bem à sua imagem. A sua formação preferida parece ser o 4-2-3-1, com os laterais bem ofensivos, com uma defesa a três a ser também utilizada quando o antigo médio da Inglaterra entende conveniente. Um jogo positivo é parte integrante da sua filosofia, independentemente da táctica escolhida, pelo que não surpreendem os muitos golos marcados mas também os sofridos que fazem parte das dores de crescimento de um conjunto de futuro entusiasmante.

Estrela: César Azpilicueta

A mistura de juventude e experiência tem sido fundamental para a recuperação do Chelsea nesta temporada, e o polivalente e experiente internacional espanhol confiável deu a liderança e estabilidade essenciais, permitindo que os seus colegas mais jovens floresçam. O capitão de 30 anos foi ainda autor de dois importantes golos durante a fase de grupos.