Liverpool 2-3 Atlético (ap, total 2-4): Bis de Llorente afasta campeões

Marcos Llorente marcou dois golos no prolongamento e ajudou o Atlético a surpreender o Liverpool em Anfield.

Resumo: Liverpool 2-3 Atlético
Resumo: Liverpool 2-3 Atlético

Marcos Llorente desferiu dois golpes decisivos no prolongamento e transformou uma desvantagem na qualificação do Atlético.

LIVERPOOL - ATLÉTICO: COMO TUDO ACONTECEU

Resumo do jogo

No início do encontro, um disparo de Alex Oxlade-Chamberlain obrigou Jan Oblak a uma excelente defesa, no dia em que o guarda-redes fez o 50º jogo na UEFA Champions League. O domínio do Liverpool foi recompensado pouco antes do intervalo, com Georginio Wijnaldum a marcar de cabeça após cruzamento de Oxlade-Chamberlain.

A equipa de Jürgen Klopp acentuou o domínio no segundo tempo, com Oblak a negar o golo a Oxlade-Chamberlain e a Firmino, antes de Andy Robertson cabecear à trave. Sadio Mané e Mohamed Salah também estiveram perto de marcar, mas os visitantes conseguiram levar a eliminatória para prolongamento.

Marcos Llorente comemora depois de bisar em  Anfield
Marcos Llorente comemora depois de bisar em AnfieldGetty Images

O Atlético acabou por ceder, Firmino marcou na recarga depois de cabecear ao poste, mas os visitantes não se deixaram abater e deram a volta à eliminatória. Marcos Llorente bateu Adrián por duas vezes com remates em arco e deu o apuramento à equipa de Diego Simeone.

Melhor em campo: Jan Oblak (Atlético)

Gareth Southgate, observador técnico da UEFA: "Uma exibição deslumbrante, com o guarda-redes a fazer várias defesas decisivas e a tomar sempre boas decisões sob pressão".

A UEFA começou a distinguir com um prémio oficial o Melhor em Campo de cada jogo a partir dos oitavos-de-final da UEFA Champions League, de forma a reconhecer os melhores desempenhos na principal prova europeia de clubes.

Álvaro Morata festeja depois de apontar o terceiro golo do Atlético
Álvaro Morata festeja depois de apontar o terceiro golo do AtléticoLiverpool FC via Getty Images

Reacções

Jürgen Klopp, treinador do Liverpool: "Estou totalmente satisfeito com a exibição. É muito difícil jogar com um adversário como este. Temos a noção que nos últimos dois anos tivemos alguns momentos de sorte na Champions League. É fundamental para se chegar a duas finais, mas esta noite tudo nos correu mal nos momentos decisivos".

Diego Simeone, treinador do Atlético: “Estou muito feliz pela equipa e pelo clube. Foi um jogo para a história, frente a um rival extraordinário e com muita intensidade, ainda por cima num belo estádio. Eles a pressionarem e nós a resistirmos, a resistir sem abandonar o nosso plano. Com o esforço de todos, conseguimos. Llorente revolucionou a equipa. Sinto uma enorme alegria, porque parece simples, mas não é fácil ganhar".

Roberto Firmino fez o 2-0 para o Liverpool
Roberto Firmino fez o 2-0 para o LiverpoolLiverpool FC via Getty Images

Estatísticas-chave

  • O Atlético terminou com a série de 25 jogos europeus do Liverpool sem derrotas em casa (V18 E7).
  • Foi a primeira derrota de Jürgen Klopp como técnico do Liverpool numa eliminatória a duas mãos, isto após dez vitórias seguidas.
  • O Atlético venceu as ultimas cinco eliminatórias a duas mãos com clubes ingleses.
  • Georginio Wijnaldum marcou quatro golos nos últimos cinco jogos que disputou em Anfield na UEFA Champions League.
  • Marcos Llorente marcou pela primeira vez na sua carreira dois golos no mesmo jogo

Equipas

Liverpool: Adrián; Alexander-Arnold, Gomez, Van Dijk, Robertson; Henderson (Fabinho 106), Oxlade-Chamberlain (Milner 82), Wijnaldum (Origi 106); Salah, Firmino (Minamino 113), Mané

Atlético: Oblak; Trippier (Vrsaljko 91), Savić, Felipe, Renan Lodi; Koke, Saúl Ñíguez, Thomas, Correa (Giménez 106); João Félix (Morata 103), Diego Costa (Llorente 56)