Atlético 1-0 Liverpool: Saúl Ñíguez dá vantagem à equipa de Simeone

Um golo de Saúl Ñíguez logo aos quatro minutos valeu ao Atlético um triunfo sobre o detentor do troféu Liverpool na primeira mão dos oitavos-de-final.

Resumo: Atlético 1-0 Liverpool
Resumo: Atlético 1-0 Liverpool

O Atlético realizou uma exibição de resiliência à sua imagem e bateu o Liverpool, campeão europeu em título, por 1-0 na primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League.

ATLÉTICO - LIVERPOOL: COMO TUDO ACONTECEU

O encontro resumido em poucas palavras

Saúl Ñíguez abre o marcador
Saúl Ñíguez abre o marcador

Os "reds" tinham ganho vantagem logo aos dois minutos neste mesmo estádio na final da edição da época passada, mas desta feita foram eles a verem-se em desvantagem bem cedo no jogo. Os seus defesas não conseguiram afastar um pontapé de canto cobrado para o interior da sua grande área e Saúl Ñíguez viu a bola cair-lhe nos pés, aproveitando para abrir o activo à boca da baliza.

Alisson Becker negou, depois, o golo a Álvaro Morata, ainda antes da meia-hora de jogo, impedindo que o Atlético fizesse o segundo, enquanto na outra grande área Mohamed Salah viu um remate interceptado de forma brilhante por Felipe, naquela que foi a melhor oportunidade do Liverpool nos primeiros 45 minutos.

Salah viria, depois, a falhar uma excelente ocasião para igualar a partida no arranque da segunda parte, ao cabecear ao lado após cruzamento perfeito de Joe Gomez, enquanto Jordan Henderson errou o alvo por pouco num remate de primeira, a 17 minutos do fim. A turma da casa defendeu-se bem e o Liverpool não encontrou forma de marcar.

Homem do jogo: Renan Lodi (Atlético)

Renan Lodi com o prémio de Melhor em Campo
Renan Lodi com o prémio de Melhor em Campo

Ginés Meléndez, observador técnico da UEFA: "Ele fez um jogo fantástico, anulando Salah e não permitindo quase nenhuma iniciativa adversária pelo seu flanco. Esteve brilhante, em particular na primeira parte."

A UEFA começou a distinguir com um prémio oficial o Melhor em Campo de cada jogo a partir dos oitavos-de-final da UEFA Champions League, de forma a reconhecer os melhores desempenhos na principal prova europeia de clubes.

A opinião do repórter da casa: Joe Walker, repórter do Atlético

O que dizer? Foi um Atlético igual a si mesmo. Diego Simeone surpreendeu com a escolha do 'onze', mas há que reconhecer que acertou em cheio. Desde a forma como Morata e Ángel Correa atordoaram a defesa do Liverpool, até à forma como Lodi controlou o seu lado da defesa, há que tirar o chapéu ao treinador do Atleti.

A opinião do repórter visitante: Matthew Howarth, repórter do Liverpool

A turma de Jürgen Klopp poderá virar a eliminatória em Anfield, mas terá de se exibir a um melhor nível
A turma de Jürgen Klopp poderá virar a eliminatória em Anfield, mas terá de se exibir a um melhor nível

O Atlético colocou o Liverpool exactamente onde queria depois daquele golo madrugador de Saúl Ñíguez. O Liverpool teve muita posse de bola, mas não conseguiu furar a esta noite impenetrável defesa dos homens da casa, não conseguindo fazer sequer um remate na direção do alvo. A turma de Jürgen Klopp tem todas as hipóteses de virar a eliminatória em Anfield, mas terá de melhorar muito o seu jogo se quiser chegar aos quartos-de-final.

Reacções

Diego Simeone, treinador do Atlético: "Não é propriamente a melhor noite de sempre, porque não conquistámos um troféu. Mas há noites que não esquecemos. A melhor equipa do mundo veio aqui e conseguimos vencê-los. Mas ainda há outro jogo por disputar."

Klopp, treinador do Liverpool: “Não estou desiludido com a forma como jogámos. Já vi jogos bem piores na minha vida. Simplesmente, não fomos suficientemente bons no último terço do terreno. Mas foi só 1-0; não estamos, de todo, afastados. Desde que tenhamos 11 jogadores em campo a envergarem a camisola do Liverpool, tudo pode acontecer. Para todos os adeptos do Atlético que têm bilhete para a segunda mão: Bem-vindos a Anfield.”

Principais estatísticas

  • O Atlético só perdeu um dos últimos 26 jogos europeus que jogou em casa.
  • O Atlético somou 11 jogos sem sofrer golos nos últimos 12 que disputou em casa nas fases a eliminar da UEFA Champions League e só sofreu um golo nessas 12 partidas.
  • O Liverpool sofreu apenas a sua terceira derrota da época no conjunto de todas as competições esta temporada.
  • Esta foi a primeira vez em que o Liverpool se viu em desvantagem num jogo nos últimos 15 encontros que disputou no conjunto de todas as competições.
  • O Liverpool somou o 12º jogo seguido fora de casa a sofrer golos para a UEFA Champions League.
  • O Liverpool venceu as últimas 11 eliminatórias europeias a duas mãos que disputou, incluindo pré-eliminatórias. Não perde uma eliminatória da fase a eliminar da UEFA Champions League desde que se viu batido pelo Chelsea por 7-5 no conjunto das duas mãos nos quartos-de-final de 2008/09.

Equipas

Atlético: Oblak; Vrsaljko, Savić, Felipe, Lodi; Koke, Saúl Ñíguez, Thomas, Lemar (Llorente 46); Correa (Diego Costa 77), Morata (Vitolo 70)

Liverpool: Alisson; Alexander-Arnold, Gomez, Van Dijk, Robertson; Henderson (Milner 80), Fabinho, Wijnaldum; Salah (Oxlade-Chamberlain 72), Firmino, Mané (Origi 46)