Russos mais fortes

Valeriy Gazzaev, treinador do CSKA de Moscovo está ansioso pelo sorteio desta tarde, após a sua equipa ter eliminado o Rangers.

Na tarde de quinta-feira, todas as atenções estarão viradas para o Mónaco, onde vai decorrer o sorteio da fase de  grupos da UEFA Champions League. O interesse da Rússia no sorteio é motivado pela participação do PFC CSKA Moskva, que na noite de quarta-feira empatou a um golo com o Rangers FC, carimbando dessa forma o apuramento com o resultado de 3-2 no conjunto das duas mãos.

"Fortes e unidos"
O avançado brasileiro Vágner Love marcou um golo fora de casa que se revelou fundamental para a equipa de Valeriy Gazzaev, mas o treinador elogiou o esforço de uma equipa do CSKA que vai entrar no sorteio sem receios. "Nós sabíamos que o Rangers iria ter um forte apoio aqui em Glasgow, logo demos uma atenção especial à defesa e nesse aspecto estivemos impecáveis", afirmou Gazzaev. "Foi uma exibição forte e unida por parte de todos os jogadores".

"Grande ambição"
O AC Sparta Praha também teve de lutar, virando um resultado desfavorável que trouxe da primeira mão com o Ferencvárosi TC, graças a um golo do defesa Jirí Homola no prolongamento. "A grande ambição que mostramos no prolongamento trouxe-nos de volta à Liga dos Campeões e agora queremos jogar contra as maiores equipas", afirmou o aliviado treinador do Sparta, František Straka.

Grandes progridem
Alguns dos ilustres que passaram com tranquilidade à fase de grupos foram o Bayer 04 Leverkusen, finalista em 2002, o Real Madrid CF, o Manchester United FC, o PSV Eindhoven e a Juventus, todos eles antigos campeões europeus. Os italianos sofreram um susto pois empataram na primeira mão em casa a dois golos com o Djurgårdens IF, mas conseguiram vencer confortavelmente em Estocolmo.

"Mostrámos a nossa força"
Pavel Nedved, que marcou um dos golos da Juve na vitória por 4-1, admitiu que a derrota teria sido impensável. "Seria um ano desperdiçado se não estivéssemos na Liga dos Campeões", afirmou. "Mostramos a nossa força, mas ainda temos muitas coisas a melhorar. Acredito que podemos ir longe nesta competição".

"Controlo absoluto"
O PSV conseguiu o resultado da noite, batendo o FK Crvena Zvezda por 5-0 e invertendo assim a derrota por 3-2 sofrida na primeira mão. "Começamos da melhor forma, pois o golo madrugador tranquilizou-nos", afirmou o treinador do PSV, Guus Hiddink. "Depois do segundo golo assumimos o controlo absoluto do jogo. Estamos extremamente satisfeitos por termos conseguido o apuramento para a Liga dos Campeões. É sempre uma grande honra para o PSV jogar contra a maiores equipas da Europa".

Sonho tornado realidade
O Maccabi Tel-Aviv FC também sonha alto após ter conseguido pela primeira vez o apuramento para a fase de grupos, afastando o PAOK FC. "Para mim e para todos os que estão ligados a este clube, é um sonho que se realiza", afirmou o treinador Nir Klinger. "Embora tenha a noção que vamos medir forças com as melhores equipas da Europa, estou optimista de que poderemos surpreender".

Alegria ucraniana
Foi uma grande noite para o futebol ucraniano, pois tanto o FC Shakhtar Donetsk como o FC Dynamo Kyiv avançaram para a fase de grupos. O Dínamo ultrapassou a desvantagem de 2-1 da primeira mão ao bater, na Turquia, o Trabzonspor por 2-0, isto apesar de estar reduzido a dez elementos desde os 47 minutos.

"Aguentar"
"Isto não foi fácil" afirmou o treinador do Dínamo, Jozsef Szabo. "Sim, nós tivemos de aguentar na segunda parte, mas tínhamos jogado bem na primeira. Tenho de agradecer aos meus jogadores que, apesar de estarem exaustos, aguentaram até ao apito final para nos colocarem na Liga dos Campeões".

"Objectivo são os quartos-de-final"
Para o treinador Mircea Lucescu, do Shakhtar, cuja equipa conseguiu um apuramento fácil ao empatar a dois golos em casa do Club Brugge KV, o trabalho duro está apenas a começar. "Estamos satisfeitos com este apuramento, mas o nosso objectivo são os quartos-de-final. Quando chegar a Primavera quero ainda estar a jogar nas competições europeias", afirmou.

Conteúdos relacionados