O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Chelsea é o alvo para Alonso

O médio espanhol Xabi Alonso falhou a meia-final de há dois anos, mas agora quer integrar a equipa do Liverpool, que diz estar em "excelente forma", no decisivo encontro frente ao Chelsea.

Xabi Alonso sabe o que custa não estar presente numa meia-final da UEFA Champions League, após ter cumprido castigo quando o Liverpool FC defrontou o Chelsea FC, há dois anos. Ainda assim, mesmo estando disponível para alinhar, o internacional espanhol não faz ideia se vai actuar na segunda mão.

"Várias opções"
Em vésperas do jogo, Alonso revelou que a equipa inicial do Liverpool apenas é conhecida pelo técnico Rafael Benítez, que pretende repetir o feito de 2005, altura em que bateu o Chelsea, apesar de estar agora com uma desvantagem de 1-0, trazida da primeira mão. Contudo, o jogador, de 25 anos, deposita toda a confiança no treinador e na política de manter tudo em aberto até ao último instante. "Nos últimos jogos houve rotatividade. Temos várias opções e isso é bom para nós", afirmou Alonso. "Não sei como eles [o Chelsea] estão preparados, mas sinto que, neste momento, a nossa equipa está em excelente forma".

Chelsea favorito
O médio falhou o célebre encontro da segunda mão de 2005, em Anfield, e, como é óbvio, mostrou-se "muito desiludido" por ficar de fora. Agora, está bem mais animado com a perspectiva de nova oportunidade para influenciar o desfecho da meia-final. Caso jogue, claro. "Neste momento eles [o Chelsea] são favoritos", considerou Alonso. "Sabendo que a final está tão perto, estamos todos muito ansiosos pelo jogo". Questionado sobre se o Liverpool é agora uma equipa melhor do que aquela que venceu o Chelsea, por 1-0, a caminho da vitória na prova, em Istambul, Alonso afirmou: "Isso é algo que temos de demonstrar dentro das quatro linhas, mas é evidente que evoluímos. Espero que possamos chegar à final e voltar a vencer".

Entrar com maior velocidade
Alonso realça que o Liverpool aprendeu com a derrota diante do Chelsea, na semana passada, pelo que deverá começar num ritmo mais elevado, ao contrário do que aconteceu em Stamford Bridge. "Na primeira mão, cometemos alguns erros. Tentámos corrigi-los e vamos procurar não os repetir. Talvez joguemos com mais intensidade e, obviamente, sabemos que é importante não sofrer golos porque, se isso acontecer, a tarefa fica mais complicada. Uma vez que estamos apenas envolvidos numa competição, a nossa concentração vai toda para a [UEFA] Champions League, e é por isso que o nosso empenho está todo centrado neste encontro".