Ambrosini pronto para teste ao carácter do Milan

Massimo Ambrosini explicou que o espírito do Milan tem de ser afirmar em Barcelona, pois a determinação em marcar presença nos quartos-de-final vai ser sujeita a duro teste.

Massimo Ambrosini desafia a equipa do Milan a estar à altura do teste em Barcelona
Massimo Ambrosini desafia a equipa do Milan a estar à altura do teste em Barcelona ©Getty Images

O capitão Massimo Ambrosini diz que atitude será decisiva para o AC Milan resistir ao FC Barcelona no encontro da segunda mão dos oitavos-de-final marcado para terça-feira, mas que um golo marcado fora também seria bem agradável.

O experiente médio considera que a carácter demonstrado pelo Milan face à tentativa de reviravolta do Barcelona em Camp Nou irá determinar se a equipa consegue defender a vantagem de 2-0 e passar aos quartos-de-final da UEFA Champions League.

"A nossa atitude vai definir este jogo", explicou o jogador italiano de 35 anos. "Temos de encarar o desafio de uma certa forma, temos de o abordar com muita coragem. Teremos de ler o jogo da forma correcta, caso contrário estaremos a cometer um grande erro. A atitude terá ser de querer provocar danos ao Barcelona. Se marcarmos um golo aumentamos enormemente as nossas hipóteses."

Ambrosini considera que os golos marcados por Kevin-Prince Boateng e Sulley Muntari na segunda parte do desafio em San Siro, há três semanas, não são suficientes para garantir o apuramento, daí o comentário que "seria fantástico marcar um golo". Esta perspectiva coincide com a opinião de que o Milan tem de se concentrar totalmente nos seus pontos fortes e não pensar muito no Barcelona.

"Temos de tirar o máximo partido desta situação", explicou o vencedor da UEFA Champions League em 2003 e 2007. "Quanto mais nos preocupamos com algo, maior é a probabilidade de jogarmos mal. O Barcelona é tão forte que pode jogar da forma habitual: com posse de bola e com o domínio do jogo. Não podem ter outra atitude. Eles podem entrar mais aguerridos, mas estamos preparados para isso. O Messi é o jogador mais importante do Barça, mas não é o único. Amanhã vamos ter de travar toda a equipa do Barcelona."

A experiência de Ambrosini, que fez o terceiro jogo europeu da época no triunfo sobre os “blaugrana”, pode ser fundamental numa equipa do Milan que deve contar com os jovens M'Baye Niang, Stephan El Shaarawy e Mattia De Sciglio, contudo, alerta para o facto de que a eliminatória continua equilibrada. E o embate com o Arsenal FC nos oitavos-de-final da época passada serve de alerta, já que os italianos quase viram desaparecer a vantagem de 4-0 conseguida na primeira mão ao perderem por 3-0 em Londres.

"Temos muito a perder, mas também temos muito a ganhar", continuou. "Estamos em vantagem, mas considero que cada equipa continua a ter 50 por cento de hipóteses de seguir em frente. No ano passado vencemos o Arsenal por 4-0, mas estivemos quase a ser eliminados. Temos jogadores com muita experiência, mas sei que não vai ser fácil para os nossos elementos mais jovens, embora esta seja uma boa experiência para eles. Sinceramente, não acredito que o que aconteceu face ao Arsenal se vá repetir desta vez. Consideramos que a única forma de abordar este jogo é com a faca nos dentes."