O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Lahm pede um Bayern arrojado em Madrid

Ao mesmo tempo que acredita que o duelo entre Bayern e Real Madrid será decidido pelo "coração e paixão", Philipp Lahm pede aos detentores do troféu que sejam "ambiciosos".

Javi Martínez (à esquerda) e Philipp Lahm na conferência de imprensa prévia ao jogo
Javi Martínez (à esquerda) e Philipp Lahm na conferência de imprensa prévia ao jogo ©Getty Images

Philipp Lahm acredita que a meia-final da UEFA Champions League entre FC Bayern München e Real Madrid CF será decidida pela equipa que mostrar "mais coração".

Em véspera do sexto encontro entre estas equipas nas meias-finais da competição, Lahm – membro da formação que afastou o Madrid nas grandes penalidades no Santiago Bernabéu, depois de um empate 3-3 no somatório de ambas as mãos, há dois anos – sabe perfeitamente o que será necessário aos detentores do troféu para repetir o feito na semana que aí vem. "Somos duas equipas de grande dimensão internacional", disse. "Estes jogos são decididos com coração e paixão."

Lahm viu o penalty por ele apontado ser defendido no desempate de 2012 em Madrid, mas a vitória do Bayern por 3-1 compensou largamente essa decepção. "É muito bom jogar no Santiago Bernabéu; sinto-me confortável aqui", referiu. "Tenho boas memórias deste estádio e tive sempre boas sensações sempre que estivemos aqui."

Consciente de que o Bayern vai necessitar de estar "ao mais alto nível" para chegar a uma quarta final da UEFA Champions League em cinco anos, Lahm sabe que será necessário correr riscos contra um adversário que lidera a hierarquia dos melhores marcadores na competição esta época, com 32 golos. "Não é suficiente contentarmo-nos com um empate; somos uma equipa forte", disse o capitão do Bayern. "Ganhámos a Bundesliga e temos de ser ambiciosos para querer vencer a Champions League. Estamos aqui para ganhar, mas temos todos consciência de que é uma tarefa difícil."

A missão do Bayern pode de alguma forma ser facilitada, caso Cristiano Ronaldo, autor de 14 golos, não recupere de lesão muscular, mas Lahm não avança muito na questão: "Preparámo-nos para essa eventualidade e se ele não jogar veremos durante o jogo se é uma vantagem ou não." O seu companheiro de equipa, Javi Martínez, está mais preocupado com a grande contratação do Real no último Verão: "Gareth Bale é um jogador chave, ele faz a maior diferença [esta época]."

Martínez acrescentou: "Temos de controlar os contra-ataques do Real; eles são muito rápidos na resposta. Têm jogadores muito rápidos, que podem avançar depressa e marcar – é a isso que temos de dar atenção. Esta equipa do Real é mais atacante, uma vez que tem jogadores para jogar assim, por isso temos de ter muita cautela."

Conteúdos relacionados