Gervinho ajuda Roma a golear CSKA

AS Roma 5-1 PFC CSKA Moskva
Dois golos de Gervinho ajudaram a Roma a igualar a sua maior vitória na UEFA Champions League no regresso à competição.


Gervinho festeja um dos dois golos que marcou ao CSKA
Gervinho festeja um dos dois golos que marcou ao CSKA ©AFP/Getty Images

Juan Manuel Iturbe marca primeiro golo da Roma na UEFA Champions League desde Fevereiro de 2011
Gervinho e Maicon também marcaram nos primeiros 20 minutos do jogo frente ao CSKA
Segundo de Gervinho e o autogolo de Sergei Ignashevich colocaram a Roma a vencer por 5-0
Romanos igualaram maior vitória do clube na competição, apesar do golo de consolação obtido por Ahmed Musa
Próximos jogos: Manchester City - Roma, CSKA - Bayern (30 Setembro)

A AS Roma teve um regresso retumbante à UEFA Champions League, recuperando o tempo perdido com uma vitória por 5-1 no Grupo E sobre o PFC CSKA Moskva no Stadio Olimpico.

De volta ao principal palco do futebol europeu após ausência de três anos, os golos de Juan Manuel Iturbe, Gervinho (2) e Maicon para os "giallorossi" colocaram ponto final no encontro apenas em meia-hora. Um autogolo de Sergei Ignashevich selou um triunfo confortável da Roma, apesar do golo obtido por Ahmed Musa já perto do fim do jogo.

A Roma sentiu claramente a ausência da UEFA Champions League e desde cedo apostou no ataque, com o cruzamento de Radja Nainggolan a ser desviado por Mário Fernandes para o poste da própria baliza com Gervinho à espreita. Foi um aviso do que estava para vir com Gervinho a assistir Iturbe para o primeiro golo da Roma na competição desde que Jeremy Ménez marcou no Olimpico frente ao Shakhtar em Fevereiro de 2011.

Não satisfeito com isso, Iturbe devolveu o passe para Gervinho que, perto da marca da grande penalidade, fez o segundo para a equipa da casa ainda não estavam decorridos dez minutos de jogo. Depois Seydou Doumbia passou por Maicon, mas falhou na hora do remate com apenas Morgan De Sanctis pela frente.

Foi aviso suficiente para a Roma responder e fazer o 3-0 com apenas 20 minutos de jogo. Maicon bateu Igor Akinfeev com um remate forte já dentro da pequena área. Quase do mesmo local Gervinho fez o quarto golo da Roma à passagem da meia-hora.

Os visitantes pouco podiam fazer frente a uma equipa italiana que não tirou o pé do acelerador na segunda parte. Vassilis Torossidis tirou um cruzamento da esquerda que o substituto Alessandro Florenzi podia ter desviado de cabeça, mas foi Ignashevich que acabou por fazer autogolo, completando uma noite miserável para o defesa do CSKA.

Os russos esboçaram uma reacção com um remate por cima de Doumbia e outro que bateu na trave. Musa ainda conseguiu o golo de honra e Georgi Milanov também acertou na barra. Mas há muito tempo que o estrago na equipa russa já estava feito.