Retrospectiva: Shakhtar - Bayern

O Shakhtar defronta pela primeira vez o Bayern em jogos oficiais em busca da primeira vitória em casa sobre um adversário da Bundesliga em 35 anos.

Luiz Adriano anseia por manter veia goleadora frente ao Bayern
Luiz Adriano anseia por manter veia goleadora frente ao Bayern ©AFP/Getty Images

FC Shakhtar Donetsk e FC Bayern München vão defrontar-se pela primeira vez num jogo em que a equipa da Ucrânia procura vencer em casa uma equipa da Bundesliga pela primeira desde 1980.

Retrospectiva

Shakhtar
• O Shakhtar perdeu nesta fase com um adversário alemão quando em 2012/13 empatou 2-2 em casa com o Borussia Dortmund, tendo estado a vencer por duas vezes graças aos golos de Darijo Srna e Douglas Costa após o que Robert Lewandowski fez os tentos do primeiro empate do Dortmund. O Shakhtar foi batido por 3-0 na Alemanha, tendo Mario Götze apontado o segundo golo.

• Na fase de grupos da UEFA Champions League da época passada, o campeão ucraniano empatou 0-0 em casa com o Bayer 04 Leverkusen após o que perdeu por 4-0 fora

• Os últimos quatro jogos em casa do Shakhtar com equipas alemãs terminaram com três empates e uma derrota. O último triunfo aconteceu na época 1980/81, na primeira eliminatória da Taça UEFA, frente ao então detentor do troféu Eintracht Frankfurt, quando um golo de Mikhail Sokolovski valeu um triunfo por 1-0 na primeira mão, ainda que a subsequente derrota por 3-0 na Alemanha tenha significado a eliminação.

• O registo em casa dos “mineiros” contra clubes alemães é de 2V 3E 1D; no total é de 5V 4F 5D.

• O embate mais memorável do Shakhtar diante de um adversário alemão foi a vitória por 2-1 sobre o SV Werder Bremen, após prolongamento, na final da SuperTaça Europeia, de 2009, em Istambul. Luiz Adriano fez o golo inaugural para o Shakhtar que incluía também Andriy Pyatov, Srna, Olexandr Kucher e Ilsinho.

• Esta é a terceira presença do Shakhtar nos oitavos-de-final, todas elas nas últimas cinco épocas. À parte o desaire com o Dortmund, eliminou a AS Roma para chegar aos quartos-de-final em 2010/11.

• Na presente época, os homens de Mirceu Lucescu terminaram em segundo lugar no Grupo H, cinco pontos atrás do FC Porto. Em casa, empataram 2-2 com o Porto antes do triunfo por 5-0 ao FC BATE Borisov a quem haviam ganho por 7-0 fora. A derrota em casa por 1-0 para o Athletic Club, na quarta jornada, foi a quarta nas últimas 19 partidas em casa para a UEFA Champions League - excluindo pré-eliminatórias, tendo vencido nove.

• O Grupo H permitiu um triunfo pessoal a Luiz Adriano que igualou o recorde de Cristiano Ronaldo – fixado em 2013/14 – de nove golos na fase de grupos.

Bayern
• Os dez jogos anteriores do Bayern contra equipas ucranianas foram todos contra o FC Dynamo Kyiv, , que bateu a equipa de Munique  por 3-0 (2-0 em Kiev) nas duas mãos da SuperTaça Europeia, em 1975.

• Na última vez que os alemães jogaram na Ucrânia foi na segunda fase de grupos da UEFA Champions League 1999/2000 e perderam por 2-0.

• O Bayern regista uma vitória, um empate e três derrotas na Ucrânia.

• Na última temporada, nesta fase e pelo segundo ano consecutivo, o Bayern eliminou o Arsenal FC, rumo à sua terceira presença consecutiva nas meias-finais.

• Vencedor do Grupo E com sete pontos de avanço, a equipa de Josep Guardiola venceu fora contra o PFC CSKA Moskva (1-0), AS Roma (7-1) e perdeu 3-2 no Manchester City FC.

Ligações entre treinadores e jogadores
• O Shakhtar de Lucescu defrontou por cinco vezes o FC Barcelona de Guardiola e sofreu quatro derrotas (incluindo o desaire por 1-0 na SuperTaça Europeia de 2009). A vitória ocorreu na fase de grupos da UEFA Champions League, em  2008/09, com dois tentos de Olexandr Gladkiy a valerem aos visitantes ganhar por 3-2 em Camp Nou.

• Thomas Müller marcou o derradeiro golo do empate da Alemanha 3-3 num amigável com a Ucrânia, em Kiev, em Novembro de 2011. Jérôme Boateng, Holger Badstuber e Götze também alinharam nessa partida pelos visitantes enquanto Kucher e Yaroslav Rakitskiy estiveram em campo pela Ucrânia.

• Srna fez um dos golos no triunfo por 2-1 da Croácia sobre a Alemanha de Philipp Lahm e de Bastian Schweinsteiger, na fase de grupos do UEFA EURO 2008, em Klagenfurt. Já nos descontos, Schweinsteiger acabou expulso.

• Kucher fez um autogolo e foi expulso na vitória no amigável da Ucrânia contra a Áustria de David Alaba, em Lviv, a 15 de Novembro de 2011. Rakitskiy alinhou também pelos locais.

• Kucher foi igualmente expulso nos descontos da partida da primeira mão do “play-off” de qualificação para o Campeonato do Mundo 2014, contra a França de Franck Ribéry, a 15 de Novembro de 2013, em Kiev. Pyatov, Vyacheslav Shevchuk e Taras Stepanenko também jogaram nessa noite enquanto Rakitskiy ficou no banco.

Factos do jogo

Shakhtar
• Stepanenko vai cumprir um jogo de castigo na partida da primeira mão, depois de ter visto na sexta jornada da fase de grupos o seu terceiro cartão amarelo na prova.

• O Shakhtar não disputa um jogo oficial desde a sexta jornada. Retoma a sua defesa do título de campeão ucraniano frente ao FC Vorskla Poltava, a 28 de Fevereiro. A equipa de Lucescu ocupa o segundo lugar, a cinco pontos do Dínamo, líder invicto da prova.

• Os "mineiros" disputaram vários amigáveis nos estágios realizados no Brasil e em Espanha durante a pausa de Inverno.
Brasil: EC Bahia (D3-2), CR Flamengo (0-0), CA Mineiro (D4-2), SC Internacional (V2-1), Cruzeiro EC (1-1).
Espanha: GNK Dinamo Zagreb (1-1), UD Almería (V3-1), Real Murcia CF (V2-1), Aalborg BK (V2-1).

• O Shakhtar rescindiu contrato com Dmytro Chygrynskiy, por mútuo acordo, a 2 de Fevereiro. Posteriormente, o defesa-central ingressou no FC Dnipro Dnipropetrovsk, num acordo válido por seis meses.

Alterações na lista da UEFA Champions League
• Entradas: Nenhuma
• Saídas: Mykyta Kryukov (FC Illychivets Mariupil, empréstimo)

Bayern
• O Bayern partiu para a pausa de Inverno na Alemanha com 11 pontos de vantagem sobre o VfL Wolfsburg, segundo classificado – a maior diferença após a primeira volta da Bundesliga. Dois meses volvidos, a formação de Guardiola tem oito pontos de vantagem, após ter ganho apenas dois dos quatro jogos que disputou em 2015.

• A turma de Munique goleou no "ensaio-geral" para a primeira mão com o Shakhtar, somando sábado a sua maior vitória na Bundesliga desde 1984, ao bater o Hamburger SV por 8-0.

• Ribéry (coxa) e Rafinha (tornozelo) disputaram este sábado o seu primeiro jogo oficial em 2015; o francês marcou mesmo um golo, pouco tempo depois de saltar do banco.

• O conjunto bávaro sofreu a sua primeira derrota interna da campanha a 30 de Janeiro, sendo goleado pelo Wolfsburgo por 4-1. Nestes 90 minutos, Manuel Neuer sofreu tantos golos quanto nos 17 jogos de campeonato anteriores.

• Lahm (ausente desde 18 de Novembro, tornozelo), Javi Martínez (13 de Agosto, joelho) e Thiago Alcántara (29 de Março, joelho) são lesionados de longa data.

• O Bayern venceu Qatar Stars (4-1, Doha), Al-Hilal FC (4-1, Ríade) e VfL Bochum 1848 (5-1) em amigáveis disputados durante a pausa de Inverno.

Alterações na lista da UEFA Champions League
• Entradas: Pepe Reina, Tom Starke
• Saídas: Pierre Højbjerg (FC Augsburg, empréstimo), Ylli Sallahi, Xherdan Shaqiri (FC Internazionale Milano, empréstimo)