Factos: Dortmund - Paris

O Dortmund cruza-se com o antigo treinador Thomas Tuchel, cuja equipa do Paris foi afastada nos oitavos-de-final das últimas três épocas.

O treinador do Paris, Thomas Tuchel, comandou o Dortmund entre 2015 e 2017
O treinador do Paris, Thomas Tuchel, comandou o Dortmund entre 2015 e 2017 ©AFP/Getty Images

O Borussia Dortmund e o Paris Saint-Germain vão procurar esquecer os recentes desaires nos oitavos-de-final quando se encontrarem na primeira mão dessa fase da presente edição da UEFA Champions League.

• Enquanto o Paris foi eliminado nesta etapa da prova nas últimas três temporadas, o Dortmund caiu em 2018/19 e não chega aos quartos-de-final desde 2016/17  um ano após a última presença do Paris nos oitavos-de-final.

• O Paris ganhou cinco dos seis jogos disputados esta temporada e terminou no topo do Grupo A com mais cinco pontos do que a concorrência, ao passo que o Dortmund chegou aos oitavos-de-final como segundo classificado do Grupo F.

• Esta eliminatória junta o treinador do Paris, Thomas Tuchel, frente ao seu antigo clube.

Veja os golos do duelo de 2010 Dortmund-Paris
Veja os golos do duelo de 2010 Dortmund-Paris

Confrontos anteriores
• Os únicos encontros anteriores entre as duas equipas foram na fase de grupos da UEFA Europa League de 2010/11, altura em que ambas as partidas terminaram empatadas. Um golo aos 87 minutos, apontado pelo recém-entrado Clément Chantôme, do Paris, negou o triunfo ao Dortmund, na frente do marcador graças a uma grande penalidade de Nuri Şahin, aos cinco minutos da segunda parte na terceira jornada. O jogo no Parc des Princes, duas semanas depois, terminou sem golos.

• O Paris venceu o grupo com 12 pontos, enquanto o Dortmund foi eliminado depois de terminar em terceiro, com nove. O clube francês seria afastado nos oitavos-de-final pelo Benfica.

Guia de forma
Dortmund

• O Dortmund somou dez pontos na fase de grupos desta temporada e terminou em segundo lugar atrás do Barcelona (14 pontos) no Grupo F, tendo obtido o passaporte para os oitavos-de-final com uma vitória em casa, por 2-1, sobre o Slávia Praga, na sexta jornada. Sete dos seus pontos foram conquistados no BVB Stadion Dortmund, onde bateu o Inter (3-2) e empatou com o Barça (0-0); nos e encontros fora perdeu com Inter (0-2) e Barcelona (1-3), tendo vencido por 2-0 na deslocação a Praga.

Resumo da sexta jornada: Dortmund 2-1 Slavia Praha
Resumo da sexta jornada: Dortmund 2-1 Slavia Praha

• O Dortmund venceu apenas quatro dos últimos 11 jogos na UEFA Champions League (E2 D5), incluindo três na presente temporada.

• Apesar das duas vitórias no seu próprio estádio, tanto na fase de grupos desta temporada como na UEFA Champions League de 2018/19, o Dortmund ganhou apenas cinco dos seus últimos 13 desafios em casa na Europa (E3 D5).

• Segundo classificado na Bundesliga em 2018/19, o Dortmund está presente na UEFA Champions League pela 14ª vez; venceu a prova em 1997 e foi finalista vencido em 2013. O Dortmund chegou a esta fase em seis das últimas sete participações.

• O Dortmund foi eliminado pelo Tottenham nos oitavos-de-final da temporada passada por um total de 4-0 (0-3 f, 0-1 c). Deste modo, o clube alemão apresenta um registo de V3 D2 nesta fase da competição.

Resumo: Dortmund 3-2 Inter
Resumo: Dortmund 3-2 Inter

• O emblema germânico venceu apenas um dos últimos oito jogos nas rondas a eliminar das competições da UEFA (E2 D5), em casa, quando ganhou por 3-2 à Atalanta na primeira mão dos 16 avos-de-final da UEFA Europa League de 2017/18.

• O registo do Dortmund em eliminatórias a duas mãos contra clubes franceses é de V3 D2; tendo ganho as três primeiras, perdeu as duas mais recentes, a última contra o Mónaco nos quartos-de-final da UEFA Champions League de 2016/17 (2-3 c, 1-3 f).

• O Mónaco foi também o adversário nos encontros mais recentes do Dortmund contra conjuntos da Ligue 1, na fase de grupos da última temporada; o clube alemão venceu por 3-0 em casa, com golos de Jacob Bruun Larsen, Paco Alcácer e Marco Reus, e por 2-0 no Principado, graças a um bis de Raphaël Guerreiro.

• O Dortmund não perdeu nos primeiros seis jogos disputados em casa contra clubes franceses (V3 E3), mas saiu derrotado em dois últimos quatro, tendo vencido os restantes dois.

Resumo da sexta jornada: Paris 5-0 Galatasaray
Resumo da sexta jornada: Paris 5-0 Galatasaray

Paris
• O Paris venceu cinco dos seis jogos na fase de grupos desta temporada, tendo perdido pontos apenas quando empatou 2-2 com o Real Madrid, na quinta jornada. O clube espanhol foi derrotado por 3-0 no Parc des Princes, na primeira jornada, seguindo-se duas vitórias sobre o Club Brugge (5-0 f, 1-0 c) e o Galatasaray (1-0 f, 5-0 c).

• A equipa de Tuchel tem a melhor defesa da UEFA Champions League esta época, com apenas dois golos sofridos, ambos no jogo com o Real Madrid.

• Vencedores da Ligue 1 pela sexta vez em sete anos em 2018/19, e oitava no total, esta é a oitava presença consecutiva dos franceses na UEFA Champions League.

• Semifinalista em 1995, o Paris foi afastado nos oitavos-de-final nas últimas três temporadas, depois de ter sido eliminado nos quartos-de-final das quatro presenças anteriores.

• Em 2018/19, o Paris parecia estar prestes a marcar presença nos últimos oito participantes depois de uma vitória na primeira mão no reduto do Manchester United, por 2-0, mas acabou eliminado graças aos golos fora ao ser batido em casa por 3-1.

Resumo: Real Madrid 2-2 Paris
Resumo: Real Madrid 2-2 Paris

• Assim, o registo do Paris nos oitavos-de-final é de V4 D3.

• O Paris ganhou nove dos últimos 12 jogos da UEFA Champions League (E1 D2) e marcou em 30 jogos seguidos na competição.

• A equipa francesa também venceu seis dos últimos 11 jogos como visitante na UEFA Champions League (E2 D3) e vinha de quatro triunfos seguidos antes de empatar em Madrid no mais recente jogo fora.

• O Paris venceu as duas eliminatórias anteriores a duas mãos contra clubes alemães: derrotou o Wolfsburgo nos 16 avos-de-final da Taça UEFA de 2008/09 (2-0 c, 3-1 f) e o Leverkusen nos oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2013/14 (4-0 f, 2-1 c).

• A última viagem do Paris à Alemanha terminou numa derrota por 3-1 ante o Bayern, na sexta jornada da UEFA Champions League de 2017/18, resultado que terminou com uma sequência de cinco vitórias consecutivas contra clubes alemães, em casa e fora.

• Essa foi a quarta derrota do Paris em solo alemão, onde venceu três dos outros quatro jogos, tendo o único empate sido o de 2010 em Dortmund.

Veja como o Dortmund perdeu com o Tottenham nos oitavos-de-final da época passada
Veja como o Dortmund perdeu com o Tottenham nos oitavos-de-final da época passada

Ligações e curiosidades
• Tuchel foi treinador do Dortmund entre Junho de 2015 e Maio de 2017, período em que ganhou a Taça da Alemanha em 2016/17.

• Abdou Diallo trocou o Dortmund pelo Paris no Verão passado, depois de ter feito 28 jogos na sua única época passada na Bundesliga ao serviço do Dortmund. Passou 2017/18 no Mainz.

• Dan-Axel Zagadou ingressou no Paris em 2011, com  12 anos, tendo ficado ligado ao clube durante seis, antes de se transferir para o Dortmund; passou 2016/17, a sua última campanha no Paris, ma equipa B.

• Emre Can foi expulso ao ver dois cartões amarelos na derrota por 2-1 do Leverkusen em Paris, na segunda mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League, em Março de 2014.

• O treinador do Dortmund, Lucien Favre, liderou os franceses do Nice entre 2016 e 2018, tendo guiado o clube ao terceiro lugar na Ligue 1 em 2016/17 – a sua melhor classificação em 40 anos. O seu registo diante do Paris foi de V1 E1 D2.

• Também jogaram na Alemanha: 
Juan Bernat (Bayern 2014–18) 
Thilo Kehrer (Schalke 2012–18) 
Julian Draxler (Schalke 2001–15, Wolfsburgo 2015–17) 

Veja como o Paris foi eliminado nos oitavos-de-final em 2018/19
Veja como o Paris foi eliminado nos oitavos-de-final em 2018/19

• Draxler marcou no triunfo do Schalke sobre o Dortmund, por 2-1, em 2012/13.

• Um tento de Kehrer permitiu ao Schalke empatar 1-1 diante do Dortmund em 2016/17.

• Também jogaram em França:
Thorgan Hazard (Lens 2007–12) 
Raphaël Guerreiro (Caen 2012/13, Lorient 2013–16)

• Jogaram juntos: 
Mario Götze e Juan Bernat (Bayern 2014–16) 
Mats Hummels e Juan Bernat (Bayern 2016–18) 
Achraf Hakimi e Keylor Navas (Real Madrid 2017/18)

Resumo dos oitavos-de-final de 2018/19: Vitória do Paris na primeira mão no campo do Manchester United
Resumo dos oitavos-de-final de 2018/19: Vitória do Paris na primeira mão no campo do Manchester United

• Kylian Mbappé bisou na vitória do Mónaco frente ao Dortmund, por 3-2, na primeira mão em 2017 e também festejou um golo no jogo de volta, quando Reus assinou o remate certeiro do Dortmund (1-3).

• Colegas na selecção: 
Mario Götze, Julian Brandt, Nico Schulz, Mats Hummels, Marco Reus e Thilo Kehrer, Julian Draxler, Emre Can (Alemanha)
Thorgan Hazard, Axel Witsel e Thomas Meunier (Bélgica) 

• Dois golos de Edinson Cavani ajudara o Uruguai a derrotar por 2-1 e a eliminar Portugal nos oitavos-de-final do Campeonato do Mundo da FIFA de 2018 FIFA.

• Guerreiro estava na equipa de Portugal que bateu a França na final do UEFA EURO 2016, realizada no Stade de France, em St-Denis, tendo jogado os 120 minutos do triunfo por 1-0.

Prémio oficial para o Melhor em Campo da UEFA Champions League lançado
A UEFA vai passar a entregar um prémio oficial de Melhor em Campo após cada jogo da fase a eliminar da UEFA Champions League para reconhecer os melhores desempenhos dos jogadores na principal competição europeia de clubes. A partir dos oitavos-de-final, os Observadores Técnicos da UEFA em cada partida da UEFA Champions League decidirão quem merece a distinção para o Melhor em Campo, com um prémio oficial a ser entregue aos jogadores depois do final do encontro, em reconhecimento do seu papel em momentos decisivos, maturidade táctica, criatividade e inspiração, habilidade excepcional e "fair play".