Regresso ao Jogo: a UEFA está a preparar-se para o regresso seguro das suas competições de elite.
Saiba mais >
 

Grandes recuperações na UEFA Champions League

Liverpool e Tottenham protagonizaram as mais fantásticas reviravoltas na UEFA Champions League? Decida por si mesmo.

Divock Origi comemora o quarto e decisivo golo do Liverpool
Divock Origi comemora o quarto e decisivo golo do Liverpool ©Getty Images

Uma desvantagem de 3-0 trazida da primeira mão de uma ronda a eliminar da UEFA Champions League devia, em teoria, revelar-se decisiva, mas já houve algumas equipas que transformaram causas perdidas em vitórias inesquecíveis na competição mais importante de clubes da Europa.

Recorde essas fantásticas recuperações e pondere se o Chelsea tem realmente alguma hipótese de dar a volta à eliminatória frente ao Bayern Munique, isto depois de ter perdido por 3-0 em casa na primeira mão.

Quatro golos de diferença

Paris Saint-Germain 4-0 Barcelona
Barcelona 6-1 Paris Saint-Germain

Oitavos-de-final 2016/17

Veja a recuperação histórica do Barcelona
Veja a recuperação histórica do Barcelona

Em 2016/17, o Barcelona tornou-se na primeira equipa de sempre a recuperar de uma desvantagem de quatro golos para seguir em frente numa eliminatória da UEFA Champions League – naquela que foi apenas a quarta ocasião na história das competições de clubes da UEFA que alguém logrou tal feito!

A goleada conseguida pelo Paris sobre o Barça de Luis Enrique na primeira mão surpreendeu toda a gente; mas a recuperação da turma catalã na segunda mão foi qualquer coisa do outro mundo, com Sergi Roberto a marcar nos descontos o golo que ditou a vitória na eliminatória. "Disse-lhe para ir para a grande área que ia marcar!'", recordou Neymar. Sergi Roberto acrescentou: "Não tinha a certeza de aquilo não ser só um sonho... nunca tinha sentido uma euforia como aquela."

Três golos de diferença

Barcelona 3-0 Liverpool
Liverpool 4-0 Barcelona
Meias finais 2018/19 semi-finals

Os adeptos do Liverpool testemunharam algumas noites famosas na Europa ao longo dos anos, mas poucos podem rivalizar com este desempenho sensacional. O Barcelona parecia ter um pé na final após o bis de Lionel Messi no jogo de abertura, o seu segundo golo num livre espantoso naquele que foi o seu 600º tento pelo Barça. Ainda assim, este momento foi de certa forma ofuscado.

Os "reds" partiram para o segundo jogo desfalcados face às ausências de Salah e Firmino, mas o golo inicial de Divock Origi deu-lhes esperança. O belga haveria de selar a goleada após dois golos de Georginio Wijnaldum. "A crença no balneário é incrível", disse o capitão Jordan Henderson. "Sabíamos que poderíamos tirar alguma coisa deste jogo."

Barcelona 4-1 Roma
Roma 3-0 Barcelona
Quartos-de-final 2017/18

A extraordinária recuperação da Roma
A extraordinária recuperação da Roma

Muito se falava sobre uma reviravolta nos jogos de terça-feira, mas centrava-se sobretudo no que iria fazer o Manchester City diante do Liverpool. No entanto, a Roma teve outras ideias e Edin Džeko reduziu a diferença logo aos seis minutos.

O talismã Daniele De Rossi converteu pela primeira vez uma grande penalidade na UEFA Champions League e preparou a festa para o golo de cabeça de Kostas Manolas perto do fim.

Resumo: O Deportivo despertou a tempo
Resumo: O Deportivo despertou a tempo

Milan 4-1 Deportivo
Deportivo 4-0 Milan
Quartos-de-final 2003/04

Walter Pandiani deu vantagem ao Depor em San Siro, mas no final do encontro já ninguém se recordava do golo do uruguaio, porque o Milan tinha arrasado os galegos. Para a segunda mão, no Riazor, o treinador do Deportivo, Javier Irureta, limitava-se a sonhar. "É uma tarefa muito complexa, difícil e um enorme desafio", explicou. "Mas muitas vezes acontecem milagres no futebol, coisas difíceis de explicar no plano racional."

Incrivelmente, a equipa espanhola chegou ao intervalo do segundo jogo já em vantagem na eliminatória, com Pandiani, Juan Carlos Valerón e Alberto Luque a levarem o marcador até aos 3-0, mas o suplente Fran González aumentou a surpresa quando fez o 4-0 aos 76 minutos. Irureta prometeu seguir os caminhos dos peregrinos até Santiago de Compostela depois de ter rezado pelo triunfo. "Vale a pena ir a Santiago depois desta vitória", explicou. "Vou fazer a caminhada porque uma promessa é uma promessa."

Dois golos de diferença

Pela equipa visitante na segunda mão

Veja como o United afastou o Paris em 2018/19
Veja como o United afastou o Paris em 2018/19

Manchester United 0-2 Paris
Paris 1-3 Manchester United (3-3, United apurado por golos fora)
Oitavos-de-final de 2018/19

Pela equipa da casa na segunda mão

Chelsea 3-1 Barcelona
Barcelona 5-1 Chelsea (após prolongamento)
Quartos-de-final de 1999/00

Real Madrid 4-2 Mónaco
Mónaco 3-1 Real Madrid
Quartos-de-final de 2003/04

Nápoles 3-1 Chelsea
 Chelsea 4-1 Nápoles (após prolongamento)
Oitavos-de-final de 2011/12

Milan 2-0 Barcelona
Barcelona 4-0 Milan
Oitavos-de-final de 2012/13

Olympiacos 2-0 Manchester United
Manchester United 3-0 Olympiacos
Oitavos-de-final de 2013/14 

Veja o
Veja o

Paris Saint-Germain 3-1 Chelsea
Chelsea 2-0 Paris Saint-Germain
Quartos-de-final de 2013/14

Porto 3-1 Bayern
Bayern 6-1 Porto
Quartos-de-final de 2014/15

Wolfsburg 2-0 Real Madrid
Real 3-0 Wolfsburgo
Quartos-de-final de 2015/16

Atlético 2-0 Juventus
Juventus 3-0 AtléticoOitavos-de-final de 2018/19

Wolfsburgo 2-0 Real Madrid
Real Madrid 3-0 Wolfsburgo
Quartos-de-final de 2015/16

Topo