Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Distribuição de receitas da UEFA Champions League de 2013/14

Os 32 clubes participantes na Champions League de 2013/14 partilharam 904 milhões de euros da UEFA, incluindo 57,4 para o Real Madrid e mínimo de 12,2 para todos.

O Real Madrid recebeu o maior montante
O Real Madrid recebeu o maior montante ©AFP/Getty Images

Os 32 clubes que participaram na UEFA Champions League de 2013/14 receberam um total de 904 milhões de euros da UEFA, igualando o recorde estabelecido na época anterior.

Relatório completo da distribuição aos clubes (em inglês).

Cada clube teve direito a um montante mínimo pela participação na prova, recebendo depois um bónus pelas vitórias e empates conseguidos na fase de grupos e nas eliminatórias disputadas. Foram também atribuídas verbas de acordo com o valor proporcional do mercado televisivo nacional de cada clube, entre outros factores.

Naturalmente, o campeão europeu Real Madrid CF recebeu a maior fatia relativa à UEFA Champions League, 57,4 milhões de euros, que incluiu um bónus de participação de 8,6 milhões de euros, mais 20,5 milhões do montante de receitas do mercado televisivo e 20 milhões em consequência dos resultados conseguidos, incluindo 10,5 milhões por vencer a final. O montante global dos prémios incluiu as verbas relativas a alguns clubes e que estão retidas por não terem sido cumpridos os regulamentos do “fair play” financeiro.

Em contrapartida, o segundo clube com mais receitas, antes da verba descontada, foi o Paris Saint-Germain, que foi afastado nos quartos-de-final, mas que teria direito a 54,4 milhões de euros, incluindo 33,9 milhões do mercado televisivo, já que apenas dois clubes franceses participaram na fase de grupos e outro, o Olympique de Marseille, não somou qualquer ponto. O Club Atlético de Madrid foi finalista, mas teve mais concorrência no mercado televisivo espanhol, tendo a receber pouco mais de 50 milhões de euros, incluindo o maior bónus de desempenho na fase de grupos, 5,5 milhões de euros, um milhão por vitória e meio milhão por cada empate.

Manchester United FC, Juventus, FC Bayern München, Chelsea FC e FC Barcelona também receberam mais de 40 milhões de euros, prémios só possíveis devido às bonificações recebidas por atingirem as sucessivas eliminatórias: 3,5 milhões para os oitavos-de-final, 3,9 milhões para os quartos-de-final, 4,9 milhões para as meias-finais e mais 6,5 milhões para a final. O Real Madrid recebeu mais quatro milhões de euros pelo triunfo em Lisboa.

Até os clubes que não conseguiram bons resultados tiveram direito a um bom prémio, com o RSC Anderlecht a receber o mínimo de 12,2 milhões de euros. As equipas que foram eliminadas numa das três pré-eliminatórias também foram recompensados com montantes fixos, estando ainda previsto um bónus de solidariedade suplementar para os campeões nacionais que foram afastados no “play-off”.

Topo