Foto: Quando o esparguete ajudou o Liverpool a bater a Roma

O Liverpool bateu a Roma na final da Taça dos Campeões de 1984: recordamos esse momento.

Foto: Quando o esparguete ajudou o Liverpool a bater a Roma
Foto: Quando o esparguete ajudou o Liverpool a bater a Roma ©Getty Images

O Liverpool regressa quarta-feira ao palco de um dos seus mais famosos triunfos quando visitar a Roma na segunda mão das meias-finais da UEFA Champions League.

Foi no Stadio Olimpico que os "reds" partiram o coração dos adeptos romanos na final de 1984. Phil Neal colocou os ingleses na frente, antes de Roberto Pruzzo restabelecer a igualdade para os italianos. Nos "penalties", brilhou Bruce Grobbelaar, o guarda-redes nascido no Zimbabwe, com o seu memorável movimento das "pernas de esparguete". Dois jogadores da Roma falharam os respectivos pontapés da marca de grande penalidade e o Liverpool sagrou-se campeão europeu de clubes pela quarta vez em sete épocas.

1. Craig Johnston
Médio batalhador, retirou-se em 1988, com apenas 27 anos, para tomar conta da irmã, Faye, que sofreu danos cerebrais num acidente de férias. Abraçou um negócio de chuteiras de futebol e trabalha hoje como fotógrafo.

Resumo da final de 1984
Resumo da final de 1984

2. Mark Lawrenson
Defesa-central elegante, formou uma consistente dupla com Alan Hansen. A conquista de 1984 terá sido o ponto alto dos sete anos que passou nos "reds". Tentou, sem grande sucesso, a sorte como treinador e é agora um respeitado comentador desportivo..

3. Phil Neal
O jogador que mais títulos ganhou na história do Liverpool. O título europeu de clubes ganho em Roma foi o seu quarto, depois de 1977, 1978 e 1981. Lateral-direito, disputou 365 jogos seguidos na Liga entre Dezembro de 1974 e Setembro de 1983, registo que constitui um recorde, tendo mesmo chegado a jogar com um dedo partido.

Joe Fagan com o troféu em 1984
Joe Fagan com o troféu em 1984©Getty Images

4. Joe Fagan
Fagan terminou a sua primeira temporada ao leme do Liverpool com o triunfo de 1984 em Roma. Apesar de natural de Liverpool, como jogador nunca representou o clube, tendo chegado à equipa técnica em 1958. Foi sempre a pé de sua casa para Anfield até 1985, quando se retirou. Faleceu em 2001.

5. Graeme Souness
A sua imagem de "duro" escondia um jogador com excelente toque de bola, visão de jogo e classe. Erguer a Taça dos Campeões em 1984 foi o derradeiro acto de uma passagem de seis anos repletos de troféus por Anfield. Como treinador passou por clubes como Rangers, Liverpool, Galatasaray, Benfica e Blackburn. Actualmente trabalha como comentador desportivo.

6. Sammy Lee
"Para chegar ao topo qualquer equipa precisa de abelhas trabalhadoras e Sammy é uma dessas abelhas," disse, certa vez, Phil Neal sobre o pequeno Lee. Esteve em todos os 67 jogos que o Liverpool jogou em 1983/84 e disse adeus a Anfield em 1986, depois de mais de 300 encontros disputados. Actualmente é treinador adjunto do Everton, arqui-rival dos "reds".

Giggs, Bale, Rush: Grandes golos de lendas do País de Gales
Giggs, Bale, Rush: Grandes golos de lendas do País de Gales

7. Ian Rush
Finalizador nato, continua a ser o melhor marcador de sempre do Liverpool, com 346 golos. Só em 1983/84, época em que conquistou a Bota de Ouro, totalizou 47! Treinou o Chester City em 2005, mas é como comentador televisivo e embaixador dos "reds" que se tem destacado desde que pendurou as chuteiras.

8. Ronnie Whelan
"O nosso homem para os grandes momentos," disse certa vez o treinador Bob Paisley. Com o equilíbrio perfeito entre técnica e suor, Whelen representou o Liverpool durante 15 anos, conquistando seis títulos de campeão, três Taças de Inglaterra e a Taça dos Campeões de 1984. Trabalha agora como comentador televisivo na Irlanda, seu país natal.