Dani Alves: "Agora temos de trazer a taça para casa"

Tendo participado nos quatro golos da Juventus na meia-final contra o Mónaco, Dani Alves está focado na conquista do troféu em Cardiff: "Ganhar a final seria fantástico", disse ao UEFA.com.

Dani Alves: "Agora temos de trazer a taça para casa"
Dani Alves: "Agora temos de trazer a taça para casa" ©AFP/Getty Images

“Agora temos de trazer a taça para casa”, disse Dani Alves ao UEFA.com após ajudar a Juventus a bater o Mónaco por 2-1 com mais uma assistência e um golo no 4-1 total que valeu o apuramento “bianconeri” para a final da UEFA Champions League, em Cardiff.  

Alves fez duas assistências para Gonzalo Higuaín marcar na primeira mão, num jogo em que o técnico da Juventus, Massimiliano Allegri, fez alinhar Andrea Barzagli na defesa e deu ao antigo lateral do Barcelona mais liberdade para atacar. A estratégia voltou a resultar em Turim, com o cruzamento do internacional brasileiro a permitir a Mario Mandžukić abrir o marcador, antes de ele próprio fazer um golo surpreendente.

“Estou orgulhoso do que fizemos hoje, eu e os meus colegas”, afirmou. “Voltar a jogar a final de uma competição tão importante é uma alegria enorme para todos. Normalmente não marco, pelo que quando acontece é algo muito especial para mim. Sinto-me contente porque ajudei a minha equipa a ganhar e a chegar à final. Ainda não ganhamos nada – agora temos de trazer a taça para casa.”

Dani Alves: Ainda não ganhamos nada
Dani Alves: Ainda não ganhamos nada

José Mourinho autorizou uma vez Samuel Eto’o – duplo vencedor da UEFA Champions League pelo Barcelona – a dar a palestra antes da vitória do Inter na final de 2010 da UEFA Champions League contra o Bayern, apresentando-o com a seguinte frase: “Agora, o Samuel vai dizer-vos como vamos ganhar”. Caso o treinador da Juventus queira usar o mesmo truque em Cardiff, Alves será o seu escolhido.

O lateral brasileiro venceu o troféu três vezes pelo Barcelona, enquanto a Juve procura o seu sexto título na competição e o primeiro desde 1996, tendo perdido seis das oito presenças em finais da Taça dos Campeões Europeus/UEFA Champions League, incluindo aquela contra o Barcelona de Dani Alves há dois anos.

Resumo: Dani Alves surpreendeu no apuramento da Juventus para a final
Resumo: Dani Alves surpreendeu no apuramento da Juventus para a final

"O passado é passado, agora temos de pensar no presente”, disse o jogador de 34 anos, numa alusão aos seus dias de glória na Catalunha. “Temos uma final para jogar. O que sucedeu no passado não interessa, só nos interessa o que podemos conseguir agora com esta equipa. Estamos mais confiantes [do que a formação que perdeu a final há dois anos] e vamos lá para ganhar.”

“Temos vindo a trabalhar muito para o conseguir, temos feito um bom trabalho”, acrescentou. “O nosso objectivo é ficar cada vez mais perto e teremos de fazer um esforço final para ser bem-sucedidos, porque ainda não ganhámos nada. Não podemos, simplesmente, desperdiçar tudo o que fizemos até agora. Vai ser duro, mas ganhar a final seria fantástico – especial.”

Alves pode já ter conquistado o troféu por três vezes nos últimos oito anos mas, tal como as suas exibições contra o Mónaco mostraram, o desejo de ser o melhor nunca acaba.

Topo