Juventus repete triunfo e assegura presença na final

Com dois golos antes do intervalo, a equipa de Turim sentenciou uma meia-final que o Mónaco tentou ganhar mas em que Juve garantiu a nona presença em finais da UEFA Champions League.

Highlights: Dani Alves stunner as Juventus book final spot

A Juventus garantiu pela nona vez a presença na final da UEFA Champions League após derrotar o Mónaco por 2-1 no segundo jogo da meia-final, em Turim, sendo a primeira equipa a apurar-se para o decisivo jogo em Cardiff, a 3 de Junho.

A chamada, à última hora, de Benjamin Mendy à equipa fazia prever um Mónaco a arriscar tudo para inverter o resultado da primeira mão e Radamel Falcao, aos 7 minutos, de fora da área, lançou o primeiro aviso.

Contudo, os problemas da Juventus duraram apenas os minutos que esta demorou a meter velocidade nas transições ofensivas. A partir dai, e até ao intervalo, a equipa de Turim poderia ter construído uma goleada.

Gonzalo Higuaín (22) viu Kamil Glik desviar o “chapéu” que fizera a Danijel Subašić, antes do guarda-redes croata (25) negar o golo ao seu compatriota Mario Mandžukić quando este surgiu solto na grande área.

Com Bernardo Silva e João Moutinho de início, a equipa de Leonardo Jardim viu-se a perder ao minuto 33, quando o internacional croata, de cabeça, deu sequência ao cruzamento da direita de Dani Alves que Subašić sacudiu para a frente e Mandžukić, agora com o pé, abriu o marcador.

Autor de dois golos na primeira mão, Higuaín voltou a testar Subašić (37) num remate cruzado na área, enquanto na baliza contrária um corte voluntarioso de Giorgio Chiellini a cruzamento perigoso de Mendy quase surtiu no empate.

Na sequência de um pontapé de canto em que Subašić (45) aliviou a soco para fora da área, Dani Alves encheu o pé para um grande golo a fechar a primeira parte.

No dia em que completou 150 jogos nas provas da UEFA e sem sofrer golos desde a fase de grupos, Gianluigi Buffon foi batido ao minuto 69 quando da linha de fundo Moutinho assistiu Kylian Mbappé para uma finalização na pequena área, fazendo o sexto tento na prova, no adeus monegasco à prova.

Figura: Dani Alves (Juventus)
Uma assistência e um excelente golo carimbam o peso do seu desempenho no jogo que devolveu a equipa de Turim à final da prova. Fonte inesgotável de energia, o seu terceiro golo em 11 jogos europeus afastou o Mónaco da partida decisiva.

Momento: No lugar certo à hora certa
Já decorria o minuto 45 quando, após um canto da esquerda, Subašić voou para afastar com os punhos da sua área. Ilusão de óptica! De fora da área, no local certo, Dani Alves encheu o pé e sentenciou a eliminatória com um forte remate a que o guarda-redes croata não chegou.

Reacções
Massimiliano Allegri, treinador da Juventus
Estamos aqui depois de uma longa caminhada - uma caminhada que nos ajudou a todos a crescermos: clube, jogadores e eu próprio. Quero felicitar toda a gente, mas lembrar que amanhã temos já de começar a pensar no que vamos fazer nos próximos 20 dias. O entusiasmo que se vive neste momento é normal, mas depois de tanto termos trabalhado é altura de tirar os dividendos desse trabalho.

Leonardo Jardim, treinador do Mónaco
De um lado estava uma equipa muito experiente e do outro uma equipa muito jovem. Estamos muito felizes com esta meia-final e orgulhosos dos jogadores. Eles deram tudo e esta noite podíamos ter empatado. Saímos da competição de cabeça erguida. Agora vamos concentrar-nos no campeonato.

Topo