Real Madrid, Mónaco e Atlético vitoriosos; Higuaín salva Juventus

Antes da segunda mão das meias-finais, Real Madrid, Mónaco e Atlético venceram, a Juventus empatou o derby com um golo tardio e o pequeno Bernardo Silva marcou de cabeça.

Real Madrid, Mónaco e Atlético vitoriosos; Higuaín salva Juventus
Real Madrid, Mónaco e Atlético vitoriosos; Higuaín salva Juventus ©UEFA.com

ATLÉTICO - REAL MADRID

Atlético 1-0 Eibar (Saúl 69)
O Atleti garantiu praticamente a presença na próxima edição da fase de grupos da UEFA Champions League, com Saúl Ñíguez a marcar o seu terceiro golo nos últimos seis jogos, deixando a equipa de Diego Simeone com cinco pontos de vantagem sobre o Sevilha, quarto classificado, a duas jornadas do fim. "Colchoneros" terminaram com dez jogadores, por culpa do segundo cartão amarelo visto por Diego Godín, já nos descontos.

Granada 0-4 Real Madrid (James Rodríguez 3 11; Morata 30 35)
O Real Madrid foi demasiado forte para o Granada, com um bis de James Rodríguez e Álvaro Morata a darem um triunfo confortável a uma equipa com várias alterações. Os "merengues" voltaram a igualar o Barcelona na liderança da Liga espanhola, continuando com um jogo a menos, e não sofreram golos pelo segundo jogo consecutivo, algo que não acontecia desde Janeiro.

JUVENTUS - MÓNACO

Juventus 1-1 Torino (Higuaín 90+2; Ljajić 52)
Gonzalo Higuaín, entrado na segunda parte, salvou a Juventus da derrota no derby de Turim, empatando aos dois minutos do tempo de compensação. O Torino jogou os últimos 33 minutos com menos um jogador, após a expulsão de Afriyie Acquah. No entanto, este empate quebrou a série de 33 vitórias caseiras consecutivas dos "bianconeri" na Serie A.

Nancy 0-3 Mónaco (Tobias Badila ag 3, Bernardo Silva 40, Lemar 86)
O Mónaco deu mais um passo importante rumo ao seu primeiro título da Ligue 1 desde 1999/2000, graças a uma exibição sólida frente ao Nancy, em que beneficiou de alguma sorte com um autogolo madrugador. Bernardo Silva terminou um jejum de 18 jogos sem marcar com um cabeceamento certeiro antes do intervalo. Na segunda parte, Thomas Lemar, que tinha feito o cruzamento para o golo do jogador protuguês, fechou as contas da partida. O Mónaco mantém os três pontos de vantagem sobre o Paris e tem um jogo em atraso.