Mónaco repõe vantagem no topo, Juventus dilata diferença

O Mónaco isolou-se novamente na liderança em França, enquanto Atlético e Manchester City venceram e a Juventus, apesar do empate, dilatou a vantagem no topo da Serie A.

Mónaco repõe vantagem no topo, Juventus dilata diferença
Mónaco repõe vantagem no topo, Juventus dilata diferença ©AFP

Segunda mão dos oitavos-de-final: terça-feira, 7 de Março
ARSENAL (1-5) BAYERN
Liverpool 3-1  Arsenal (Firmino 9, Mané 40, Wijnaldum 90+1; Welbeck 57)
O primeiro golo da época de Danny Welbeck na Premier League ameaçou trazer o Arsenal de volta ao jogo, mas os “gunners” acabaram por sofrer a quarta derrota nas últimas seis partidas em todas as competições.

Colónia 0-3 Bayern (Javi Martínez 25, Bernat 48, Ribéry 90)
Javi Martínez fez o seu primeiro golo desde Novembro de 2015 no triunfo que permitiu ao Bayern, líder da Bundesliga, aumentar para 16 a sua série de jogos sem perder em todas as competições. Renato Sanches não esteve nos 18 eleitos para o encontro.

NÁPOLES (1-3) REAL MADRID
Roma 1-2 Nápoles (Strootman 89; Mertens 26 50)
Dries Mertens bisou – os seus primeiros golos no espaço de um mês – elevando para 18 o total de tentos marcados esta época na Serie A. O Nápoles perdera os anteriores três jogos em todas as competições. Mário Rui foi suplente não utilizado na equipa romana.

Eibar 1-4 Real Madrid (Rubén Peña 72; Benzema 14 25, James Rodríguez 29, Asensio 60)
Karim Benzema marcara apenas numa ocasião nas últimas dez partidas antes de bisar logo a abrir na casa do Eibar. Os homens de Zinédine Zidane somam agora 46 jogos consecutivos a marcar em todas as competições. Pepe foi titular nos “merengues” e Bebé não saiu do banco na equipa da casa.

Quarta-feira, 8 de Março
BARCELONA (0-4) PARIS SAINT-GERMAIN
Barcelona 5-0 Celta (Messi 24 64, Neymar 40, Rakitić 57, Umtiti 61)
O Barcelona continua com um ponto de vantagem no topo da Liga espanhola após somar a 12.ª vitória nos últimos 15 jogos em todas as competições. Lionel Messi tem agora 23 golos em outros tantos encontros realizados na presente temporada.

Paris 1-0 Nancy (Cavani 80 gp)
O Paris soma 16 jogos sem perder em todas as competições, tendo vencido em 14 deles graças ao 37.º golo em 36 partidas de Edinson Cavanis na corrente época. O jogador uruguaio está agora apenas a um tento do seu melhor registo numa época, ao serviço do Nápoles, em 2012/13. Gonçalo Guedes foi titular.

DORTMUND (0-1) BENFICA
Dortmund 6-2 Leverkusen (Dembélé 6, Aubameyang 26 69, Pulišić 77, Schürrle 85, Raphaël Guerreiro 90+2; Volland 48, Wendell 74)
O Dortmund consumou a terceira vitória consecutiva na Bundesliga desde a derrota na primeira mão em Lisboa, dois golos de Pierre-Emerick Aubameyang elevam para 21 o seu número de tentos na primeira liga alemã esta época. Raphaël Guerreiro fechou a contagem.

Feirense 0-1 Benfica (Pizzi 42)
O Benfica manteve a liderança da Liga portuguesa graças ao sétimo triunfo seguindo em todas as competições. Pizzi não marcava desde Janeiro.

Terça-feira, 14 de Março
JUVENTUS (2-0) PORTO
Udinese - Juventus (Zapata 37; Bonucci 60)
O campeão italiano dispõe de oito pontos de vantagem na liderança apesar do empate com a Udinese. A série vencedora da Juve – que terminou com dez homens em campo – em todas as competições acabou em Udine, mas um cabeceamento de Leonardo Bonucci permitiu aos “bianconeri” dilatar a vantagem na sequência da vitória do Nápoles em casa da segunda classificada Roma. 

Porto 7-0 Nacional (Óliver Torres 31, Brahimi 45, André Silva 51 89, Soares 55 71, Layún 63)
Esta foi a maior goleada do Porto na Liga desde Janeiro de 1999 e a maior em qualquer competição em mais de cinco anos. Francisco Soares marcou oito golos nas últimas sete partidas.

LEICESTER (1-2) SEVILHA
Leicester 3-1 Hull (Fuchs 27, Mahrez 59, Huddlestone pb 90; Clucas 14)
O campeão da Premier League somou o segundo triunfo consecutivo desde a saída de Claudio Ranieri – sendo a segunda vitória nas últimas dez partidas – e está agora cinco pontos acima da zona de despromoção, à custa da equipa orientada por Marco Silva.

Alavés - Sevilha
Segunda-feira às 19h45.

Quarta-feira, 15 de Março
ATLÉTICO  (4-2) LEVERKUSEN
Atlético - Valência (Griezmann 10 83, Gameiro 48)
Antoine Griezmann bisou para chegar aos 20 golos esta época – registo que atingiu nas três épocas anteriores pelo Atlético – no regresso da sua equipa às vitórias em Espanha. Os homens de Diego Simeone, quartos classificados, mantêm-se um ponto à frente da Real Sociedad. João Cancelo foi titular nos visitantes.

Dortmund 6-2 Leverkusen (Dembélé 6, Aubameyang 26 69, Pulišić 77, Schürrle 85, Raphaël Guerreiro 90+2; Volland 48, Wendell 74)
O Leverkusen soma agora derrotas em cinco das últimas sete partidas em todas as competições; o golo de Kevin Volland foi apenas o seu segundo esta época.

MÓNACO (3-5) MANCHESTER CITY
Mónaco 4-0 Nantes (Mbappé 4 45+1, Germain 43, Fabinho 59 gp)
A equipa de Leonardo Jardim marcou quatro golos pela segunda vez esta semana e manteve a vantagem de três pontos no topo da Ligue 1. Com Bernardo Silva a titular e João Moutinho suplente utilizado, o avançado Kylian Mbappé bisou na partida contra a formação orientada por Sérgio Conceição, somando agora nove golos em outros tantos jogos em todas as competições.

Sunderland - Manchester City (Agüero 42; Sané 59)
Leroy Sané inspirou o City no regresso ao terceiro lugar da Premier League com Sergio Agüero a fazer o seu quinto golo nos últimos três jogos para a equipa de Josep Guardiola.