"Hat-trick" do implacável Agüero

Um "hat-trick" de Sergio Agüero e um golo do seu substituto, Kelechi Iheanacho, deram um triunfo fácil ao Manchester City sobre o Borussia Mönchengladbach.

Highlights: See Agüero hat-trick in City win
Highlights: See Agüero hat-trick in City win

O Manchester City entrou na fase de grupos da UEFA Champions League com uma vitória caseira sobre o Borussia Mönchengladbach, por 4-0, em partida do Grupo C que fora adiada 24 horas devido às condições climatéricas que se faziam sentir na terça-feira.

Josep Guardiola fez quatro alterações na equipa que venceu, no fim-de-semana, o Manchester City, começando por ambos os laterais e acabando na frente, onde Sergio Agüero regressou à equipa - encontra-se suspenso na Premier League. Ainda assim o City não se ressentiu e, logo aos oito minutos, já vencia por 1-0, com o inevitável Agüero a antecipar-se a Christensen ao primeiro poste, emendando cruzamento tenso e rasteiro de Aleksandr Kolarov, assim apontando o 300º golo da sua carreira.

A entrada dos "citizens" foi muito forte e os lances de perigo sucediam-se junto à área do Borussia. Fernandinho e Raheem Sterling quase marcaram em lances sucessivos, mas os remates de ambos saíram ao lado.

Só a partir dos 20 minutos o Borussia começou a aproximar-se da área contrária e Christoph Kramer quase marcou de cabeça, na sequência de um canto. Seguiu-se no lance sucedâneo um remate perigoso de Raffael travado com o corpo por John Stones.

O City voltou a acelerar e não demorou a marcar. Agüero bisou da marca de grande penalidade, a punir derrube de Kramer a Ilkay Gundogan sob a linha limite da área.

O treinador do Borussia tentou alterar o rumo das coisas ainda antes do intervalo, retirando o desastrado Kramer e lançando Julian Korb na partida e eis que os alemães ficaram, depois, perto de reduzir, tendo valido ao City uma espantosa defesa de Claudio Bravo a remate de Lars Stindl.

O City voltou a entrar forte no segundo tempo e Agüero viu Sommer fazer uma notável defesa, emendando um erro anterior, ao largar a bola na resposta a um remate fácil.

À entrada da última meia-hora, o City voltou a aumentar o ritmo após uma quebra natural. De Bruyne teve duas jogadas de bom nível, numa das quais, aos 72 minutos, a isolar Sterling, que falhou o aparentemente mais fácil. Ficou na cara de Sommer, tentou rematar por entre as pernas do guarda-redes suíço que, no entanto, susteve o remate.

Quem não falhou foi Agüero, e apontou o seu "hat-trick" aos 77 minutos, após receber um passe de ruptura de Sterling, "driblar" Sommer antes de empurrar para a baliza. Já em período de descontos, o jovem Kelechi Iheanacho, que rendera Agüero para a ovação, só teve encostar a bola às redes, depois de uma combinação de De Bruyne com o também substituto Leroy Sané, que fez o passe de bandeja para o nigeriano.