Como se enquadra Alcácer no temível ataque do Barcelona

Com Paco Alcácer finalmente apresentado no Barcelona, oriundo do Valência, o UEFA.com olha para como se irá enquadrar na equipa o jovem avançado espanhol.

Paco Alcácer apresentado em Camp Nou
Paco Alcácer apresentado em Camp Nou ©Getty Images

O Barcelona passou grande parte do Verão a procurar no mercado o avançado mais adequado a completar o seu trio atacante de mundial. E essa exaustiva demanda terminou, enfim, com a contratação de Paco Alcácer ao Valência, com o internacional espanhol a assinar com a turma catalã um contrato válido por cinco temporadas, a 30 de Agosto, dia do seu 23º aniversário.

O tridente "MSN" do Barça, composto por Lionel Messi, Luis Suárez e Neymar, assinou, em conjunto, 254 golos na soma das duas últimas épocas. Mas, apesar de ter de discutir a titularidade com estrelas como estas poder ser algo que atormentaria muitos avançados, Alcácer sabe bem o que é ter de lutar por um lugar.

O jogador de 22 anos enfrentou sempre forte concorrência no Valência e na selecção espanhola, mas nunca se amedrontou, continuando a trabalhar sempre mais. E mostrou já capacidade para responder à altura sempre que é chamado, como o comprovam os 24 golos que soma em 51 jogos como titular na Liga espanhola nas duas últimas épocas e os cinco golos por Espanha no apuramento para o UEFA EURO 2016, sendo o melhor marcador dos então campeões europeus nessa fase de qualificação.

Essa arte de Alcácer de tirar o máximo partido de cada momento será mais do que nunca colocada à prova no Barcelona, sobretudo tendo Neymar, Suárez e Messi, todos eles, uma capacidade física que lhes permite estarem quase sempre a 100 por cento e raramente necessitarem de descansar. Efectivamente, na época passada o número de jogos disputados pelos três somados entre si foi de 100 em 114 possíveis na Liga espanhola e de 25 em 30 na UEFA Champions League.

Paco Alcácer é já presença assídua na selecção de Espanha
Paco Alcácer é já presença assídua na selecção de Espanha©AFP/Getty Images

Mas o assalto do Barça às três frentes - Liga espanhola, Taça de Espanha e UEFA Champions League irá, inevitavelmente, obrigar a muito esforço e o colapso repentino da equipa na época passada em meados de Abril, quando os catalães perderam três jogos conseguidos na Liga espanhola e foram afastados da Europa pelo Atlético de Madrid, mostrou a necessidade de ter sangue fresco na frente.

A turma de Luis Enrique raramente tem dificuldades em criar ocasiões de golo, mas finalizá-las foi-se tornando mais complicado à medida que a época passada foi avançando e o cansaço começou a aparecer. Nem todos os jogadores têm capacidade para se encaixarem um sistema tão enraizado como o do Barça, mas a incansável capacidade de trabalho de Alcácer ajudará a abrir as defesas adversárias. E, igualmente importante, a sua capacidade de aproveitar a menor das oportunidades num jogo mais intenso poderá acabar por fazer a diferença na luta da equipa por erguer todos os troféus possível.

©Getty Images
©AFP/Getty Images
©AFP

O Barcelona levou todo o Verão para encontrar a forma de melhorar aquele que era já o mais poderoso ataque da Europa, mas juntar Alcácer ao seu leque de goleadores poderá ter mesmo sido a aposta certa..