Jonas antevê dificuldades para o Benfica frente ao Zenit

Autor do golo que desbloqueou o nulo entre Benfica e Zenit, o avançado brasileiro Jonas perspectiva a viagem da equipa à Rússia e antevê "muitas dificuldades".

Jonas após marcar o golo da vitória do Benfica na primeira mão
Jonas após marcar o golo da vitória do Benfica na primeira mão ©AFP/Getty Images

Autor do único golo da primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League frente ao Zenit, marcado já nos descontos, o avançado brasileiro Jonas, do Benfica, falou ao UEFA.com sobre a importância desta competição para o clube português e para os seus jogadores.

UEFA.com: Quão importante é para si jogar na UEFA Champions League?

Jonas: Para mim, é a melhor competição na Europa. Tem um ambiente diferente das outras competições. Para um  jogador, é importante participar nesta competição. Todos querem jogar, o mundo inteiro assiste e é um privilégio poder fazer parte dela. Quando era novo vi-a na televisão, nomeadamente os jogos que tinham brasileiros a jogar, como Ronaldo, Ronaldinho, Rivaldo...

UEFA.com: Como descreveria o seu papel nesta equipa do Benfica?

Jonas: O meu papel, tal como o de todos os outros jogadores, é exibir-me a um bom nível nesta competição e cumprir a minha tarefa correctamente. Chegar aos quartos-de-final seria um grande feito não só para nós jogadores como para o clube. Tivemos muito sucesso na fase de grupos e conseguimos concretizar o nosso objectivo porque desde o início da época que estabelecemos como objectivo chegar à fase a eliminar.

Veja o golo de Jonas ao cair do pano
Veja o golo de Jonas ao cair do pano

UEFA.com: Chegou aos oitavos-de-final com o Valência em 2013; pode fazer melhor esta equipa do Benfica?

Jonas: Nessa época, no Valência, tínhamos uma grande equipa, mas calhou-nos o Paris Saint-Germain no sorteio, equipa que tinha acabado de investir e que por isso tinha excelentes jogadores - perdemos 2-1 em casa e empatámos 1-1 fora - mas fizemos-lhes frente. Este duelo com o Zenit é muito mais equilibrado.

O Zenit tem jogado bom futebol, faz sempre boas campanhas na sua liga e na Champions League fez uma boa fase de grupos. Espero que possamos passar. Temos mais hipóteses de chegar aos quartos-de-final agora do que tive na altura com o Valência.

 UEFA.com: O que é que significa, para um clube como o Benfica, ter sucesso na UEFA Champions League?

Witsel e Garay em exclusivo: Zenit conhece bem o Benfica
Witsel e Garay em exclusivo: Zenit conhece bem o Benfica

Jonas: Toda a gente sabe da importância desta competição para o clube em termos financeiros, mas também em termos de prestígio. O Benfica quer ter sucesso em todas as competições em que participa e a Champions League não é diferente. O objectivo que estabelecemos no início da temporada foi passar a fase de grupos e, a partir daí, encarar jogo a jogo. Quem sabe possamos surpreender e chegar à próxima fase...

UEFA.com: A fase a eliminar requer uma mentalidade diferente?

Jonas: Sim, porque é matar ou morrer. É diferente de jogar seis jogos na fase de grupos, são apenas dois jogos nos quais não se pode baixar a guarda ou isso pode custar-nos a qualificação. É preciso dobrar a concentração. O jogo na Rússia vai ser muito complicado, especialmente devido às condições climatéricas, que podem ter uma grande influência no jogo. Eles estão habituados a jogar num clima frio, nós não. Por isso, muitas dificuldades!