Kampl e Çalhanoğlu sobre a eliminação do Leverkusen

"É extremamente decepcionante", disse Kevin Kampl, enquanto Hakan Çalhanoğlu reflectiu sobre o que poderia ter sido após o Leverkusen ter sido ultrapassado pela Roma no segundo lugar do Grupo E.

Leverkusen reflecte sobre a eliminação
Leverkusen reflecte sobre a eliminação ©Getty Images

Como foi o caso em toda a sua campanha na UEFA Champions League, o Bayer Leverkusen ficou a pensar como poderia ter acontecido após defrontar o Barcelona, na quarta-feira.

A equipa da Bundesliga teria de bater o vencedor do Grupo E para ter possibilidades de rumar aos oitavos-de-final pelo terceiro ano consecutivo; Javier Hernández marcou a meio da primeira parte para anular a vantagem nascida do golo inaugural de Lionel Messi mas, apesar da pressão contínua, o Leverkusen não foi além do empate 1-1.

E, para tornar mais azeda a noite dos “werkself”, o empate 0-0 da Roma na recepção ao BATE Borisov significou que apenas mais um golo teria selado a qualificação do Leverkusen para a fase a eliminar. Contudo, não foi assim que sucedeu, pois a combinação de uma finalização sem sucesso e o desempenho do melhor jogador em campo, guarda-redes alemão do Barcelona, Marc-André ter Stegen, atiraram os locais para o terceiro lugar no grupo e para os 16 avos-de-final da UEFA Europa League .

“É, obviamente, muito desapontante não termos conseguido chegar ao segundo golo”, disse Hakan Çalhanoğlu. “Penso que falhámos isso um pouco por falta de sorte, mas merecemos elogios pelo nosso desempenho. Tivemos muitas oportunidades na segunda parte, na qual deveríamos ter feito um pouco mais.”

Resumo: Leverkusen 1-1 Barcelona
Resumo: Leverkusen 1-1 Barcelona

O próprio Çalhanoğlu,desperdiçou uma grande oportunidade logo após o intervalo, enquanto Karim Bellarabi viu ser-lhe negado por mais do que uma vez o golo por um excelente Ter Stegen, que fez uma exibição majestosa na segunda parte, acabando com uma defesa soberba, junto ao poste, nos momentos finais, a frustra o tento a Hernández.

“Só após o jogo soubemos que a Roma havia empatado 0-0”, lamentou Kevin Kampl. “Tivemos várias grandes oportunidades. Se as tivéssemos aproveitado, estaríamos nos oitavos-de-final. É extremamente desapontante, mas estamos contentes por poder seguir para a Europa League e mostrámos que esta equipa tem futebol com qualidade.”

O Leverkusen mostrou de forma esporádica o potencial do seu futebol ao longo da campanha no grupo, por vezes jogando um futebol entusiasmante, mas que se revelou com frequência insuficiente - mais visível nos dois jogos contra a Roma, que terminaram com empate 4-4 em casa e derrota por 3-2 fora.