PSV de volta à luta ao bater o Wolfsburgo

PSV 2-0 Wolfsburgo
Golos de Jürgen Locadia e Luuk de Jong na segunda parte permitiram ao PSV subir ao segundo posto do Grupo B.

0311_MD4_PSV-W_AMB
0311_MD4_PSV-W_AMB
  • Jürgen Locadia inaugura o marcador, dez minutos após o intervalo
  • Luuk de Jong confirma o triunfo aos 86 minutos
  • Treinador dos visitantes, Dieter Hecking, não consegue vergar o PSV
  • Campeão holandês desforra-se da derrota por 2-0 sofrida em Wolfsburgo
  • Próximos jogos: CSKA Moskva - Wolfsburgo, Man. United - PSV (25 de Novembro)

O PSV Eindhoven reavivou as suas ambições no Grupo B da UEFA Champions League ao bater o Wolfsburgo com dois golos na segunda parte, assinados por Jürgen Locadia e Luuk de Jong, desforrando-se assim da derrota pelos mesmos números sofrida no terreno do adversário, na terceira jornada.

O importante triunfo dos anfitriões começou a ser desenhado à passagem do minuto 55 e a turma holandesa ocupa agora o segundo posto no Grupo B, à frente do Wolfsburgo – que era primeiro classificado à entrada para esta jornada – graças à diferença de golos e um ponto atrás do agora líder Manchester United.

Jeffrey Bruma foi o primeiro a tentar a sua sorte no jogo, com um remate de longe que obrigou Diego Benaglio a aplicar-se. Na outra baliza, Jeroen Zoet também teve de mostrar o seu valor para negar o golo a Bas Dost quando este lhe surgiu pela frente, numa altura em que os visitantes iam desfrutando de mais tempo de posse de bola, ainda sem que conseguissem criar muito perigo. De facto, a melhor ocasião de golo dos primeiros 45 minutos apenas chegou quase em cima do intervalo e pertenceu aos homens da casa, valendo à turma forasteira uma bonita defesa de Benaglio, após remate de Locadia.

Jürgen Locadia coloca o PSV em vantagem
Jürgen Locadia coloca o PSV em vantagem©Getty Images

Perto da hora de jogo, porém, o encontro ganhou outra velocidade. O capitão De Jong colocou a bola nas costas da defesa do Wolfsburgo, isolando Locadia, que de pé esquerdo não perdoou. O Wolfsburgo procurou reagir, mas os campeões holandeses passaram a apostar no contra-ataque e mostraram-se sempre mais perigosos.

O português Vieirinha saltou do banco para o lugar de André Schürrle, Nicklas Bendtner substituiu Dost e Julian Draxler entrou em campo por troca com Josuha Guilavogui, no tudo por tudo da formação da Bundesliga. Mas as melhores oportunidades iam pertencendo ao PSV, com Adam Maher a cabecear ligeiramente por cima.

Aguentando-se confortavelmente na defesa, os pupilos de Phillip Cocu acabaram por selar mesmo a conquista dos três pontos a quatro minutos dos 90. Andrés Guardado fez a assistência a partir do flanco esquerdo, De Jong levou a melhor sobre a defesa do Wolfsburgo, surgiu na cara de Benaglio e tocou a bola sobre o guarda-redes suíço.

©Getty Images
©Getty Images
©Getty Images
©AFP/Getty Images
©AFP/Getty Images
©Getty Images
©Getty Images
©AFP/Getty Images
©AFP/Getty Images
©Getty Images
©AFP/Getty Images