O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Juan Mata cada vez mais influente no Manchester United

Juan Mata disse ao UEFA.com que se está a sentir muito bem e que espera que o momento de forma se prolongue, isto após ser decisivo na vitória do United sobre o Wolfsburgo.

Juan Mata festeja o triunfo no final
Juan Mata festeja o triunfo no final ©Getty Images

Não foi preciso a confirmação de Louis van Gaal sobre o facto de ser ele o marcador oficial de penaltis do Manchester United para se perceber o importante estatuto que Juan Mata tem em Old Trafford, pois o que se passou contra o Wolfsburgo, na noite de quarta-feira foi disso prova.

O internacional espanhol de 27 anos fez a diferença entre o United vencer ou perder o segundo encontro do Grupo B, pois foi seu o centro que Daniel Caligiuri cortou com a mão e do qual resultaria a grande penalidade que ele - em vez de Wayne Rooney – bateria para empatar o encontro, naquele que foi o seu quarto golo em sete jogos, ocorrido depois do tento inaugural de Caligiuri. A seguir foi sua a assistência que desposicionou por completo a defesa do Wolfsburgo e que permitiu que Chris Smalling fizesse o golo da vitória.

Esse foi o momento mágico de Mata no encontro, conforme o próprio admitiu no final. "A bola veio para mim e tive a sensação que alguém poderia estar ao segundo poste e o Chris fez o resto da melhor maneira", disse ao UEFA.com. Com efeito, o seu desempenho raiou a perfeição nos 90 minutos – a estatística oficial pós-jogo da UEFA mostrou que teve uma percentagem de 95 passes acertados.

"A verdade é que me estou a sentir muito bem agora", disse Mata. "Espero que este momento continue e que possa continuar neste registo. Estou a desfrutar dele, a equipa está a ganhar e estamos em boa forma."

Resumo: Mata contra o Wolfsburgo
Resumo: Mata contra o Wolfsburgo

Se Mata foi a inspiração, o United precisou também de ser resiliente, em especial quando o Wolfsburgo se acercou da sua área, no final, em busca do empate ante uma formação cujos níveis físicos caíram, segundo Mata. "Estávamos muito cansados", admitiu.

O defesa Daley Blind foi elogioso para com o desempenho de Mata, decisivo na quarta vitória seguida do United em todas as competições. "É uma alegria ver Mata jogar", disse o holandês. "Ele é um grande jogador, um tipo fantástico, muito importante para nós e para a equipa."

Contudo, Blind acrescentou que foi preciso um grande trabalho de equipa para o United se estrear a pontuar no Grupo B. "Penso que na primeira parte jogámos um bom futebol e tivemos boas ocasiões", disse. "Na segunda tivemos de sofrer para somar os três pontos."