Chelsea goleia Maccabi e entra a ganhar

Chelsea 4-0 Maccabi Tel-Aviv
Eden Hazard falhou um penalty antes dos golos de Willian, Oscar, Diego Costa e Cesc Fàbregas terem dado a vitória à equipa de José Mourinho.

Willian (à direita) saudado por Abdul Rahman Baba (ao centro) e por Gary Cahill
Willian (à direita) saudado por Abdul Rahman Baba (ao centro) e por Gary Cahill ©AFP/Getty Images

    Chelsea com início enfático no Grupo G ao golear Maccabi Tel-Aviv por 4-0
    Eden Hazard falha penalty ao sexto minuto
    Willian e Oscar – o último de penalty – marcam antes do intervalo
    Diego Costa e Cesc Fàbregas asseguram segunda vitória da época para os ”blues"
    Próximos jogos: Maccabi - Dynamo Kyiv, Porto - Chelsea (29 de Setembro)

O Chelsea superou o desafio colocado pelo Maccabi Tel-Aviv e voltou a sorrir em Stamford Bridge após um início de época difícil.

O penalty desperdiçado logo aos seis minutos por Eden Hazard sugeria o contrário, mas Wilian, de livre directo, depressa colocou os locais a vencer; e a partir de então tudo se revelou mais simples.

O Chelsea dispôs de uma valiosa oportunidade para abrir o marcador quando Willian, acorrendo a um passe longo de Loic Remy, caiu na área em lance com Predrag Rajković. Hazard, na cobrança do penalty, atirou para a bancada.

E se o Maccabi pensou que, decorrente disto, esta iria ser a sua noite, depressa foi colocado no seu devido lugar, um livre directo de Willian entrou junto ao poste mais afastado, com Rajković a reagir tardiamente. Contudo, a noite do brasileiro terminou cedo, acabando rendido, lesionado, por Diego Costa.

Alguns momentos de falta de determinação na defesa dos locais abriram a porta à reacção do Maccabi, a maior delas aos 31 minutos quando um livre de Nikola Mitrović chegou até Eran Zahavi, que cabeceou por alto.

Diego Costa, pouco visto, até a data, esta época, voltou disposto a mostrar o seu valor. E esteve no lance da grande penalidade antes do intervalo – após uma das suas típicas arrancadas - e Oscar não falhou o pontapé.

Um remate de Avraham Rikan lembrou ao Chelsea que ainda não era tempo de relaxar mas quando Costa consumou o passe aéreo de Fàbregas com um sumptuoso remate em arco, os pontos ficaram assegurados. Fàbregas fechou o marcador com uma finalização à boca da baliza a 12 minutos do fim.

©AFP/Getty Images
©AFP/Getty Images
©AFP/Getty Images
©Getty Images
©AFP/Getty Images
©Getty Images
©Getty Images