O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Leverkusen demasiado forte para a Lázio

Leverkusen 3-0 Lázio (total: 3-1)
Os alemães anularam o défice da primeira mão, com os golos de Hakan Çalhanoğlu, Admir Mehmedi e Karim Bellarabi a ditarem o apuramento para a fase de grupos.

Os jogadores do Leverkusen festejam o apuramento
Os jogadores do Leverkusen festejam o apuramento ©AFP/Getty Images

Golos de Hakan Çalhanoğlu, Admir Mehmedi e Karim Bellarabi ditaram o apuramento do Bayer Leverkusen para a fase de grupos da UEFA Champions League, a expensas de uma Lázio reduzida a dez elementos.

Num início de jogo bastante aberto, o guarda-redes da equipa da casa, Bernd Leno, foi lesto a sair-se aos pés de Keita, antes de Karim Bellarabi ter tido um forte remate rasteiro ao lado, na área oposta. A toada frenética do encontro não dava sinais de abrandar à medida que a primeira parte se ia desenrolando, com Hakan a ficar perto do golo em duas ocasiões, ambas com bons remates de fora da área. O primeiro passou a um metro do alvo, enquanto Etrit Berisha só conseguiu sacudir o segundo, evitando que Wendell recargasse com sucesso.

Em seguida, Dušan Basta causou muitas dificuldades a Leno com um remate em zona perigosa, mas Stefan Kiessling quase levantou a BayArena a meio da primeira parte, quando o seu cabeceamento a cruzamento de Hakan foi devolvido pela trave. No entanto, cinco minutos antes do intervalo, o Leverkusen chegaria mesmo ao golo. Após várias carambolas na área, a bola ficou à disposição de Hakan, que bateu Berisha com um remate forte, empatando a eliminatória a 1-1.

Entusiasmado pela sua vantagem, o Leverkusen entrou muito forte na segunda parte e duplicou a sua vantagem na noite através de Mehmedi, que mostrou excelente condição física para resistir ao seu marcador directo antes de rematar forte para o fundo das redes.

A introdução de Ricardo Kishna pareceu trazer outra acutilância ao futebol da Lázio, mas os visitantes sofreriam um rude golpe às suas aspirações quando Maurício foi expulso, ao ver um segundo cartão amarelo.

O golo de Bellarabi, o terceiro da noite para o Leverkusen, foi superiormente construído pelo substituto Julian Brandt e trouxe um outro brilho ao conjunto alemão, que se apurou para a fase de grupos pela décima vez na sua história.