Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Morata pode igualar Desailly, Paulo Sousa e Eto'o

Se Álvaro Morata ajudar a Juventus a vencer em Berlim junta-se a Marcel Desailly, Paulo Sousa e Samuel Eto'o, vencedores da prova em anos seguidos por clubes diferentes.

Depois de festejar em Lisboa, na época passada, irá Álvaro Morata repetir o feito em Berlim?
Depois de festejar em Lisboa, na época passada, irá Álvaro Morata repetir o feito em Berlim? ©Sportsfile

Caso Álvaro Morata ajude a Juventus a vencer a final da UEFA Champions League, no sábado, o espanhol junta-se a um grupo restrito de jogadores que ganharam o troféu em temporadas sucessivas por clubes diferentes.

Há um ano, em Lisboa, Morata saiu do banco de suplentes aos 79 minutos, numa altura em que o Real Madrid CF perdia por 1-0 com o Club Atlético de Madrid. O Real Madrid acabou por fazer o empate e vencer o encontro por 4-1, após prolongamento, naquele que acabaria por ser o último encontro de Morata pelo clube, tendo rumado a Itália no Verão. Ao serviço da Juventus já venceu a "dobradinha" e segue-se agora a partida frente ao FC Barcelona, em Berlim, depois de nas meias-finais ter ajudado a eliminar o emblema onde foi formado.

Caso o avançado de 22 anos faça parte de um eventual triunfo da Juve na capital alemã, vai juntar-se a três jogadores que defenderam com sucesso o título de campeão europeu depois de trocarem de clube. Gerard Piqué também poderia estar nessa lista, mas não jogou pelo Manchester United FC na final de 2008, em Moscovo, um ano antes de ajudar o Barcelona a derrotar os "red devils", em Roma.

Desailly festeja o golo apontado na final de 1994
Desailly festeja o golo apontado na final de 1994©Getty Images

Marcel Desailly (Olympique de Marseille 1993, AC Milan 1994)
Só após a criação da UEFA Champions League é que um jogador venceu a Taça dos Clubes Campeões Europeus dois anos seguidos com equipas diferentes. Com efeito, tal aconteceu na segunda temporada da renovada competição. Em 1993, Desailly fazia parte da defesa do Marselha que em Munique derrotou, por 1-0, o AC Milan, clube para onde foi na época seguinte. Um ano depois, Desailly estava em Atenas numa final inesquecível, em que o Milan goleou o Barcelona por 4-0, sendo seu o derradeiro golo, depois de uma arrancada desde o meio-campo.

Veja: Paulo Sousa bate a Juve
Veja: Paulo Sousa bate a Juve

Paulo Sousa (Juventus 1996, Borussia Dortmund 1997)
Se Desailly derrotou a futura equipa numa final, Paulo Sousa bateu a equipa com quem ganhara a prova na época anterior. Jogou 57 minutos na final de 1996, na qual a Juventus venceu o AFC Ajax por 4-2, no desempate por grandes penalidades, depois de um empate a um em Roma. Sousa ingressou no Dortmund, campeão alemão, que foi até à final de Munique, onde derrotou a Juve por 3-1, com o médio português a cumprir os 90 minutos, apesar de uma temporada fustigada por lesões.

Samuel Eto'o (FC Barcelona 2009, FC Internazionale Milano 2010)
Eto'o foi titular, juntamente com Piqué, na final de 2009, e foi o internacional camaronês quem inaugurou o marcador na vitória por 2-0, depois de também ter marcado na final de 2006, quando o Barcelona derrotou o Arsenal FC por 2-1. Finda a época, no entanto, Eto'o rumou ao Inter, por troca com Zlatan Ibrahimović. Defrontou o Barça quatro vezes em 2009/10, duas na fase de grupos e, depois, na inesquecível meia-final que colocou o Inter na final com o FC Bayern München, no recinto de outro dos antigos clubes de Eto'o, o Santiago Bernabéu, em Madrid. Um trunfo por 2-0 deu aos italianos o título europeu que escapava à equipa de José Mourinho há 45 anos, e Eto'o tornou-se no único jogador a conquistar uma "tripla" de troféus - UEFA Champions League, campeonato e taça - em épocas seguidas. Nem Morata poderá repetir esse feito em Berlin.

Topo