O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Tévez e Morata falam em "grande noite" da Juve

A vitória da Juventus na primeira mão da meia-final deveu-se a Carlos Tévez e Álvaro Morata, autores de dez dos seus 15 golos na prova, incluindo os dois que derrubaram o Real Madrid.

Álvaro Morata e Carlos Tévez combinaram de forma soberba
Álvaro Morata e Carlos Tévez combinaram de forma soberba ©AFP/Getty Images

Carlos Tévez falou de uma “grande noite” pessoal e para a Juventus depois de ele e o companheiro no ataque, Álvaro Morata, terem assegurado aos “bianconeri” uma vantagem magra para o jogo da segunda mão da UEFA Champions League, na próxima semana, frente ao Real Madrid CF.

“Fizemos um jogo excelente” disse na terça-feira ao UEFA.com o internacional argentino após o triunfo da Juventus por 2-1. “Merecemos a vitória, é um resultado importante para nós. Mas agora teremos de jogar em Madrid com a mesma determinação, concentração, vontade de vencer e de nos impormos. Nada mudou no que toca às possibilidades de seguir em frente.”

Todavia, foi Morata, antigo jogador do Real Madrid, quem colocou a Juve em vantagem aos oito minutos, numa conclusão junto ao poste após Iker Casillas ter desviado o remate de Tévez. Cristiano Ronaldo – quem mais? – respondeu para os visitantes, com Tévez a manter o trabalho incansável pelo objectivo para, pouco antes da hora de jogo, converter uma grande penalidade a castigar falta sobre si de Dani Carvajal na área.

Carlos Tévez mantém a frieza no penalty
Carlos Tévez mantém a frieza no penalty©Getty Images

Foi o seu sétimo golo esta época nas provas europeias, o que é notável se pensarmos que até Setembro não marcava há cinco anos na UEFA Champions League, competição que venceu em 2008 pelo Manchester United FC.

Entre eles, Tévez e Morata marcaram dez dos 15 golos do campeão de Itália na prova. Não admira, por isso, que o jogador de 31 anos tenha elogiado o colega no ataque na véspera da primeira mão. “O Morata evoluiu muito depressa nos últimos meses e está pronto para os grandes jogos – ele não vai sentir a pressão.”

O internacional espanhol, de 22 anos, rapidamente justificou o elogio. “Não foi um golo excelente mas foi uma grande vitória”, disse Morata do seu golo madrugador. “No entanto, ainda não ganhámos nada – vamos para a segunda mão como se estivesse 0-0, tentando vencer outra vez. Sei que vai ser difícil, vamos ter de fazer um jogo perfeito, ainda melhor que o de hoje. Eles são a melhor equipa do mundo.”

A Juventus festeja após ficar em vantagem por 2-1
A Juventus festeja após ficar em vantagem por 2-1©AFP/Getty Images