O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Retrospectiva do Barcelona - Bayern

Josep Guardiola regressa ao palco onde brilhou como jogador e treinador, por ocasião da visita do Bayern ao terreno do Barcelona na primeira mão das meias-finais.

Retrospectiva: Barcelona - Bayern ©Getty Images

Josep Guardiola regressa ao palco onde brilhou como jogador e treinador, por ocasião da visita do FC Bayern München ao terreno do FC Barcelona na primeira mão das meias-finais da UEFA Champions League.

• O reencontro de Guardiola com o clube onde conquistou três títulos de campeão europeu vai dominaras primeiras páginas dos jornais no lançamentos do encontro, mas o pensamento do Barcelona estará igualmente também em desforrar-se da derrota por 7-0 no conjunto das duas mãos sofrida há dois anos ante o Bayern, também nas meias-finais.

• As duas equipas mostraram a sua qualidade nos quartos-de-final, com o Barcelona a deixar pelo caminho o Paris Saint-Germain FC com um total de 5-1 e o Bayern a dar, com uma vitória por 6-1 em Munique, a volta a uma desvantagem de 3-1 trazida da primeira mão frente ao FC Porto.

Encontros anteriores
• O Bayern venceu três dos quatro anteriores embates com o Barcelona no Camp Nou, o último dos quais por 3-0, nas meias-finais de 2012/13. 

• Treinada por Juup Heynckes, a turma de Munique, que acabaria por erguer o troféu, tinha já vencido por 4-0 na partida da primeira mão, com dois golos de Thomas Müller, um de Mario Gomez e outro de Arjen Robben. Robben e Müller voltaram a factura, depois, na Catalunha, com Gerard Piqué a marcar pelo meio na própria baliza.

• As equipas nessa partida da segunda mão, a 1 de Maio de 2013, foram:
Barcelona: Valdés, Alves, Bartra (Montoya 87), Piqué, Adriano, Song, Xavi (Sánchez 55), Iniesta (Alcántara 64), Villa, Fàbregas, Pedro.
Bayern: Neuer, Lahm (Rafinha 77), Boateng, Van Buyten, Alaba, Martínez (Tymoshchuk 74), Schweinsteiger (Luiz Gustavo 66), Robben, Müller, Ribéry, Mandžukić.

• O Bayern venceu também a outra anterior meia-final disputada entre os dois clubes, então com 4-3 no conjunto das duas mãos, em 1995/96, dessa feita rumo à conquista da Taça UEFA. A turma bávara, na altura orientada por Otto Rehhagel, empatou 2-2 na Alemanha antes de vencer por 2-1 no terreno de um Barcelona que contava na equipa com Guardiola e Carles Busquets, pai de Sergio.

• Guardiola era treinador do Barcelona no único triunfo dos catalães sobre o Bayern em eliminatórias a duas mãos, nos quartos-de-final da UEFA Champions League 2008/09. Lionel Messi marcou por duas vezes na vitória por 4-0 da primeira mão, em Camp Nou, antes do empate 1-1 registado no segundo jogo, em Munique.

• Luis Enrique fazia parte da equipa do Barcelona quando esta venceu por 1-0 em casa do Bayern na fase de grupos da edição de 1998/99. O Bayern deu, depois, a volta ao resultado para vencer por 2-1 em Camp Nou, onde iria regressar alguns meses mais tarde, para perder a final frente ao Manchester United FC.

Retrospectiva

Barcelona
• Quatro vezes campeão europeu de clubes, o Barcelona procura a sua oitava presença em finais.

• O Barcelona venceu os cinco jogos que disputou em casa esta temporada na UEFA Champions League, tendo nos quartos-de-final batido no seu terreno o Paris Saint-Germain por 2-0. A turma catalã não perde em casa desde a derrota com o Bayern, em 2013 – essa foi mesmo a sua única derrota nos últimos 32 jogos em casa na UEFA Champions League, nos quais somou 25 vitórias.

• Os "blaugrana" contam com um registo caseiro de 19V 1E 7D frente a formações da Bundesliga. Messi marcou cinco golos – feito inédito em eliminatórias da UEFA Champions League – quando o Barcelona bateu o Bayer 04 Leverkusen por 7-1 nos oitavos-de-final de 2012/13.

• O Barça venceu 13 dos 18 embates a duas mãos que já disputou com equipas alemãs, incluindo triunfos em meias-finais frente ao Hamburger SV, na Taça dos Campeões Europeus de 1960/61, e sobre o 1. FC Köln, na Taça dos Vencedores das Taças de 1968/69.

• O Barcelona está na sua sétima meia-final da UEFA Champions League em oito épocas.

• Venceu seis das anteriores 14 meias-finais que disputou até à data na Taça dos Campeões:
0-7 frente ao FC Bayern München, 2012/13 (0-4 f, 0-3 c)
2-3 frente ao Chelsea FC, 2011/12 (0-1 f, 2-2 c)
3-1 frente ao Real Madrid CF, 2010/11 (2-0 f, 1-1 c)
2-3 frente ao FC Internazionale Milano, 2009/10 (1-3 f, 1-0 c)
1-1 frente ao Chelsea FC, won on away goals, 2008/09 (0-0 c, 1-1 f)
0-1 frente ao Manchester United FC, 2007/08 (0-0 c, 0-1 f)
1-0 frente ao AC Milan, 2005/06 (1-0 f, 0-0 c)
1-3 frente ao Real Madrid CF, 2001/02 (0-2 c, 1-1 f)
3-5 frente ao Valencia CF, 1999/2000 (1-4 f, 2-1 c)
3-0 frente ao FC Porto, 1993/94 (3-0 f)
3-3 frente ao IFK Göteborg, venceu 5-4 nos penalties, 1985/86 (0-3 f, 3-0 c)
2-3 frente ao Leeds United AFC, 1974/75 (1-2 f, 1-1 c)
1-0 frente ao Hamburger SV, 1960/61 (1-0 f, 1-2 c, 1-0 jogo de desempate)
2-6 frente ao Real Madrid CF, 1959/60 (1-3 f, 1-3 c)
* O Barcelona apurou-se para a final de 1991/92 como vencedor do seu grupo da fase de grupos.

Bayern
• Cinco vezes campeão europeu de clubes, o Bayern procura a sua décima primeira presença em finais.

• A turma bávara sofreu uma derrota por 5-0 no conjunto das duas mãos frente ao Real Madrid CF nesta mesma fase da prova na última época, mas venceu cinco das sete meias-finais da Taça dos Campeões disputadas frente a oponentes espanhóis.

• O seu registo global frente a adversários de Espanha em embates a duas mãos nas provas de clubes da UEFA é de 9V 7D.

• O Bayern empatou um e perdeu dois dos três últimos jogos que disputou fora na UEFA Champions League; nos quartos-de-final perdeu por 3-1 no terreno do Porto. O seu último triunfo fora teve lugar em Outubro, por 7-1, em casa da AS Roma.

• O registo do Bayern fora de casa frente a equipas espanholas é de 6V 5E 11D.

• Esta é a quarta presença do Bayern em meias-finais nas últimas cinco épocas. O seu registo global em meias-finais da Taça dos Campeões é de nove apuramentos e quatro eliminações.
0-5 frente ao Real Madrid CF, 2013/14 (0-1 f, 0-4 c)
7-0 frente ao FC Barcelona, 2012/13 (4-0 c, 3-0 f)
3-3 frente ao Real Madrid CF 3-3, vitória por 3-1 nos penalties, 2011/12 (2-1 c, 1-2 f)
4-0 frente ao Olympique Lyonnais, 2009/10 (1-0 c, 3-0 f)
3-1 frente ao Real Madrid CF, 2000/01 (1-0 f, 2-1 c)
2-3 frente ao Real Madrid CF, 1999/2000 (0-2 f, 2-1 c)
4-3 frente ao FC Dynamo Kyiv, 1998/99 (3-3 f, 1-0 c)
2-5 frente ao AFC Ajax, 1994/95 (0-0 c, 2-5 f)
3-4 frente ao FK Crvena zvezda, 1990/91 (1-2 c, 2-2 f)
2-2 frente ao AC Milan 2-2, derrotado nos golos fora, 1989/90 (0-1 f, 2-1 c)
4-2 frente ao Real Madrid CF, 1986/87 (4-1 c, 0-1 f)
7-4 frente ao PFC CSKA Sofia, 1981/82 (3-4 f, 4-0 c)
1-1 frente ao Liverpool FC, 1-1, lost on away goals, 1980/81 (0-0 f, 1-1 c)
3-1 frente ao Real Madrid CF, 1975/76 (1-1 f, 2-0 c)
2-0 frente ao AS Saint-Étienne, 1974/75 (0-0 f, 2-0 c)
4-1 frente ao Újpest FC, 1973/74 (1-1 f, 3-0 c)

• O Bayern bateu o Club Atlético de Madrid na final de 1973/74 da Taça dos Campeões Europeus e o Valencia CF, nos penalties, na final de 2000/01 da UEFA Champions League.

Ligações entre treinadores e jogadores
• Nos quatro anos de ouro que passou ao leme do Barcelona, entre 2008 e 2012, Guardiola conquistou 14 troféus: a UEFA Champions League em 2009 e 2011, a SuperTaça Europeia e o Campeonato de Clubes nesses mesmos anos, a Liga espanhola três vezes consecutivas (2009–11), duas Taças de Espanha (2009, 2012) e três SuperTaças espanholas (2009–11).

• Enquanto jogador do Barcelona, Guardiola venceu seis títulos de campeão espanhol e fez parte da equipa que conquistou para o clube o seu primeiro título de campeão europeu, em 1992. Disputou 263 jogos com a camisola dos catalães entre 1991 e 2000, tento ainda participado na conquista da Taça das Taças, em 1997 – ao lado de Luis Enrique – e da SuperTaça Europeia de 1992.

• Luis Enrique marcou pelo Barcelona na vitória caseira, por 2-0, sobre o Borussia Dortmund (3-1 no conjunto das duas mãos) na SuperTaça Europeia de 1997/98.

• Thiago Alcántara, cujo irmão Rafinha actua no Barcelona, marcou sete golos em 68 jogos na Liga espanhola pelo Barcelona entre 2009 e 2013, depois de ter vindo das camadas jovens do clube. Pepe Reina é outro produto da academia de La Masia no Bayern, tendo disputado 30 jogos na Liga espanhola antes de deixar Barcelona, em 2002.

• Robben foi jogador do Real Madrid entre 2007 e 2009 e ao serviço da turma madrilena conquistou por uma vez a Liga espanhola, tendo marcado ao Barcelona num triunfo por 4-1, a 7 de Maio de 2008. Marcou por duas vezes pela Holanda na vitória por 5-1 sobre Espanha no Mundial de 2014. Vários jogadores do Barcelona - Piqué, Jordi Alba, Sergio Busquets, Xavi Hernández, Andrés Iniesta e Pedro Rodríguez (este último como suplente utilizado) - actuaram por Espanha nessa partida, tendo Xabi Alonso, do Bayern, marcado o único golo dos então campeões do mundo.

• Mario Götze marcou o golo da vitória da Alemanha na final do Campeonato do Mundo de 2014, frente à Argentina de Messi e Javier Mascherano.

• Marc-André ter Stegen defrontou sete vezes o Bayern ao serviço do seu antigo clube, o VfL Borussia Mönchengladbach. Registou 2V 1E 4D, tendo sofrido 17 golos e em apenas dois jogos não sofreu golos.

• Ivan Rakitić, do Barcelona, jogou com Neuer e Rafinha, do Bayern, no FC Schalke 04 entre 2007 e 2010. Marcou num empate 1-1 em casa do Bayern, em Setembro de 2007, em jogo da Bundesliga.

• Xabi Alonso disputou 20 jogos contra o Barcelona pelo Real Madrid. Somou cinco vitórias, nove derrotas e seis empates. Com a camisola do Liverpool FC, ao lado de Reina, venceu 2-1 em Camp Nou nos oitavos-de-final da UEFA Champions League 2006/07.

• Ao serviço do Athletic Club, Javi Martínez enfrentou por 15 vezes o Barcelona sem somar uma única vitória. Sofreu derrotas nas finais da Taça de Espanha de 2009 e 2012.

• Juan Bernat venceu 3-2 em Camp Nou pelo Valencia CF em Fevereiro do último ano.

Factos do jogo

Barcelona
• O Barcelona venceu 36 dos últimos 40 jogos em todas as competições e 15 dos últimos 16.

• O líder da Liga espanhola marcou cinco ou mais vezes num encontro pela 13ª ocasião esta época ao derrotar o Córdoba CF por 8-0 a 2 de Maio, resultado que confirmou a despromoção da equipa da casa.

• Messi (2), Neymar (1) e Luis Suárez (3) marcaram nesse triunfo. Com Suárez a apontar o primeiro "hat-trick" pelo clube e Messi a atingir os 40 golos na Liga espanhola esta época.

• Messi, Neymar e Suárez marcaram em conjunto um recorde de 108 golos esta época, melhorando a marca de Samuel Eto'o que chegou ao centenário juntamente com Thierry Henry e Messi na época 2008/09.

• Pedro atingiu a marca de 200 jogos na Liga espanhola no triunfo por 6-0 sobre o Getafe CF a 28 de Abril; Xavi atingira os 500 três dias antes, na vitória fora por 2-0 ante o RCD Espanyol.

• Thomas Vermaelen, ausente por lesão desde o Campeonato do Mundo do Brasil, ao serviço da Bélgica, já está apto para competir.

Bayern
• A vitória por 6-1 da segunda mão frente ao Porto foi a partida 100 de  Guardiola em jogos oficiais ao serviço do Bayern e o seu 79º triunfo.

• O segundo golo de Bastian Schweinsteiger em 2015 valeu ao Bayern um triunfo por 1-0 sobre o Hertha BSC Berlin, a 25 de Abril. A derrota do VfL Wolfsburg por 1-0 na visita ao VfL Borussia Mönchengladbach, no dia seguinte, significou que os bávaros se sagraram campeões da Alemanha a quatro jornadas do fim.

• O avançado Sinan Kurt, de 18 anos, estreou-se pela equipa principal ao entrar ao intervalo da partida com o Hertha.

• O Bayern foi afastado da possibilidade de atingir a final da Taça da Alemanha pela quarta época consecutiva quando, após o 1-1 no final do tempo regulamentar, foi derrotado por 2-0 nas grandes penalidades pelo Borussia Dortmund, a 28 de Abril. Lahm, Alonso e Neuer falharam da marca dos 11 metros, enquanto Götze viu o seu disparo ser parado por Mitchell Langerak.

• Robben – ausente desde 22 de Março devido a um problema no músculo abdominal – regressou na recepção ao Dortmund na meia-final, mas teve de sair 16 minutos depois da sua entrada em campo, na segunda parte, devido a um estiramento no gémeo esquerdo. Ficou afastado até final da temporada.

• Robert Lewandowski, que inaugurou o marcador frente ao Dortmund, esteve 120 minutos em campo, apesar ter sofrido uma concussão que provocou a fractura do nariz e do maxilar. O avançado ficou de fora dos convocados para jogo de sábado em casa do Bayer 04 Leverkusen para o campeonato.

• Thiago lesionou-se num pé no jogo com o Dortmund e foi substituído a meio da segunda parte. O médio começou o encontro com o Leverkusen no banco, mas foi lançado em jogo.

• Josep Guardiola poupou vários jogadores no sábado e o Bayern perdeu por 2-0 em Leverkusen; Thomas Müller e Jérôme Boateng não foram convocados, enquanto Juan Bernat e Xabi Alonso foram suplentes não utilizados. Rico Strieder e suplente Lukas Görtler fizeram a estreias pelo Bayern.

• Medhi Benatia (ausente desde 8 de Abril, coxa) foi titular frente ao Dortmund e Martínez (13 Agosto, joelho) actuou de início ante o Leverkusen.

• Franck Ribéry (11 de Março, tornozelo), David Alaba (31 Março, joelho) e Tom Starke (5 Abril, tornozelo) estão lesionados.

Conteúdos relacionados