Barcelona não dá hipóteses ao Paris

FC Barcelona 2-0 Paris Saint-Germain (total 5-1)
O brasileiro Neymar bisou nos primeiros 34 minutos em Camp Nou e os catalães passaram às meias-finais.

MD10_FCB-PSG_AMB
MD10_FCB-PSG_AMB

Neymar bisa na primeira parte e atinge os seis golos na edição deste ano
O Barcelona apurado para as meias-finais pela sétima vez em oito épocas 
O clube catalão está invencível há 12 jogos, uma série em que soma 12 vitórias
• Imagens exclusivas dos bastidores dos jogos em Barcelona e Munique
O sorteio das meias-finais está marcado para a próxima sexta-feira, às 11h00 (de Portugal Continental) em Nyon

O FC Barcelona voltou a não dar hipóteses ao Paris Saint-Germain e venceu por 2-0 em Camp Nou, seguindo para as meias-finais com um total de 5-1.

O Barcelona teve mais posse de bola no início do encontro e materializou o domínio aos 14 minutos. O capitão Andrés Iniesta conduziu a bola de forma sensacional durante quase meio-campo e desmarcou Neymar na área, o brasileiro contornou o guarda-redes Salvatore Sirigu com tranquilidade e inaugurou o marcador.

Em vantagem, a equipa da casa não deixou de atacar, Daniel Alves disparou forte de longa distância aos 24 minutos, Sirigu não conseguiu segurar e Neymar cabeceou na recarga, para mais uma defesa do guarda-redes italiano.

O avançado brasileiro estava indomável e aos 34 minutos Daniel Alves cruzou tenso da direita para o compatriota bisar com um cabeceamento que não deu hipóteses de defesa a Sirigu. Perante um Paris apático, o Barça chegou ao intervalo a vencer por 2-0 e com o apuramento praticamente garantido.

O ritmo de jogou baixou muito no segundo tempo e a primeira jogada de perigo surgiu apenas aos 59 minutos. Zlatan Ibrahimović serviu Marco Verratti à entrada da Barcelona e o italiano rematou forte e cruzado, com a bola a passar rente ao poste da baliza de ter Stegen.

O Paris estava determinado a marcar em Camp Nou e aos 73 minutos foi Ibrahimović quem desferiu um forte remate, mas o guarda-redes alemão do Barça voltou a mostrar atenção. No ultimo minuto foi Ezequiel Lavezzi a receber a bola em boa posição no coração da área do Barça, mas o remate saiu fraco e ter Stengen manteve o marcador em 2-0 até ao final.