BATE com recorde de golos sofridos

Os dois golos do Athletic foram os 23º e 24º sofridos pelo BATE nesta edição da fase de grupos, registo que constitui novo recorde negativo na UEFA Champions League.

O BATE, treinado por Aleksandr Yermakovich, teve vida dura no Grupo H
O BATE, treinado por Aleksandr Yermakovich, teve vida dura no Grupo H ©AFP/Getty Images

O FC BATE Borisov fixou novo recorde de golos sofridos numa fase de grupos da UEFA Champions League ao conceder os 23º  24º tentos no Grupo H no terreno do Athletic Club.

O campeão da Bielorrússia sofreu 12 desses golos nos dois jogos frente ao FC Shakhtar Donetsk – contra o qual perdeu por 7-0 em casa e 5-0 fora – e nove diante do FC Porto, embora tenha conseguido bater o Athletic por 2-1 na segunda jornada, naquele que foi o seu primeiro jogo europeu na Borisov Arena.

O BATE torna-se assim na primeira equipa a sofrer mais de 22 golos numa fase de grupos, cujo anterior pior registo pertencia a GNK Dinamo Zagreb (2011/12) e FC Nordsjælland (2012/13). A turma bielorrussa apresenta igualmente a pior diferença de sempre entre golos marcados e sofridos na UEFA Champions League, embora o triunfo sobre o Athletic lhe permita fugir à lista de equipas que terminaram a fase de grupos sem qualquer ponto somado, composta até à data por 16 equipas.

Mais golos sofridos numa fase de grupos da UEFA Champions League
24 FC BATE Borisov (2014/15)
22 GNK Dinamo Zagreb (2011/12)
22 FC Nordsjælland (2012/13)
19 Ferencvárosi TC (1995/96)
19 FC Dynamo Kyiv (2007/08)
19 Debreceni VSC (2009/10)
19 MŠK Žilina (2010/11)
19 Galatasaray AŞ (2014/15)