O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Golos na primeira parte ajudam BATE a derrotar o Athletic

FC BATE Borisov 2-1 Athletic Club
Os golos de Denis Polyakov e Aleksandr Karnitski permitiram à equipa da casa vencer o primeiro jogo disputado na Borisov Arena.

Denis Polyakov (Nº33) comemora depois de dar vantagem ao BATE
Denis Polyakov (Nº33) comemora depois de dar vantagem ao BATE ©AFP/Getty Images

• Denis Polyakov (19) e Aleksandr Karnitski (41) dão uma vantagem de dois golos ao BATE
• Aritz Aduriz (45) reduz no primeiro jogo da UEFA Champions League disputado no novo Borisov Arena
• A equipa bielorrussa tinha perdido os oito encontros anteriores com clubes espanhóis
• Este resultado deixa o Athletic no último lugar do Grupo H; O BATE sobe a terceiro
• Próximos Jogos: BATE- Shakhtar, Porto-Athletic (21 de Outubro)

O FC BATE Borisov recuperou da derrota sofrida na estreia no Grupo H e bateu o Athletic Club, relançando a campanha na UEFA Champions League à custa do clube espanhol.

Goleada por 6-0 no reduto do FC Porto na primeira jornada, a equipa da casa não demorou a entrar no ritmo ideal no primeiro jogo da UEFA Champions League disputado no novo Borisov Arena, antes de cumpridos os primeiros 20 minutos já tinha ganho vantagem com um golo de Denis Polyakov. Maksim Volodko marcou um pontapé de canto da direita, a bola foi desviada ao primeiro poste e o no nº 33 do BATE surgiu isolado para bater o indefeso Gorka Iraizoz com um remate de primeira.

O guarda-redes nada pôde fazer pouco depois, quando o BATE ficou perto de aumentar a vantagem. Aleksandr Karnitski entrou na área basca e bombeou a bola para o segundo poste, onde Nikolai Signevich rematou cruzado, Iraizoz era apenas um espectador, mas foi salvo pelo poste da baliza, a sorte não se repetiria 11 minutos depois.

Desta vez Karnitski fez todo o trabalho, mas precisou qde um desvio para bater Iraizoz. O jogador do BATE rematou da entrada da área em direcção ao canto inferior direito. No entanto, Andoni Iraola interceptou a bola e desviou-a para o lado oposto, deixando o guarda-redes sem hipótese de reacção.

O Athletic precisava de uma faísca detonadora e ela surgiu no final do primeiro tempo. Iker Munaian controlou a bola e tirou três defesas do BATE da jogada com um bom passe. Aritz Aduriz ultrapassou Polyakov e desferiu um remate rasteiro que bateu Sergei Chernik, com a bola a entrar junto ao poste mais distante.

O BATE continuou a ser a equipa mais perigosa após o intervalo e depois de ultrapassada a hora de jogo desperdiçou uma oportunidade soberana para repor a vantagem em dois golos. Mikhail Gordeychuk desmarcou Signevich atrás da defesa do Athletic mas o atacante, depois de se isolar, rematou por alto.

Uma falha que quase se revelou comprometedora a oito minutos do final, quando Markel Susaeta rematou forte à baliza do BATE, mas Chernik respondeu bem e desviou a bola. O Athletic pressionou em busca do empate, mas o BATE segurou o triunfo.