Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Dortmund demasiado forte para Arsenal

Borussia Dortmund 0-2 Arsenal FC
O Dortmund arrancou forte no Grupo D, com golos de Ciro Immobile e Pierre-Emerick Aubameyang a darem-lhe um triunfo impressionante.

Sokratis Papastathopoulos em despique com Alexis Sánchez
Sokratis Papastathopoulos em despique com Alexis Sánchez ©Getty Images

Ciro Immobile estreou-se na UEFA Champions League com um golo antes do intervalo
O quinto golo da temporada de Pierre-Emerick Aubameyang deu o 2-0 ao Borussia
Aubameyang e Henrikh Mkhitaryan falharam ambos ocasiões de golo com o resultado em 0-0
Próximos jogos: Arsenal - Galatasaray, Anderlecht - Dortmund (1 de Outubro)

Golos em cada uma das partes de Ciro Immobile e Pierre-Emerick Aubameyang deram uma notável vitória ao Borussia Dortmund na recepção ao Arsenal FC.

A equipa de Jürgen Klopp tornou bem claras as suas intenções logo desde o apito inicial, ganhando de imediato a posse da bola e raramente perdendo-a, pelo que as oportunidades não demoraram a surgir. No entanto, foi só já perto do intervalo que Immobile abriu o activo, embora o tento da confirmação tenha aparecido instantes após o reatamento, o que aumentou a confiança dos finalistas da edição de 2013.

Fortemente apoiados pelos seus ruídosos adeptos, o Dortmund iniciou a partida com intensidade, pressionando os visitantes e ganhando um conjunto de cantos logo nos primeiros instantes. Um deles saiu ao lado com um remate de Sokratis Papastathopoulos, antes do incansável Immobile também rematar ao lado na sua primeira tentativa.

À medida que a pressão foi aumentando, parecia que o golo do Dortmund era inevitável. Todavia, quando Aubameyang viu Wojciech Szczęsny negar-lhe o golo quase à queima-roupa e Jack Wilshere impediu Henrikh Mkhitaryan de marcar, parecia que não seria a noite dos germânicos.

Esses receios pioraram à medida que o Arsenal começou a aventurar-se no meio-campo contrário, com Danny Welbeck por duas vezes a surgir em boas posições para marcar. Seguiram-se defesas de Szczęsny a remates de Immobile e Aubameyang e o trabalho aturado do italiano foi recompensado com um notável tento inaugural, acelerando a partir do seu meio-campo, resistindo as tentativas de desarme de Laurent Koscielny e Kieran Gibbs antes de marcar o seu primeiro golo pelo Dortmund em jogos oficiais.

Foi uma vantagem merecida frente a um Arsenal que não conseguiu um único remate à baliza na primeira parte e, pouco depois do reatamento, já estava a perder por duas bolas de diferença. Arsène Wenger mal tinha regressado ao seu banco quando Kevin Grosskreutz fez um excelente passe para Aubameyang, que tirou o guardião Szczęsny do caminho antes de rematar fora do alcance de Koscielny.

Immobile obrigou, instantes depois, Szczęsny a uma boa defesa, seguindo-se nova arrancada de Aubameyang, que deixou Koscielny para trás antes de rematar sobre a trave. O internacional gabonês cabeou, depois, ao lado e Mkhitaryan rematou por cima após nova boa jogada do Borussia já perto dos últimos minutos, mas, apesar de o resultado ter permanecido inalterado, o total de 20 remates do Dortmund contra somente três do Arsenal diz tudo sobre o encontro.

Topo