Regresso ao Jogo: a UEFA está a preparar-se para o regresso seguro das suas competições de elite.
Saiba mais >
 

Gerrard vale triunfo ao Liverpool

Liverpool FC 2-1 PFC Ludogorets Razgrad
Steven Gerrard marcou um penalty nos descontos e deu a vitória ao Liverpool, algo que parecia impossível após o empate de Dani Abalo.

Alberto Moreno esteve em destaque no Liverpool
Alberto Moreno esteve em destaque no Liverpool ©AFP/Getty Images

• Steven Gerrard converte uma grande penalidade no final do tempo de compensação, que permite o triunfo na estreia no Grupo B
• Dani Abalo tinha acabado de empatar para o estreante búlgaro, que deixou uma excelente impressão
• Mario Balotelli, a oito minutos do fim, marca o que parecia ser o golo da vitória
• Roman Bezjak tinha acertado no poste pouco antes, numa excelente exibição dos visitantes
• Próximos jogos: Basileia-Liverpool, Ludogorets-Real Madrid (1 de Outubro)

O regresso do Liverpool FC à UEFA Champions League, após uma ausência de cinco anos, terminou com uma vitória, mas só depois de ultrapassar a feroz resistência do estreante PFC Ludogorets Razgrad.

Sentia-se uma grande expectativa antes do pontapé-de-saída. No programa de jogo, o treinador Brendan Rodgers tinha falado em honrar uma história rica, um sentimento que ficou perfeitamente ilustrado num mosaico formado no Kop antes do início, que recordou os cinco triunfos do clube na Taça dos Clubes Campeões Europeus, mas os tempos são outros. O Liverpool apresentou cinco jogadores sem qualquer experiência na UEFA Champions League e demorou a encontrar o ritmo ideal.

É claro que esta é uma nova aventura para todos os jogadores do Ludogorets, incluindo o guarda-redes Milan Borjan, que foi contratado há poucos dias para substituir o castigado Vladislav Stoyanov. O canadiano terá apreciado o mau início do Liverpool, que lhe permitiu a adaptação a um ambiente exigente.

Aos 21 minutos, Mario Balotelli ultrapassou o seu marcador directo, Cosmi Moţi, mas Aleksandar Aleksandrov conseguiu interceptar o remate e depois Borjan segurou a recarga de Adam Lallana. Lallana dispôs de uma oportunidade ainda melhor a oito minutos do intervalo, depois de Coutinho desmarcar Jordan Henderson na área.

Os animados adeptos do Ludogorets que estiveram em Anfield Road terão ficado satisfeitos com os primeiros 45 minutos da equipa, especialmente com os toques de habilidade de Marcelinho. Os apoiantes do Liverpool apreciaram o trabalho do defesa-esquerdo Alberto Moreno, que subiu e cruzou diversas vezes pelo seu flanco.

A primeira oportunidade da equipa da casa após o reinício foi criada pelo outro defesa-lateral espanhol, Javier Manquillo, mas o remate saiu muito por alto. O Ludogorets criou muitas dificuldades à equipa da casa e Marcelinho desmarcou duas vezes Roman Bezjak: na primeira, o ferro devolveu o remate; na segunda, Moreno evitou o golo com uma espectacular intervenção.

Foi a deixa para o Liverpool subir no terreno e inaugurar o marcador. Moreno fez uma passe longo para Balotelli, e este passou por entre dois defesas visitantes e fez a bola entrar junto ao poste mais distante, na baliza junto ao Kop. Borjan voou para desviar mais um remate de Balotelli, mas a maior emoção estava reservado para os três minutos do período de compensação.

O português Fábio Espinho entrou nos visitantes aos 85 minutos e já estava em campo quando Dani Abalo recebeu um passe em profundidade, de Younes Hamza, também ele suplente-utilizado, e contornou Simon Mignol com classe, rematando para um empate que parecia ser histórico. Restou ainda tempo para Borjan derrubar Manquillo depois de dominar mal um atraso. Steven Gerrard não perdoou e converteu o castigo máximo.

Topo