Regresso ao Jogo: a UEFA está a preparar-se para o regresso seguro das suas competições de elite.
Saiba mais >
 

Magia de Brahimi confirma apuramento do Porto

FC Porto 2-0 LOSC Lille (total: 3-0)
Yacine Brahimi marcou um golo e deu outro a marcar, com os "dragões" a seguirem tranquilamente para a fase de grupos.

Jackson Martínez marca o segundo golo do Porto
Jackson Martínez marca o segundo golo do Porto ©AFP/Getty Images

• O Porto garante a 19ª presença em fases de grupos da UEFA Champions League.
• Os "dragões" tiveram quase 60% de posse de bola no jogo frente ao LOSC.
• Alex Sandro e Casemiro abandonaram ambos o relvado lesionados.
• Yacine Brahimi marca o primeiro de livre e assiste no segundo golo Jackson Martínez.
• O FC Porto junta-se aos compatriotas SL Benfica e Sporting Clube de Portugal no sorteio de quinta-feira.

O FC Porto vai marcar presença pela 19ª vez na fase de grupos da UEFA Champions League, após os golos de Yacine Brahimi e de Jackson Martínez terem valido o triunfo por 2-0 na recepção ao LOSC Lille e o consequente apuramento com um total de 3-0 no "play-off".

Apesar de ser o adversário a ter a obrigatoriedade de marcar para seguir em frente na prova, foi o Porto a assumir o controlo da partida desde o apito inicial, fruto de uma intensa pressão e de um esmagador domínio na posse de bola. Rúben Neves deu o primeiro sinal das intenções dos "dragões" logo aos seis minutos, quando rematou por cima após um canto estudado, pouco antes de Jackson Martínez atirar ao lado, ao chegar ligeiramente atrasado ao cruzamento de Danilo.

O LOSC aguentou o primeiro embate e foi, paulatinamente, corrigindo as marcações, ainda que denotasse muitas dificuldades para jogar no meio-campo contrário. Numa das raras ocasiões em que o conjunto francês logrou quebrar essa tendência na primeira parte, Maicon apareceu a fazer um corte providencial quando Idrissa Gueye já ia embalado e apenas com o guarda-redes Fabiano pela frente.

Sempre muito interventivo, o técnico portista Julen Lopetegui ia parecendo cada vez mais preocupado com a descida de rendimento da sua equipa e a verdade é que o espanhol não terá igualmente ficado satisfeito aos 39 minutos, altura em que o lesionado Alex Sandro teve de ceder o seu lugar a Diego Reyes, passando Martins Indi para o lado esquerdo da defesa.

O intervalo pareceu fazer bem aos anfitriões, que viram Hector Herrera ficar muito perto de repetir o feito da primeira mão logo no arranque, valendo ao LOSC a excelente estirada de Vincent Enyeama a negar o cabeceamento ao internacional mexicano. Mas o 1-0 chegou mesmo aos 49 minutos, com Brahimi a cobrar de forma magistral um livre directo à entrada da área gaulesa.

Agora a precisar de marcar dois golos para garantir o apuramento, o LOSC tentou reagir de imediato ao revés, mas o Porto não permitiu veleidades, acabando mesmo por voltar a marcar aos 69 minutos e, praticamente, sentenciando a eliminatória. Evandro recuperou a bola no meio-campo e endossou-a de imediato a Brahimi, que viu bem a desmarcação de Jackson. O ponta-de-lança não se fez rogado e atirou a contar na passada, de pé esquerdo.

Assegurado o primeiro objectivo da temporada, o Porto fica agora à espera do sorteio de quinta-feira para conhecer os seus adversários na fase de grupos, enquanto o LOSC tem à sua espera a UEFA Europa League.

Topo