Hulk elogiado pelas duas equipas

André Villas-Boas elogiou Hulk após o avançado recuperar de lesão para ajudar o Zenit a atingir a fase de grupos, vencendo o Standard por 3-0 em casa.

Hulk bisou e ajudou o Zenit a bater o Standard, atingindo a fase de grupos
Hulk bisou e ajudou o Zenit a bater o Standard, atingindo a fase de grupos ©AFP/Getty Images

André Villas-Boas, treinador do Zenit
Foi um jogo muito complicado na primeira parte e cometemos vários erros. Talvez por causa disso, o Standard acreditou que podia ganhar. Na segunda parte estivemos muito bem, apesar de estarmos reduzidos a dez jogadores. Talvez o Viktor Fayzulin se tenha esquecido que tinha um amarelo. Ele pediu desculpa à equipa ao intervalo. Fayzulin é um jogador com boas qualidades e no qual confiamos totalmente.

Hulk estava lesionado, mas respondeu bem ao tratamento de recuperação e mostrou a sua classe em campo.

Será difícil defrontar o Porto [na fase de grupos]. Preferia [defrontar] o Benfica. O nosso objectivo esta temporada é chegar pelo menos aos quartos-de-final. Queremos defrontar os adversários mais fortes. Construímos uma boa equipa, que tem algo a provar.

Axel Witsel, médio do Zenit
Gostei deste jogo. Para mim, foi especial porque foi frente a uma das minhas antigas equipas. Não começámos bem. Perdemos algumas bolas fáceis, mas após inaugurar o marcador as coisas ficaram mais fáceis. Ao intervalo concordámos que era preciso manter a equipa compacta e tentar marcar em contra-ataque – algo que conseguimos, em duas ocasiões. Agora tudo é perfeito.

©AFP/Getty Images

Guy Luzon, treinador do Standard
Não acho que o nosso problema tenham sido os centrais, pois jogaram bem, e a primeira parte do jogo foi boa para nós. Mas na segunda os jogadores perderam a concentração. O Zenit começou a contra-atacar de forma perigosa e marcou. O Zenit merce o apuramento para a fase de grupos da Champions League, é mais forte do que nós e possui jogadores de classe mundial.

Eiji Kawashima, guarda-redes do Standard
É decepcionante porque tínhamos a oportunidade de chegar à [fase de grupos da] Champions League. Mas também temos de admitir que defrontámos um adversário de outro nível.

Os golos aconteceram devido a erros nossos. Nos últimos dois jogos na competição sofremos golos de forma muito fácil. O Hulk consegue ser sempre perigoso. É muito forte, e quando dribla, faz a diferença.