História do lado do Bayern para dar a volta ao Real

Apostado em virar a eliminatória, o Bayern vai tentar dar seguimento ao bom registo em recepções a um Real Madrid que costuma ter muitas dificuldades em solo alemão.

Retrospectiva: Bayern - Real Madrid ©AFP/Getty Images

O FC Bayern München recebe o Real Madrid CF na segunda mão das meias-finais da UEFA Champions League à procura de dar o penúltimo passo rumo à revalidação do título de campeão europeu de clubes.

• O Real, eliminado nas meias-finais nas últimas três temporadas, chega a Munique com uma vantagem de 1-0, graças a um golo solitário de Karim Benzema à passagem do minuto 19 da partida da primeira mão, e esperará desforrar-se do desaire diante do Bayern nesta mesma fase da prova em 2011/12. Por seu lado, Josep Guardiola, agora treinador do Bayern, afastou os "merengues" nas meias-finais em 2010/11, então ao leme do FC Barcelona.

• Enquanto o Real espera conquistar "la décima" ("a décima"), depois de ter erguido o troféu pela última vez há 12 anos, o Bayern, cinco vezes vencedor, procura tornar-se na primeira equipa a defender com êxito o troféu desde que o AC Milan conseguiu tal feito em 1989 e 1990, num conjunto onde alinhava Carlo Ancelotti, agora técnico do Real. Caso deixe pelo caminho a turma madrilena, o Bayern poderá também tornar-se na primeira equipa desde a Juventus (entre 1996 e 1998) a chegar a três finais consecutivas da prova.

Encontros anteriores
• O registo caseiro do Bayern frente ao Real Madrid é de 8V 1E 0D. No total, a turma bávara soma 11 vitórias contra oito do Real, em 21 embates.

• As equipas encontraram-se em cinco meias-finais da Taça dos Campeões Europeus: o Bayern levou a melhor em 1976, 1987, 2001 e 2012; o único triunfo do Real ocorreu em 2000.

• A meia-final de 2011/12 entre ambos terminou com empate 3-3 e o Bayern, treinado por Jupp Heynckes, levou a melhor no desempate por grandes penalidades. Na primeira mão, Mario Gomez marcou o golo da vitória no minuto 90, depois de Mesut Özil (53) ter feito o empate após o tento inaugural de Franck Ribéry (17). Em Madrid, os comandados de José Mourinho marcaram por duas vezes nos primeiros 14 minutos, ambas por Cristiano Ronaldo, mas uma penalty convertido por Arjen Robben (27) igualou a eliminatória, resolvida apenas da marca dos 11 metros, situação na qual o Bayern ganhou por 3-1.

• Nesse desempate, Bastian Schweinsteiger converteu o pontapé decisivo, enquanto David Alaba e Gomez também marcaram. Xabi Alonso foi o autor do único remate com sucesso do lado do Real, pois Manuel Neuer defendeu as tentativas de Ronaldo e Kaká, e Sergio Ramos falhou. Iker Casillas defendeu os remates de Toni Kroos e Philipp Lahm.

• No total, as duas equipas encontraram-se nove vezes em eliminatórias a duas mãos: o Bayern ganhou cinco e o Real quatro. Os espanhóis levaram a melhor nos oitavos-de-final da edição de 2003/04, quando um tento de Zinédine Zidane – agora adjunto de Carlo Ancelotti – garantiu a vitória por 1-0 na segunda mão, no Santiago Bernabéu, e a passagem com um total de 2-1.

• O Real teve de eliminar o Bayern nas duas últimas vezes que se sagrou campeão europeu, tendo vencido nas duas ocasiões por um total de 3-2, primeiro nas meias-finais em 2000 e depois nos quartos-de-final em 2002.

Retrospectiva
• Contando com a vitória por 4-0 sobre o Barcelona na meia-final da última época, o registo caseiro do Bayern frente a clubes espanhóis é de 15V 5E 1D. Essa única derrota teve lugar diante do RC Deportivo La Coruña, por 3-2, em 2002/03.

• O Bayern venceu 20 dos últimos 24 jogos que disputou em casa na UEFA Champions League, mas apenas um dos últimos três – triunfo por 3-1 sobre o Manchester United FC, nos quartos-de-final.

• Esta é a terceira visita consecutiva do Real à Alemanha na UEFA Champions League, depois de vencer por 6-1 no terreno do FC Schalke 04, nos oitavos-de-final, e de perder por 2-0 em casa do Borussia Dortmund nos quartos-de-final. Esse triunfo sobre o Schalke foi apenas o segundo da turma madrilena fora de portas frente a adversários alemães, no terreno dos quais apresenta um registo de 27J 2V 6E 19D.

• O Real Madrid sofreu cinco derrotas nos anteriores 23 jogos europeus que disputou fora, quatro delas na Alemanha.

• O registo do Bayern em eliminatórias a duas mãos com equipas espanholas é de 9V 6D, enquanto o Real apresenta, frente a equipas alemães em eliminatórias da UEFA a duas mãos, um registo de 13V 8D.

• O Bayern recuperou de derrotas fora na primeira mão de eliminatórias europeias em nove ocasiões; ficou, porém, pelo caminho em dez ocasiões, sete delas nas últimas nove vezes em que se deparou com tal situação.

• O Bayern venceu cinco dos seis embates em que perdeu fora por 1-0 na partida da primeira mão. Na última ocasião em que tal aconteceu, depois de perder por 1-0 no terreno do FC Basel 1893, nos oitavos-de-final da edição de 2011/12, venceu o encontro da segunda mão por 7-0 em Munique, naquele que é o triunfo mais dilatado da história das eliminatórias da UEFA Champions League. A única vez em que ficou pelo caminho após perder por 1-0 fora na primeira mão ocorreu em 1989/90, nas meias-finais da Taça dos Campeões Europeus, quando uma vitória por 2-1 em Munique no jogo da segunda mão, frente ao AC Milan, não chegou para evitar a eliminação devido aos golos fora.

• O registo do Bayern nas meias-finais da Taça dos Campeões é de 10V 5D:
2012/13 FC Barcelona, vitória 7-0 (4-0 c, 3-0 f)
2011/12 Real Madrid CF, 3-3, vitória 3-1 nas grandes penalidades (2-1 c, 1-2 f)
2009/10 Olympique Lyonnais, vitória 4-0 (1-0 c, 3-0 f)
2000/01 Real Madrid CF, vitória 3-1 (1-0 f, 2-1 c)
1999/00 Real Madrid CF, derrota 2-3 (0-2 f, 2-1 c)
1998/99 FC Dynamo Kyiv, vitória 4-3 (3-3 f, 1-0 c)
1994/95 AFC Ajax, derrota 2-5 (0-0 c, 2-5 f)
1990/91 FK Crvena zvezda, derrota 3-4 (1-2 c, 2-2 f)
1989/90 AC Milan 2-2, derrota pelos golos fora (0-1 f, 2-1 c)
1986/87 Real Madrid CF, vitória 4-2 (4-1 c, 0-1 f)
1981/82 PFC CSKA Sofia, vitória 7-4 (3-4 f, 4-0 c)
1980/81 Liverpool FC, 1-1, derrota pelos golos fora (0-0 f, 1-1 c)
1975/76 Real Madrid CF, vitória 3-1 (1-1 f, 2-0 c)
1974/75 AS Saint-Étienne, vitória 2-0 (0-0 f, 2-0 c)
1973/74 Újpest FC, vitória 4-1 (1-1 f, 3-0 c)

• Para o Real esta é a 25ª participação - número recorde - numa meia-final da Taça dos Campeões, prova onde procura chegar à 13ª final. O seu registo em meias-finais é de 12V 12D:
2012/13 Borussia Dortmund, derrota 3-4 (1-4 f, 2-0 c)
2011/12 FC Bayern München, 3-3, derrota 1-3 nas grandes penalidades (1-2 f, 2-1 c)
2010/11 FC Barcelona, derrota 1-3 (0-2 c, 1-1 f)
2002/03 Juventus, derrota 3-4 (2-1 c, 1-3 f)
2001/02 FC Barcelona, vitória 3-1 (2-0 f, 1-1 c)
2000/01 FC Bayern München, derrota 1-3 (0-1 c, 1-2 f)
1999/00 FC Bayern München, vitória 3-2 (2-0 c, 1-2 f)
1997/98 Borussia Dortmund, vitória 2-0 (2-0 c, 0-0 f)
1988/89 AC Milan, derrota 1-6 (1-1 c, 0-5 f)
1987/88 PSV Eindhoven 1-1, derrota pelos golos fora (1-1 c, 0-0 f) v
1986/87 FC Bayern München, derrota 2-4 (1-4 f, 1-0 c)
1980/81 FC Internazionale Milano, vitória 2-1 (2-0 c, 0-1 f)
1979/80 Hamburger SV, derrota 3-5 (2-0 c, 1-5 f)
1975/76 FC Bayern München, derrota 1-3 (1-1 c, 0-2 f)
1972/73 AFC Ajax, derrota 1-3 (1-2 f, 0-1 c)
1967/68 Manchester United FC, derrota 3-4 (0-1 f, 3-3 c)
1965/66 FC Internazionale Milano, vitória 2-1 (1-0 c, 1-1 f)
1963/64 FC Zürich, vitória 8-1 (2-1 f, 6-0 c)
1961/62 R. Standard de Liège, vitória 6-0 (4-0 c, 2-0 f)
1959/60 FC Barcelona, vitória 6-2 (3-1 c, 3-1 f)
1958/59 Club Atlético de Madrid, vitória na repetição 2-1 (2-1 c, 0-1 f)
1957/58 Vasas SC, vitória 4-2 (4-0 c, 0-2 f)
1956/57 Manchester United FC, vitória 5-3 (3-1 c, 2-2 f)
1955/56 AC Milan, vitória 5-4 (4-2 c, 1-2 f)

• O Real Madrid apurou-se em 43 das 56 eliminatórias europeias em que venceu em casa a partida da primeira mão, a última das quais nos quartos-de-final da presente edição da prova, frente ao Borussia Dortmund. Depois de vencer jogos da primeira mão por 1-0 no Santiago Bernabéu, o Real seguiu em frente quatro vezes e foi eliminado duas. Esses dois desaires tiveram, ambos, lugar na UEFA Champions League, frente à Juventus, nos oitavos-de-final em 2004/05 e nos quartos-de-final em 1995/96; em ambos esses embates o Real perdeu por 2-0 no encontro da segunda mão.

• O Real venceu três finais europeias ante equipas alemãs. Ergueu a Taça dos Campeões em 1959/60 ao derrotar o Eintracht Frankfurt por 7-3, a Taça UEFA em 1985/86 ao bater o 1. FC Köln e, após ganhar 2-1 ao Bayer 04 Leverkusen, venceu a edição de 2001/02 da UEFA Champions League.

• O Bayern derrotou o Club Atlético de Madrid na final da Taça dos Campeões em 1973/74 e o Valencia CF, nas grandes penalidades, em 2000/01.

• O registo do Bayern em desempates por penalties nas provas da UEFA é de quatro vitórias e uma derrota:
5-4 frente ao Chelsea FC, SuperTaça Europeia de 2013
3-4 frente ao Chelsea FC, final da UEFA Champions League 2011/12
3-1 frente ao Real Madrid CF, meias-finais da UEFA Champions League 2011/12
5-4 frente ao Valencia CF, final da UEFA Champions League 2000/01
9-8 frente ao PAOK FC, segunda eliminatória da Taça UEFA, 1983/84
4-3 frente ao Åtvidabergs FF, primeira eliminatória da Taça dos Campeões Europeus, 1973/74

• O registo do Real Madrid é o seguinte:
1-3 frente ao FC Bayern München, meias-finais da UEFA Champions League 2011/12
3-1 frente à Juventus, segunda eliminatória da Taça dos Campeões Europeus, 1986/87
5-6 frente ao FK Crvena zvezda, quartos-de-final da Taça dos Vencedores das Taças, 1974/75

Ligações entre as equipas
• Ancelotti fazia parte da equipa da AS Roma derrotada em casa e fora pelo Bayern nos quartos-de-final da Taça dos Vencedores das Taças de 1984/85, mas como treinador nunca perdeu contra os alemães.

• Ancelotti dirigiu o Milan que venceu fora e em casa (das duas vezes por 2-1) o Bayern na fase de grupos em 2002/03 e levou depois a melhor por um total de 5-2 nos oitavos-de-final, em 2005/06. Na época seguinte voltou a sair por cima nos quartos-de-final, ao empatar 2-2 em Milão e ganhar 2-0 em Munique. O registo combinado de Ancelotti enquanto treinador e jogador em jogos a eliminar contra equipas alemãs é de 6V 1E 4D.

• Guardiola encontrou o Real 15 vezes como treinador do Barcelona e averbou nove triunfos, quatro empates e duas derrotas, 33-15 em golos. Na Liga espanhola os números são de 8J 6V 1E 1D. Enquanto jogador, o registo de Guardiola no campeonato contra o Real é de 14J 6V 5E 3D.

• Daniel Carvajal defrontou o Bayern duas vezes na Bundesliga ao serviço do Bayer 04 Leverkusen, na época passada, tendo ganho 2-1 em casa e perdido pelo mesmo resultado em Munique.

• Diego López estava na equipa do Villarreal CF derrotada em casa e fora pelo Bayern na fase de grupos da edição de 2011/12 da UEFA Champions League, em jogos nos quais sofreu cinco golos.

• Benzema marcou ao Bayern na derrota em casa do Olympique Lyonnais, por 3-2, na fase de grupos em 2008/09.

• Robben marcou 11 golos em 50 jogos na Liga espanhola pelo Real Madrid entre 2007 e 2009.

• Mario Götze estava na equipa do Dortmund que eliminou o Real Madrid na meia-final do ano passado.

• Thiago Alcántara venceu um dos sete jogos frente ao Real como jogador do Barcelona, enquanto Javi Martínez venceu apenas um dos 11 disputados ao serviço do Athletic Club.

• Van Buyten marcou no Santiago Bernabéu na derrota do Olympique de Marseille, por 4-2, frente ao Real Madrid, na fase de grupos de 2003/04.

• Casillas, Ramos e Alonso ajudaram a Espanha a vencer por 1-0 a final do UEFA EURO 2008 sobre a Alemanha, em cuja equipa alinharam Lahm e Schweinsteiger.

• Neuer, Jérôme Boateng, Toni Kroos e Sami Khedira alinharam ao lado do quinteto de jogadores acima mencionados quando a Espanha venceu novo duelo entre os dois países, pelo mesmo resultado, nas meias-finais do Campeonato do Mundo de 2010. Depois foi a Robben a ser derrotado ante a Espanha na derrota da Holanda por 1-0 na final, jogada no Soccer City.