Reacção do Bayern trava United

Manchester United FC 1-1 FC Bayern München
Bastian Schweinsteiger deixou o campeão europeu na frente da eliminatória, após Nemanja Vidić inaugurar o marcador.

Reacção do Bayern trava United
Reacção do Bayern trava United ©UEFA.com

Manchester United FC e FC Bayern München levaram a decisão dos quartos-de-final da UEFA Champions League para o jogo da segunda mão, dentro de uma semana, em Munique.

Nemanja Vidić colocou os ingleses em vantagem já na segunda parte do encontro de Old Trafford e Bastian Schweinsteiger empatou a contenda antes de ser expulso à beira do fim, pelo que falhará o encontro na Alemanha.

O United entrou muito forte no encontro, com Danny Welbeck particularmente activo, correndo toda a frente de ataque. Chegou mesmo a colar a bola ao fundo das redes, não tivesse o seu lance sido anulado por jogo perigoso sobre Javi Martínez.

Após os primeiros dez minutos, o Bayern iniciou o seu habitual jogo de posse e instalou-se no meio-campo adversário, limitando bastante as acções do Manchester United devido à forte pressão dos seus elementos dessa parte do terreno.

Depois de um remate aos oito minutos, Arjen Robben teve nos pés, à meia-hora, a melhor ocasião de golo da sua equipa no primeiro tempo. O holandês fez o seu habitual movimento da direita para o centro, culminado com um remate em arco para grande defesa de David de Gea. Mas, no lance imediatamente seguinte, Welbeck rematou à figura de Manuel Neuer.

O guarda-redes do Bayern estaria, aos 39 minutos, em plano de destaque, ao impedir Welbeck de marcar na ocasião mais perigosa de toda a primeira parte. Lançado por Wayne Rooney, Welbeck escapou-se em velocidade a Boateng, ficando isolado perante Neuer. Após alguma indefinição, o dianteiro do United optou pela tentativa de chapéu, mas acabou por permitir a defesa ao guarda-redes.

A segunda parte trouxe mais uma entrada impetuosa do Manchester United, que viria a adiantar-se no marcador aos 58 minutos, por intermédio do defesa-central Nemanja Vidić, que saltou sem ninguém por perto, desviando com sucesso um canto de Rooney.

Josep Guardiola mexeu de imediato na equipa, retirando Thomas Müller e fazendo entrar o habitual ponta-de-lança Mario Mandžukić e o empate não se fez esperar, tendo o dianteiro tido um papel determinante no lance da igualdade. Apenas três minutos depois da substituição, Mandžukić amorteceu de cabeça um cruzamento de Rafinha para que Schweinsteiger batesse De Gea sem grandes dificuldades.

A partir de então, o Manchester United voltou a pressionar mais o Bayern, mas foram os bávaros que voltaram a ficar mais próximos do golo, com Robben, uma vez mais, a ter um remate perigoso e, depois, a combinar com Ribéry num lance onde apenas faltou quem desviasse a bola já na pequena área.

Até final, menção para a expulsão, à entrada do último minuto, de Bastian Schweinsteiger, devido à amostragem do segundo cartão amarelo, que o impedirá de participar na decisão na segunda mão.