Ancelotti prepara Real para reencontro com Dortmund

Após analisar a eliminação ante o Dortmund na época passada, Carlo Ancelotti disse que o Real está "100 por cento pronto" para defrontar a equipa de Jürgen Klopp.

O treinador do Real, Carlo Ancelotti, fala à comunicação social antes do jogo com o Dortmund
O treinador do Real, Carlo Ancelotti, fala à comunicação social antes do jogo com o Dortmund ©Getty Images

Após ter revisto as gravações da eliminação do Real Madrid CF frente ao Borussia Dortmund, nas meias-finais da edição anterior da UEFA Champions League, Carlo Ancelotti espera que a sua equipa esteja pronta para corrigir isso quando ambas se reencontrarem, nos quartos-de-final da edição 2013/14, enquanto Jürgen Klopp pediu à sua equipa para "jogar como sabe e de cabeça erguida ".

Real
Carlo Ancelotti, treinador

Até ao momento temos estado bem na competição. Somos uma de apenas duas equipas invictas. Estamos 100 por cento prontos para este desafio.

O Dortmund não pode contar com Robert Lewandowski, que é uma baixa importante para eles. É uma equipa compacta e cujas transições [da defesa para o ataque] são excelentes. Tem jogadores lesionados mas não vai mudar o seu estilo de jogo. Admiro bastante o seu treinador. Tem feito um trabalho fantástico. Na temporada passada alcançou a final da Champions League, o que é um feito notável para qualquer treinador.

Vi a meia-final da época passada, entre Real e Dortmund. Foram jogos estranhos. Penso que na primeira mão o Real controlou bem a primeira parte. A segunda foi incrível. Na UEFA Champions League, coisas desse género podem acontecer.

Vamos tentar jogar ao ataque pois precisamos de um resultado positivo. Dito isto, teremos de estar atentos ao contra-ataque do Dortmund.

Resultado do fim-de-semana
Sábado:
 Real Madrid 5-0 Rayo Vallecano de Madrid (Ronaldo 15, Carvajal 55, Bale 68 70, Morata 78)
López; Carvajal, Pepe, Ramos, Coentrão; Illarramendi (Isco 62), Alonso, Di María (Casemiro 70); Bale, Benzema (Morata 73), Ronaldo.

• Após duas derrotas consecutivas na Liga espanhola, frente a FC Barcelona e Sevilla FC, que ditaram a descida ao terceiro lugar, a equipa de Ancelotti recuperou em grande estilo, mas ainda continua a três pontos do Club Atlético de Madrid.

Notícias da equipa 
É provável que Marcelo falhe os dois jogos desta eliminatória, devido a um estiramento, o que obrigará Ancelotti a fazer algumas alterações. "Fábio Coentrão está pronto para alinhar de início",disse. "Ele está fresco e não tem disputado muitos jogos. Vai suprir bem esta ausência".

Dortmund
Jürgen Klopp, treinado
Não sou mágico, mas esta época tivemos de ultrapassar diversas adversidades. Tenho jogadores muito bons e o meu dever é torná-los melhores. Até ao momento temos feito isso muito bem. Os jogadores que não têm sido opção regular vão evoluir bastante nesta partida.

O Real Madrid está mais flexível agora. A velocidade do seu jogo é incrível. FC Barcelona, Real Madrid e Bayern München são os melhores. Temos de continuar a evoluir. Na época passada fomos um obstáculo para o Real Madrid e agora vamos tentar fazer o mesmo.

Disputar a segunda mão em casa pode ser uma pequena vantagem, mas temo que o Real Madrid tente decidir a eliminatória neste jogo. Vi vários dos seus jogos e nunca terminam sem ter pelo menos uma ocasião de golo. Possui uma qualidade incrível e não podemos ignorar isso. Se jogarmos da forma que sabemos e de cabeça erguida, teremos as nossas oportunidades.

Este estádio é fantástico e vamos precisar de uma grande atitude. O Real é favorito mas também tem tido problemas esta temporada, apesar de agora estar melhor com [Gareth] Bale, e com [Àngel] Di María a mostrar toda a sua qualidade. Estamos habituados a não ser favoritos e a ser um adversário incómodo. Não nos devem dar espaço pois podemos ser muito perigosos.

Não será uma catástrofe se perdermos. Não há muitas equipas que podem dizer que alcançaram o mesmo que nós nos últimos dez anos. Talvez não tenhamos muita posse de bola, mas os duelos individuais podem ser decisivos, apesar da ausência de [Robert] Lewandowski ser uma pena para nós. Não estamos prontos para jogar sem ele, mas vamos tentar dar o nosso melhor. Veremos o que acontece.

Resultado do fim-de-semana
Sábado: VfB Stuttgart 2-3 Dortmund (Gentner 9, Harnik 19; Reus 30 68pen 82)Weidenfeller; Grosskreutz, Papastathopoulos, Hummels, Durm; Kehl, Kirch (Aubameyang 60); Hofmann (Jojić 76), Mkhitaryan (Sahin 60), Reus; Lewandowski.

• Marco Reus marcou o seu terceiro "hat-trick" na Bundesliga e operou a reviravolta no marcador, na primeira vez, desde Novembro de 2003, que o Dortmund teve de recuperar de dois golos de desvantagem para vencer.

Notícias da equipaRobert Lewandowski está castigado e junta-se às baixas, por lesão, de Neven Subotić (joelho), Marcel Schmelzer (virilha), Jannick Bandowski (pé), Sven Bender (virilha), İlkay Gündoğan (costas) e Jakub Błaszczykowski (joelho). Łukasz Piszczek queixou-se de um problema muscular no aquecimento para o jogo de sábado e por isso não saiu do banco de suplentes.

Estatística
• As equipas defrontaram-se quatro vezes em 2012/13. Na fase de grupos, o Dortmund venceu por 2-1 em casa e empatou a dois fora. Nas meias-finais, o Dortmund venceu por 4-1 em casa e aguentou a pressão final do Real após ter ficado a perder por 2-0 a sete minutos do fim, devido a golos de Karim Benzema e Sergio Ramos.