Quarteto lamenta falta de sorte do Arsenal

Łukasz Fabiański, Per Mertesacker, Mikel Arteta e Thomas Vermaelen foram unânimes em dizer que com um pouco de sorte o Arsenal podia ter vencido o Bayern.

Lukas Podolski no encontro da segunda mão com o Bayern
Lukas Podolski no encontro da segunda mão com o Bayern ©Getty Images

Łukasz Fabiański defendeu uma grande penalidade no final do jogo, mas não escondeu a desilusão pela eliminação do Arsenal FC nos oitavos-de-final da UEFA Champions League frente ao FC Bayern München, pela segunda época consecutiva. O guarda-redes concordou com o médio Mikel Arteta de que faltou o último passe aos "gunners" no empate 1-1 na segunda mão, enquanto Thomas Vermaelen destacou que também faltou um pouco de sorte.

Łukasz Fabiański, guarda-redes do Arsenal
Obviamente que estamos desiludidos, pois fizemos um bom jogo. O Bayern é uma excelente equipa e venceu esta competição na época passada. Poderíamos ter feito melhor nos dois jogos mas, infelizmente, eles marcaram mais golos do que nós e seguem em frente.

Jogámos muito melhor na segunda parte e depois de marcarmos fomos mais perigosos. Só nos faltou um pouco de sorte.

Per Mertesacker, defesa do Arsenal
Considero que fizemos bons jogos no reduto do Bayern nas duas últimas épocas, mas é óbvio que no total dos quatro jogos não foi o suficiente para ultrapassar as eliminatórias.

Temos de ver o que correu mal. Tentámos tudo, especialmente nos últimos dez minutos. Tentámos pressionar em todo o campo. Conquistámos a bola em boas posições, mas não conseguimos marcar. Tínhamos de marcar mais duas vezes, ficámos a dois golos dos quartos-de-final, o que é demasiado. Globalmente os alemães mereceram, especialmente pelo que fizeram no primeiro jogo.

Mikel Arteta, médio do Arsenal
Sabíamos que nada é impossível e vimos isso em Londres. Tivemos de arriscar, pois tudo pode acontecer no futebol. Continuámos a acreditar, mesmo depois de eles marcarem. Empatámos através do Lukas Podolski e houve situações em que poderíamos ter feito melhores opções no último passe. Não podemos esquecer que defrontámos a melhor equipa da Europa.

Thomas Vermaelen, defesa do Arsenal
Viemos aqui e lutámos muito, era a única coisa que nos restava. 1-1 não é um mau resultado em Munique. Queríamos marcar primeiro, mas foram eles que o fizeram. Conseguimos empatar rapidamente e, quando pressionámos muito alto, levámos o Bayern a perder muitas bolas na defesa. Acreditámos até o fim, porque conseguimos vencer no ano passado, mas este ano não chegou.

Conteúdos relacionados

Topo