Arsenal necessitado de repetir vitória fora ante o Bayern

Pela segunda época consecutiva, o Arsenal defronta o Bayern fora após ter perdido em casa por dois golos, apesar da repetição da vitória de 2-0 da época passada deixe a eliminatória empatada.

Após ter estabelecido uma vantagem de dois golos no primeiro jogo fora, o FC Bayern München vai tentar repetir o apuramento da época passada, à custa do Arsenal FC, apesar de estar atento devido à derrota frente aos "gunners" em Munique, há 12 meses.

• Desta vez, golos de Toni Kroos e Thomas Müller permitiram ao Bayern vencer a primeira mão, no norte de Londres, o que significa que o Arsenal tem de ser apenas a terceira equipa, na era da UEFA Champions League, a dar a volta a uma derrota caseira na primeira mão. No entanto, os "gunners" mantêm a esperança, mercê da vitória por 2-0 na Fußball Arena München, na segunda mão da época anterior, apesar de terem sido eliminados devido aos golos fora.

Encontros anteriores
• Nos oitavos-de-final da temporada passada, o Bayern assumiu o favoritismo para o apuramento depois da vitória, por 3-1, na primeira mão jogada em Londres, graças aos golos de Toni Kroos (7), Thomas Müller (21) e Mario Mandžukić (77), com Lukas Podolski (55) a marcar à sua antiga equipa, tendo reduzido a desvantagem.

• O Arsenal esteve perto de responder a essa derrota depois de Olivier Giroud e Laurent Koscielny terem marcado em Munique, mas os ingleses seriam afastados pela regra dos golos fora, com o Bayern a apurar-se para os quartos-de-final pela quarta vez em cinco temporadas.

• Os "onzes" que entraram em campo 13 de Março de 2013, na Fußball Arena München foram:
Bayern: Neuer, Alaba, Dante, Van Buyten, Lahm, Luiz Gustavo, Javi Martínez, Kroos (Tymoshchuk 81), Robben, T Müller, Mandžukić (Gomez 73).
Arsenal: Fabiański, Jenkinson, Mertesacker, Koscielny, Gibbs, Walcott (Oxlade-Chamberlain 72), Arteta, Cazorla, Ramsey (Gervinho 72), Rosický, Giroud.

• O Bayern também derrotou o Arsenal por um total de 3-2 nos oitavos-de-final da temporada 2004/05, ao vencer em casa, por 3-1, na primeira mão, a que se soma mais um triunfo sobre os "gunners", desta feita por 1-0, na segunda fase de grupos da edição 2000/01.

Retrospectiva
• Esta é a sexta presença seguida do Bayern nos oitavos-de-final, com a eliminação frente ao FC Internazionale Milano, em 2011, quando ganhou por 1-0 em Milão mas perdeu por 3-2 em Munique, a constituir o único desaire durante esse percurso.

• O campeão alemão ganhou cinco dos seus jogos no Grupo D, qualificando-se em primeiro lugar, perdendo a última partida, em casa, frente ao City, quando já tinha o apuramento garantido.

• Essa derrota valeu ao Bayern o final da sua série vitoriosa de dez jogos consecutivos na UEFA Champions League – um recorde da competição que começou precisamente após o desaire em casa frente ao Arsenal, na segunda mão – e foi apenas a sua terceira derrota nos últimos 24 jogos na prova, com os 21 restantes a terminarem com vitórias.

• Este é o terceiro confronto do Bayern com adversários ingleses no espaço de um ano. A 30 de Agosto, os bávaros defrontaram o Chelsea FC na SuperTaça europeia, em Praga, tendo vencido por 5-4 no desempate por grandes penalidades, depois do 2-2 final. Franck Ribéry e Javi Martínez marcaram para os alemães.

• Em casa ante conjuntos ingleses, o Bayern soma duas derrotas nos últimos dois encontros disputados, não vencendo há três jogos, depois do 1-1 após prolongamento com o Chelsea, na final de 2012 da UEFA Champions League, que seria perdida nas grandes penalidades. Apesar de ter sido disputada no seu estádio, o palco da partida teve a classificação de recinto neutro.

• O registo do Bayern em casa ante equipas inglesas é de V10 E5 D3. No total, é de V16 E14 D12.

• O Bayern conquistou a Taça dos Clubes Campeões Europeus em 1975 graças a uma vitória por 2-0 na final frente ao Leeds United AFC, mas desde então perdeu no jogo decisivo frente a Aston Villa FC (0-1, 1982), Manchester United FC (1-2, 1999) e Chelsea (1-1, 3-4 pen, 2012).

• Como treinador do Barcelona, o registo de Guardiola frente ao Arsenal foi de duas vitórias, um empate e uma derrota. A sua equipa perdeu por 2-1 no Norte de Londres, na primeira mão dos oitavos-de-final, em 2010/11, mas ganhou o segundo jogo por 3-1.

• A equipa de Arsène Wenger, que está nesta fase da prova pela 14ª temporada consecutiva, foi afastada nos oitavos-de-final nas últimas três edições da competição, tendo também sido eliminada por um total de 4-3 pelo AC Milan, em 2011/12.

• Os "gunners" venceram três das últimas cinco deslocações à Alemanha, com as restantes a terminarem empatadas. A vitória por 1-0 na casa do Borussia Dortmund, na quarta jornada, aumentou o registo do Arsenal nas partidas fora ante emblemas da Bundesliga, para cinco triunfos, quatro igualdades e cinco desaires. No global é de 14 vitórias, cinco empates e dez derrotas.

• Nos restantes jogos fora no Grupo F, o Arsenal derrotou o Olympique de Marseille, mas perdeu com o SSC Napoli na sexta jornada, tendo terminado, por isso, em segundo lugar, atrás do Dortmund. Esse desaire foi o segundo apenas dos "gunners" em oito jogos fora, tendo somado cinco triunfos.

• O último sucesso do Arsenal nesta fase foi em 2010, quando recuperou de uma derrota por 2-1 no terreno do FC Porto com uma goleada por 5-0 em Londres. Foi a sua terceira vitória consecutiva nos oitavos-de-final.

• Esse desaire em 2010/11, frente ao Inter, foi a única ocasião, em 23 eliminatórias de competições da UEFA, que o Bayern foi eliminado após ter ganho a primeira mão fora. Para além disso, o Arsenal nunca deu a volta a uma derrota caseira na primeira mão de uma competição europeia. Perdeu apenas duas eliminatórias nessas condições: frente a Bayern, na temporada passada, e VfL Borussia Mönchengladbach, na primeira eliminatória da edição 1996/97 da Taça UEFA, quando perdeu as duas partidas por 3-2.

• O registo do Bayern no desempate por grandes penalidades nas provas europeias é:
5-4 - Chelsea FC, 2013 SuperTaça Europeia
3-4 - Chelsea, 2011/12, final da UEFA Champions League
3-1 - Real Madrid CF, 2011/12, meias-finais da UEFA Champions League
5-4 - Valencia CF, 2000/01, final da UEFA Champions League
9-8 - PAOK FC, 1983/84, segunda eliminatória da Taça UEFA
4-3 - Åtvidabergs FF, 1973/74, primeira eliminatória da Taça dos Clubes Campeões Europeus

• Os números do Arsenal neste capítulo são:
7-6 - AS Roma, 2008/09, oitavos-de-final da UEFA Champions League
1-4 - Galatasaray AŞ, 1999/2000, final da Taça UEFA
3-2 - UC Sampdoria, 1994/95, meia-final da Taça dos Vencedores das Taças
4-5 - Valencia CF, 1979/80, final da Taça dos Vencedores das Taças

Ligações entre as equipas
• Podolski representou o Bayern entre 2006 e 2009, marcando 15 golos em 71 desafios do campeonato. Antes e depois desse período ao serviço do conjunto bávaro, passou um total de seis temporadas ao serviço do 1. FC Köln, e em dez jogos frente ao Bayern, só por uma vez venceu.

• Per Mertesacker marcou o golo do SV Werder Bremen numa derrota caseira frente ao Bayern, por 3-1, a 29 de Janeiro de 2011. Após o empate de Arjen Robben, o auto-golo do defesa colocou o Bayern a vencer por 2-1. Durante cinco épocas em Bremen, Mertesacker enfrentou o Bayern 16 vezes, registando apenas duas vitórias.

• Mertesacker e Claudio Pizarro foram colegas de equipa no Bremen entre 2008 e 2011, contando com a companhia de Mesut Özil em 2008/09 e 2009/10.

• Tomáš Rosický marcou 20 golos em 149 encontros da Bundesliga com a camisola do Dortmund, entre 2001 e 2006, conquistando o título em 2001/02.

• Mertesacker, Özil e Podolski são colegas de equipa na selecção alemã, juntamente com Manuel Neuer, Jérôme Boateng, Philipp Lahm, Bastian Schweinsteiger, Kroos, Müller e Mario Götze.

• Robben marcou na vitória por 2-0 do Chelsea em casa do Arsenal, a 18 de Dezembro de 2005. Nas três temporadas passadas em Stamford Bridge, Robben defrontou os "gunners" em quatro ocasiões e nunca perdeu.

• Ribéry representa a França, juntamente com Bacary Sagna, Abou Diaby, Giroud, Koscielny e Mathieu Flamini.

• Müller marcou no triunfo por 2-1 da Alemanha em Paris, num amigável frente a uma selecção francesa que incluiu Ribéry, Sagna, Koscielny e Giroud. Lahm, Podolski, Mertesacker, Özil e Kroos alinharam pelos visitantes.

• Giroud marcou na vitória por 2-1 da França em Bremen, num amigável realizado a 29 de Fevereiro de 2012, frente a uma selecção alemã que contou com Boateng, Kroos, Özil, Müller e Manuel Neuer. Ribéry também jogou pelos forasteiros.

• Martínez e Thiago Alcántara são colegas de equipa de Santi Cazorla e Nacho Monreal na selecção espanhola.

• Thomas Vermaelen e Daniel Van Buyten alinham pela Bélgica.

• Serge Gnabry fez parte dos escalões de formação do VfB Stuttgart até 2011.

Topo