Leverkusen com duro teste na recepção ao Paris

O Leverkusen vai ter de ultrapassar o goleador e em forma Paris Saint-Germain se quiser chegar aos quartos-de-final da UEFA Champions League pela primeira vez desde 2002.

O Bayer 04 Leverkusen ambiciona alcançar os quartos-de-final da UEFA Champions League pela primeira vez em 12 épocas quando receber o Paris Saint-Germain, na primeira mão dos oitavos-de-final.

• A última vez que o Leverkusen marcou presença nos quartos-de-final aconteceu em 2002, ano em que chegou à final da UEFA Champions League. Contudo, para lá chegar terá de ultrapassar o goleador e em forma Paris Saint-Germain, vencedor do Grupo C de forma confortável com 16 golos marcados. O Leverkusen, por seu lado, foi segundo classificado do Grupo A atrás do Manchester United FC.

Retrospectiva
• A última participação do Leverkusen na fase a eliminar da UEFA Champions League aconteceu em 2011/12, frente ao FC Barcelona, contra o qual perdeu por 3-1 em casa e por 7-1 em Espanha.

• Na época passada, o Paris apurou-se para os quartos-de-final pela primeira vez desde 1994/95, após eliminar o Valencia CF nos oitavos-de-final com um resultado total de 3-2 – desfecho para o qual contribuiu um triunfo por 2-1 na primeira mão, em Espanha.

• O Leverkusen possui um registo 100 por cento vitorioso em embates a duas mãos frente a equipas de França, todos na Taça UEFA. Afastou o RC Lens com um resultado total de 4-2 nos oitavos-de-final de 2006/07, bateu o FC Nantes (5-1 no total) nos quartos-de-final de 1994/95 e levou a melhor sobre o Toulouse FC (2-1 no total) na segunda eliminatória de 1987/88. Em cada uma dessas ocasiões venceu o jogo em casa.

• Stefan Kiessling marcou o único golo da última vez que o Leverkusen recebeu um adversário da Ligue 1, quando derrotou o Toulouse, por 1-0, na fase de grupos da Taça UEFA de 2007/08.

• O registo caseiro do Leverkusen frente a formações gaulesas é de 4V 1E 1D.

• Zoumana Camara e Christophe Jallet são os únicos sobreviventes da última visita do Paris à Alemanha, num empate 1-1 com o Borussia Dortmund, na fase de grupos da UEFA Europa League de 2010/11. Clément Chantôme fez o empate para a equipa de Paris, aos 87 minutos, capitaneada por Claude Makelele, actual treinador-adjunto dos franceses.

• Na única eliminatória a duas mãos frente a adversários da Bundesliga, o conjunto gaulês, com Camara incluído, saiu vencedor ao bater o VfL Wolfsburg, por um resultado total de 5-1, nos 16 avos-de-final da Taça UEFA de 2008/09. Guillaume Hoarau (2) marcou no triunfo em casa por 2-0 na primeira mão, a 18 de Fevereiro de 2009, antes de Péguy Luyindula (2) e Jérôme Rothen assegurarem nova vitória, agora fora e por 3-1.

• O registo global dos visitantes frente a equipas alemãs é de 2V 1E 3D.

• O Leverkusen sofreu a maior derrota em casa nas competições europeias quando perdeu por 5-0 frente ao Manchester United, em Novembro, mas antes já tinha vencido FC Shakhtar Donetsk e Real Sociedad de Fútbol na BayArena.

• O Paris marcou dez golos em três jogos fora no Grupo C, ao ganhar ante o Olympiacos CF por 4-1 e o RSC Anderlecht por 5-0, antes de perder por 2-1 no terreno do SL Benfica. Foi o primeiro desaire dos franceses em sete jogos fora nas competições europeias.

Ligações entre as equipas
• Este pode ser o primeiro embate entre as duas equipas, mas os treinadores Sami Hyppiä e Laurent Blanc já se encontraram em campo quando a Finlândia perdeu por 1-0 diante da França num amigável realizado em Junho de 1998, em Helsínquia. Hyppiä levou a melhor quatro anos depois, quando o Liverpool FC venceu o Manchester United de Blanc, por 1-0, no único desafio da Premier League no qual mediram forças.

• Hyppiä fez parte da equipa do Liverpool eliminada pelo Olympique de Marseille por um resultado total de 3-2 na quarta eliminatória da Taça UEFA de 2003/04. Ainda ao serviço do Liverpool, teve sortes distintas frente ao Marselha na UEFA Champions League de 2007/08: perdeu por 1-0 em casa e ganhou fora por 4-0.

• Blanc sofreu uma desilusão nas meias-finais da UEFA Champions League de 2001/02 frente ao Leverkusen, quando o United foi eliminado devido aos golos fora, após empate 2-2 em casa na primeira mão e e igualdade 1-1 na BayArena. Na temporada seguinte, Blanc e o United voltaram a enfrentar o Leverkusen na primeira fase de grupos e venceram ambos os desafios: 2-1 fora e 2-0 em casa.

• Enquanto seleccionador da França, Blanc venceu por 2-1 um amigável frente à Alemanha realizado em Fevereiro de 2012 em Bremen, no qual Jérémy Ménez e Lars Bender foram suplentes utilizados. Blanc marcou o único golo num amigável Alemanha-França disputado em Estugarda em Junho de 1996.

• Blanc venceu o único confronto na UEFA Champions League frente a adversários da Bundesliga como treinador quando alcançou vitórias em casa e fora no comando técnico do FC Girondins de Bordeaux, frente ao FC Bayern München, na fase de grupos de 2009/10.

• Giulio Donati e Marco Verratti fizeram parte da selecção de Itália que atingiu a final do Campeonato da Europa de Sub-21 de 2013, em Israel, em Junho do ano passado.

• Emir Spahić passou duas épocas na Ligue 1 ao serviço do Montpellier Hérault SC, entre 2009 e 2011. Fez a igualdade, no último minuto, no empate 1-1 em casa frente ao Paris na jornada inaugural da fase de grupos de 2010/11.

• Alex foi suplente utilizado pelo Chelsea FC frente ao Leverkusen na fase de grupos de 2011/12, na vitória em casa por 2-0 e também na derrota fora por 2-1.

• Thiago Motta ajudou o Barcelona a vencer por 2-1 em Leverkusen na primeira fase de grupos de 2002/03, bem como no jogo da segunda volta, em Espanha, por 2-0. Motta defrontou Bender, suplente utilizado, quando a Itália empatou 1-1 com a Alemanha, em Milão, num amigável realizado em Novembro.

• Bender também alinhou como suplente utilizado quando a Alemanha bateu a Holanda, que contava com Gregory van der Wiel, por 2-1, na fase de grupos do UEFA EURO 2012, e também no triunfo por 2-1 num amigável frente à França de Blaise Matuidi, realizado em Paris, em Fevereiro de 2013.

• Edinson Cavani marcou frente à Alemanha, equipa na qual Kiessling foi suplente utilizado, na derrota por 3-2 do Uruguai no jogo de atribuição do terceiro e quarto lugares do Campeonato do Mundo de 2010. Também facturou frente à Suíça de Eren Derdiyok num amigável de preparação para essa competição ganho pelo Uruguai por 3-1.

Topo