O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Klopp cauteloso com duelo entre Dortmund e Zenit

O treinador do Dortmund, Jürgen Klopp, recusa-se a subestimar o Zenit, conhecido o sorteio dos oitavos-de-final, enquanto Anatoliy Tymoshchuk espera voltar e assombrar os germânicos.

O treinador do Borussia Dortmund, Jürgen Klopp, está ansioso pela sua primeira viagem à Rússia, após os finalistas vencidos da última edição da prova terem sido sorteados para defrontar o FC Zenit nos oitavos-de-final da UEFA Champions League. Apesar de o clube russo ter logrado o apuramento com apenas seis pontos, Klopp recusa encará-los de ânimo leve, afirmando: "Qualquer equipa que consiga sobreviver à fase de grupos da Champions League tem qualidade." Um homem que conhece bem o BVB é o médio do Zenit, Anatoliy Tymoshchuk, membro da equipa do FC Bayern München que bateu o Dortmund na final de Maio, em Wembley, e afirmou que a formação alemã está agora mais vulnerável do que na última temporada.

Anatoliy Tymoshchuk, médio do Zenit
O Dortmund é actualmente terceiro classificado na Bundesliga. Na minha opinião não está na melhor forma. Perderam pontos com os primeiros classificados na sua Liga e da UEFA Champions League, mas esta não é a mesma equipa que atingiu a final na última época. Eram muito mais fortes nessa altura. A vantagem deles é que chegarão à eliminatória com a época a meio. Certamente que os seus jogadores estarão em boa forma.

Em contraste, nessa altura, nós apenas teremos disputados alguns jogos amigáveis [devido à pausa de Inverno na Rússia]. Agora é tempo de descansarmos e depois começaremos a preparar-nos o melhor possível para enfrentá-los nas melhores condições que formos capazes de reunir. Na verdade, tinha a sensação que iríamos defrontar o Dortmund. Disse isso ontem a alguns dos meus colegas. Penso que foi um bom sorteio para nós. Na Alemanha, os estádios estão sempre cheios, têm bons relvados e é sempre bom jogar lá. Existe um grande ambiente no estádio, a capacidade supera os 80 mil lugares e está sempre cheio.

Jürgen Klopp, treinador do Dortmund
Nunca estive na Rússia, mas fiquei ansioso pelos nossos jogos com o Zenit. Nas próximas semanas vamos preparar-nos intensivamente para essas partidas e estudá-los o melhor possível. Qualquer equipa que consiga sobreviver à fase de grupos da Champions League tem qualidade mas não sei dizer muito mais neste momento. Não seria muito profissional da minha parte falar em detalhe deles a dois meses de distância dos jogos.