Mancini pede cautela ao Galatasaray

Robert Mancini advertiu o Galatasaray para que não relaxe na defesa, num jogo de vitória obrigatória no Grupo B frente a uma Juventus que não vai jogar para empatar.

Roberto Mancini espera que o apoio ruidoso dos adeptos faça emergir o melhor do Galatasaray
Roberto Mancini espera que o apoio ruidoso dos adeptos faça emergir o melhor do Galatasaray ©AFP/Getty Images

Roberto Mancini advertiu a equipa do Galatasaray AŞ para que não relaxe na defesa, no jogo decisivo do Grupo B, diante da Juventus. Embora o Galatasaray tenha de vencer, Mancini sublinha: "O importante é sermos capazes de defender bem."

A Juventus parte para o embate no segundo lugar, com dois pontos de vantagem, o que significa que um empate chega para qualificar os visitantes para os oitavos-de-final. Contudo, o treinador da Juve, Antonio Conte, assegura que a sua equipa só pensa na vitória. "Vamos tentar jogar para ganhar", prometeu. Num grupo apertado, se o Galatasaray somar menos pontos que o FC København contra o Real Madrid CF, terminará no último lugar. A Juve ficará no último lugar se perder e o FCK vencer.

Galatasaray
Roberto Mancini, treinador
Será um bom jogo pois vamos defrontar uma grande equipa, como é a Juventus. Não sofreu qualquer golo em sete partidas na Serie A, pelo que vai ser complicado batê-los. Será difícil para ambas as equipas, talvez mais para nós pois apenas um resultado serve [para qualificar].

Por outro lado, os nossos adeptos conferem-nos uma vantagem. Sinto-me muito feliz pela confiança que eles depositam em nós. Também confiamos neles e sabemos que nos vão ajudar. Vamos fazer tudo para vencer e os adeptos vão dar-nos uma mão. O importante é defender bem. Sofrermos um golo vai tornar tudo mais difícil e, de início, não podemos conceder muitos espaços. Não nos podemos distrair durante os 90 minutos.

Jogar sem o [Andrea] Pirlo é uma situação complicada para qualquer treinador. O Pirlo é um jogador magnífico e a Juventus vai perder algo sem a presença dele. Mas possuem jogadores de qualidade para o substituir. A nossa meta é o apuramento para a próxima fase. Não pensamos na possibilidade de terminarmos no terceiro lugar.

Resultado do fim-de-semana
Sexta-feira: Galatasaray 2-0 Elazığspor (Selçuk İnan 2, Burak 7)
Muslera; Eboué, Chedjou, Ceyhun Gülselam, Gökhan Zan; Selçuk İnan, Felipe Melo (Hakan Balta 84), Kurtuluş (Emre Çolak 74), Riera; Drogba (Umut 69), Burak Yılmaz.

• A vitória de sexta-feira foi a primeira do Galatasaray orientado por Mancini sem sofrer golos. A equipa do técnico italiano ganhou apenas dois dos últimos sete jogos, no tempo regulamentar, com o registo de 23 pontos em 13 partidas a estar apenas dois abaixo dos conseguidos, no mesmo período, na época passada, então líder da classificação.

Notícias da equipa
Fernando Muslera, que estava ausente desde 1 de Novembro devido a uma fractura num dedo de um, voltou a competir na sexta-feira. Hamit Altintop está fora devido a um problema nas costas, mas Wesley Sneijder poderá reaparecer após seis semanas a recuperar de uma lesão numa coxa.

Juventus
Antonio Conte, treinador 
Este é um jogo decisivo, não o primeiro para nós e, espero, também não o último. Vamos entrar em campo com a nossa mentalidade e ideia de jogo e esperamos assegurar a qualificação.

[Jogar para o empate] é algo que não está em nós. O Galatasaray é uma equipa forte, vai estar um ambiente muito quente, mas vamos tentar vencer mesmo que respeitemos muito a equipa de Mancini, cuja forma a nível interno tem vindo a melhorar e o seu potencial de ataque é imenso, com jogadores como [Didier] Drogba e Sneijder.

Em relação ao jogo em Turim temos vindo a melhorar desde então, mas teremos de estar alerta e concentrados do primeiro ao último minuto. Não sou capaz de traduzir em percentagem a nossa possibilidade de qualificação. A equipa que jogar melhor vai vencer o jogo.

Quando soubemos que o Andrea Pirlo iria estar ausente por lesão muito tempo foi um dos momentos mais difíceis da época para nós. A ausência de Pirlo, que é insubstituível, não nos deve molestar, fomos suficientemente fortes para vencer a Udinese e o Bolonha sem ele e vamos ser bem-sucedidos também contra o Galatasaray.

O meu colega Roberto Mancini é novo aqui. Quando se chega a um país e a um clube novos, todos os treinadores precisam de tempo para se adaptarem à nova realidade e isso reflecte a sua estratégia em campo. Na minha opinião, o Galatasaray entrou no bom caminho e está em boas mãos.

Resultado do fim-de-semana
Sexta-feira: Bologna FC 0-2 Juventus (Vidal 12, Chiellini 89)
Buffon; Barzagli, Ogbonna, Chiellini; Isla, Vidal, Pogba, Marchisio, Peluso (Asamoah 67); Vučinić (Llorente 39), Quagliarella (Tévez 70).

• Apesar de Conte optar por fazer descansar alguns dos principais jogadores, a Juventus alcançou a sétima vitória consecutiva na Liga sem sofrer golos. Gianluigi Buffon já não é batido desde a derrota por 4-2 ante a ACF Fiorentina, em 20 de Outubro.

Notícias da equipa
Mirko Vučinić foi substituído frente ao Bolonha devido a uma lesão num joelho. Pirlo, também com problemas num joelho, estará ausente.

Estatística
• Mancini, adepto de infância da Juventus, foi jogador do Bolonha, UC Sampdoria e SS Lazio no seu país natal seguindo uma carreira de treinador na Fiorentina (2001–2002), Lázio (2002–2004) e FC Internazionale Milano (2004–2008), antes de assumir o cargo no Manchester City FC entre 2009 e 2013.